Mundo Animal

Lagartixas – Principais características, tipos e curiosidades

Originárias da Ásia, as lagartixas são na sua maioria répteis pequenos que podem ser encontrados em vários lugares e em diferentes espécies.

Por Adelina Lima

A lagartixa é um tipo de lagarto da família de répteis Gekkonidae. Desse modo, existem 1000 espécies de lagartixas que podem ser encontradas em todo o mundo, exceto na Antártica. Com efeito, várias espécies de lagartixas desenvolveram diferentes adaptações para sobreviver em diferentes ecossistemas, tais como: florestas tropicais, desertos, selvas, pastos e montanhas. No entanto, o local mais provável para localizar esse pequeno lagarto é a nossa casa. Apesar disso, certas espécies de lagartixas estão ameaçadas de extinção devido à perda de habitat e à introdução de novas espécies predatórias em seu ambiente, incluindo os humanos.

Por conseguinte, esses animais possuem as seguintes principais características: quatro patas cobertas por escamas que possuem orelhas externas, não possuem pálpebras e contam com dedos pegajosos que os permitem escalar superfícies. Confira outras curiosidades a seguir.

Principais tipos de lagartixa

Lagartixa doméstica ou lagartixa-de-parede

Fonte: Pinterest

A lagartixa-de-parede, também conhecida como lagartixa doméstica comum (ou asiática), é um pequeno lagarto noturno com pele macia. Mede até 15 cm de comprimento e geralmente é cinza ou marrom claro a bege. É nativa do sudeste da Ásia, embora agora seja encontrada em todo o mundo, incluindo grandes partes da África.

Lagartixa leopardo

Fonte: Pinterest

A lagartixa leopardo (Eublepharis macularius) é a espécie mais comum mantida como animal de estimação. Nativa dos desertos do Paquistão e do noroeste da Índia, é muito resistente e fácil de cuidar. Esses animais são incomuns porque vivem no solo e não escalam. São animais noturnos e passam os dias quentes escondidos sob pedras ou em buracos no chão.

Lagartixa de crista

Fonte: Pinterest

Essas lagartixas notáveis ​​só são encontradas nas ilhas do sul do Oceano Pacífico. Elas já foram considerados extintas e só foram descobertos novamente em 1994. Agora, por meio de um programa de reprodução em cativeiro nos Estados Unidos e na Europa, elas são um dos animais de estimação de répteis mais populares e fáceis de encontrar nessas ilhas.

Para esclarecer, o nome dessa lagartixa deriva das projeções cutâneas semelhantes a pelos acima de cada olho, indo dos olhos até a cauda. Como resultado, isso também lhe deu o nome de ‘lagartixa de cílios’. Esses lagartos são noturnos e arbóreos. Seus dedos pegajosos terminam em pequenas garras que os ajudam a se agarrar às superfícies. Além disso, estas lagartixas alimentam-se de insetos e frutas.

Lagartixa diurna

Lagartixas: principais características, tipos e curiosidades
Fonte: Pinterest

As lagartixas-diurnas (Phelsuma) são endêmicas em Madagascar e nas ilhas vizinhas. Elas são muito coloridas, geralmente verdes com marcas vermelhas. Por conseguinte, manchas azuis também estão presentes em outras espécies, como a sombra azul da lagartixa dourada.

Ao contrário da maioria das espécies, esses animais são diurnos, ou seja, mais ativos durante o dia. Elas adoram tomar sol nas árvores e precisam de luz ultravioleta forte para permitir que absorvam o cálcio e realcem suas melhores cores.

Neste sentido, as lagartixas dessa espécie tendem a ser muito agressivas, por exemplo: dois machos alojados juntos lutarão até a morte de um deles. Mas, quando se trata de um casal geralmente coexistem bem.

Lagartixa-azul-elétrica

Fonte: Pinterest

Embora sejam apenas os machos que ostentam a cor azul brilhante, as lagartixas fêmeas dessa espécie variam do marrom monótono ao verde. Esses pequenos lagartos foram descobertos na floresta Kimboza, no leste da Tanzânia, na década de 1950 e parece ser o único lugar na Terra onde podem ser encontrados. Infelizmente, seu habitat natural está sendo destruído pela exploração madeireira, portanto, seu número na natureza tem diminuindo de forma alarmante.

10 Curiosidades interessantes sobre a lagartixa

Fonte: Pinterest

1. Tamanho

A menor espécie de lagartixa é a anã, atinge até 5 cm de comprimento. Por outro lado, a maior espécie é a lagartixa tokay, atinge 35 centímetros de comprimento.

2. Cor

As lagartixas são geralmente coloridas. No entanto, a coloração corporal depende das cores de seu ambiente, pois desempenha papel importante na camuflagem.

3. Visão e audição

As lagartixas são criaturas noturnas, isto é, ativas à noite e enxergam muito bem no escuro. Em outras palavras, seus olhos estão adaptados a um baixo nível de luz. Mas para além de uma visão noturna bem desenvolvida, esses pequenos lagartos possuem excelente senso de audição, o que as ajuda a detectar e fugir de predadores.

4. Predadores

Devido ao seu pequeno tamanho, esses pequenos lagartos são frequentemente atacados por cobras, pássaros e grandes aranhas por exemplo.

5. Alimentação

As lagartixas comem diferentes tipos de frutas, néctar de flores, insetos e vermes. Além disso, sua cauda grossa é usada como reservatório de gorduras e também ajuda-a a se equilibrar enquanto caminha e escala.

6. Automutilação

Assim como outros lagartos, a lagartixa pode descartar o próprio rabo em caso de perigo, aliás isso é que chamamos de automutilação. Com isso, a lagartixa sem cauda irá regenerar sua parte ausente do corpo após um curto período de tempo.

7. Mobilidade

Outra característica única de algumas espécies de lagartixas é a capacidade de andar em superfícies lisas ou mesmo horizontais (como tetos) sem cair. Isso é possível porque seus dedos têm pequenos adesivos que agem como ventosas durante a caminhada. O teflon é o único material em que esses pequenos lagartos não conseguem se agarrar e andar sem deslizar.

8. Voadora

Surpreendentemente, a lagartixa voadora é a única da espécie capaz de voar (planando no ar). Tem pés e cauda palmados, e uma larga aba de pele que funciona como um paraquedas enquanto a lagartixa pula de uma árvore para outra.

9. Comunicação

Ao contrário de outros répteis, esses pequenos lagartos são capazes de produzir vários sons que são usados ​​na comunicação. Elas costumam fazer certos barulhos durante o acasalamento ou ao defender seu território.

10. Reprodução

As lagartixas acasalam várias vezes durante o ano. Dessa maneira, a fêmea produz dois ovos, mas não cuida deles após o acasalamento, ou seja, ela põe seus ovos sob as folhas e descasca algumas semanas mais tarde.

Controle de pragas

Lagartixas: principais características, tipos e curiosidades
Fonte: Pinterest

Por fim, esses animais ainda são abundantes e fáceis de encontrar, além disso há certas vantagens em permitir que elas façam das residências seu habitat natural. Esses ‘moradores’ podem ser benéficos porque ajudam a manter as populações de insetos sob controle. Normalmente, eles comem os insetos que são atraídos por fontes de luz dentro e ao redor da casa ao anoitecer e ao amanhecer.

Quer saber mais sobre outros tipos de lagartos? Então, clique e leia: Iguanas – Origem, reprodução, hábitos e como vivem

Fontes: G1, Notisul, Escola Britannica

Fotos: Pinterest

Próxima página »

Escolhidas para você