Ciência & Tecnologia

Jeito de digitar pode revelar sua identidade

Atualizado em 28/09/2018

Já prestou atenção na forma que você digita? Se com mais ou menos pressa, se do jeito certinho, como ensinavam nas famigeradas aulas de computação; ou se de um jeito próprio e desgovernado, só seu? Bom, a maioria de nós não repara esse detalhe, mas existe gente por aí que garante que o jeito de digitar pode revelar muito sobre quem está do outro lado da tela.

A técnica que permite isso, inclusive, tem até nome: grafologia. Para quem nunca ouviu falar nisso, a grafologia é, basicamente, o estudo que analisa a forma de escrita das pessoas para deduzir alguns traços de sua personalidade. E, para decifrar a identidade das pessoas, só pelo jeito de digitar, essa técnica precisou se adequar à era dos teclados por toda parte.

E, só à título de conhecimento, essa não é uma técnica recente de análise. Ela já existia há muito tempo e na 2ª Guerra Mundial, foi usada pelos serviços de inteligência militar para identificar aliados ou inimigos somente pela forma de enviar as mensagens em código morse. Tenso, não?

4

Hoje em dia, a essa estudo da dinâmica do jeito de digitar também é bastante conhecido e usado ao redor do mundo, especialmente para fins militares. A forma mais comum de uso dessa técnica é para fazer o monitoramento de lançamento de mísseis submarinos.

O que a forma de digitar pode revelar?

De forma geral, o jeito de digitar das pessoas revela, logo de cara, se o criador da mensagem digitada é um homem ou uma mulher. Isso porque os gêneros digitam de formas completamente diferentes.

Aliás, testes realizados até o momento já mostraram que é preciso apenas 5 frases para adivinhar o gênero de quem escreve. E isso com uma probabilidade de acerto de 80%.

Conforme especialistas, a forma de digitar dos homens é mais acelerada, ao mesmo tempo em que as teclas são pressionadas por menos tempo do que quando é uma mulher que está no comando do teclado. Já, no caso das mulheres, na grande maioria, o digitar é menos rápido e as teclas são apertadas com milésimos a mais de tempo.

2

Mas, o jeito de digitar também pode revelar mais coisas sobre sua identidade. Só pela agilidade e pelos sons do teclado é possível descobrir, por exemplo, a idade da pessoa que está digitando, se ela é destra ou canhota e assim por diante.

Jeito de digitar como senhas

O jeito de digitar das pessoas parece ser algo tão único, que já estudam usar isso como um método de aumentar a segurança no acesso à internet.

Embora ainda haja várias especulações sobre a eficiência dessa técnica no mundo da internet, o pesquisador da Escola Nacional Superior de Engenheiros de Caen (França), Christophe Rosenberg, grande entusiasta desse método, garante que com um software de análise, a forma de teclar das pessoas pode reduzir em até 94% as chances dos usuários terem suas contas virtuais sequestradas.

E o melhor: mesmo se a pessoa mal intencionada souber a senha para invadir uma conta que não é sua, o jeito de digitar diferente não vai permitir o acesso.

1

Será essa a grande solução da internet?

Por <a href='https://segredosdomundo.r7.com/author/renata/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Thamyris Fernandes</a>
Por Thamyris Fernandes
Jornalista pela PUC Goiás. Já flertou com assessoria de imprensa, passou um tempo em jornais impressos e encontrou na internet seu habitat natural. Basicamente, uma taurina curiosa. Gosta de vinho, café, livros, um bom papo e aconchego. Ama o que faz e faz o que ama por aqui. Instagram: @thamyriscf