Jeito de digitar pode revelar sua identidade

Já prestou atenção na forma que você digita? Se com mais ou menos pressa, se do jeito certinho, como ensinavam nas famigeradas aulas de computação; ou se de um jeito próprio e desgovernado, só seu? Bom, a maioria de nós não repara esse detalhe, mas existe gente por aí que garante que o jeito de digitar pode revelar muito sobre quem está do outro lado da tela.

A técnica que permite isso, inclusive, tem até nome: grafologia. Para quem nunca ouviu falar nisso, a grafologia é, basicamente, o estudo que analisa a forma de escrita das pessoas para deduzir alguns traços de sua personalidade. E, para decifrar a identidade das pessoas, só pelo jeito de digitar, essa técnica precisou se adequar à era dos teclados por toda parte.

E, só à título de conhecimento, essa não é uma técnica recente de análise. Ela já existia há muito tempo e na 2ª Guerra Mundial, foi usada pelos serviços de inteligência militar para identificar aliados ou inimigos somente pela forma de enviar as mensagens em código morse. Tenso, não?

4

Hoje em dia, a essa estudo da dinâmica do jeito de digitar também é bastante conhecido e usado ao redor do mundo, especialmente para fins militares. A forma mais comum de uso dessa técnica é para fazer o monitoramento de lançamento de mísseis submarinos.

O que a forma de digitar pode revelar?

De forma geral, o jeito de digitar das pessoas revela, logo de cara, se o criador da mensagem digitada é um homem ou uma mulher. Isso porque os gêneros digitam de formas completamente diferentes.

Aliás, testes realizados até o momento já mostraram que é preciso apenas 5 frases para adivinhar o gênero de quem escreve. E isso com uma probabilidade de acerto de 80%.

Conforme especialistas, a forma de digitar dos homens é mais acelerada, ao mesmo tempo em que as teclas são pressionadas por menos tempo do que quando é uma mulher que está no comando do teclado. Já, no caso das mulheres, na grande maioria, o digitar é menos rápido e as teclas são apertadas com milésimos a mais de tempo.

2

Mas, o jeito de digitar também pode revelar mais coisas sobre sua identidade. Só pela agilidade e pelos sons do teclado é possível descobrir, por exemplo, a idade da pessoa que está digitando, se ela é destra ou canhota e assim por diante.

Jeito de digitar como senhas

O jeito de digitar das pessoas parece ser algo tão único, que já estudam usar isso como um método de aumentar a segurança no acesso à internet.

Embora ainda haja várias especulações sobre a eficiência dessa técnica no mundo da internet, o pesquisador da Escola Nacional Superior de Engenheiros de Caen (França), Christophe Rosenberg, grande entusiasta desse método, garante que com um software de análise, a forma de teclar das pessoas pode reduzir em até 94% as chances dos usuários terem suas contas virtuais sequestradas.

E o melhor: mesmo se a pessoa mal intencionada souber a senha para invadir uma conta que não é sua, o jeito de digitar diferente não vai permitir o acesso.

1

Será essa a grande solução da internet?