Saúde

Língua Presa: o que é, sintomas, causas e tratamentos

Língua presa (anquiloglossia) é um problema que está presente desde o nascimento e pode limitar o movimento da língua.

Língua presa é apenas outro nome, para o que na área médica chama-se anquiloglossia. Em suma, essa condição se refere à limitação de movimento da língua. Isso acontece quando o tecido que prende a língua ao fundo da boca (frênulo lingual) é muito curto.

Infelizmente, não há uma boa definição padrão do que é uma anquiloglossia, e há uma ampla gama de opiniões para diagnosticá-las e tratá-las. Além disso, ter língua presa não significa necessariamente que é preciso de um tratamento.

Contudo, é recomendado se estiver causando problemas especificamente com a alimentação ou a fala.

Sintomas de língua presa

Muitos bebês com anquiloglossia não apresentam sintomas. O tecido se estica à medida que a criança cresce ou a criança se adapta à restrição da língua. Mas algumas crianças com língua presa têm:

  • Dificuldade em pegar o seio da mãe, mordendo o mamilo ao invés de sugar;
  • Intervalos ou espaços entre os dentes inferiores da frente;
  • Problemas de fala, porque a ponta da língua não pode subir o suficiente para emitir alguns sons com clareza;
  • Problemas pessoais ou sociais relacionados ao movimento restrito da língua, como problemas para limpar a comida dos dentes com a língua.
  • Língua em forma de nó ou de coração quando a criança a coloca para fora;
  • Falta de vontade ou dificuldade em se alimentar;
  • O bebê não consegue ganhar peso ou cresce mais devagar que o esperado.

Causas

Não se sabe ao certo o que exatamente causa a língua presa, mas acredita-se que seja pelo menos parcialmente de natureza genética. Pode ocorrer em crianças mais velhas ou em bebês que têm outros problemas que afetam a boca ou o rosto, como fenda palatina.

Além disso, os primeiros sintomas de língua presa geralmente são facilmente vistos na relação de amamentação entre uma mãe que amamenta e seu bebê. Até mesmo uma ligeira amarração na língua pode causar problemas com a amamentação.

Continua após a publicidade

Diagnóstico

Se a relação de amamentação não for estabelecida adequadamente dentro de vários dias, um pediatra ou dentista pode examinar uma criança quanto à língua presa.

Existem dois tipos de língua presa: anterior e posterior. Portanto, ambos podem ser diagnosticados pelo pediatra, mas nem todos os pediatras estão cientes dos laços posteriores, pois é um diagnóstico relativamente novo.

Com efeito, se a criança não parece ter uma língua presa anterior, um especialista pediátrico de ouvido, nariz e garganta pode ser visto para uma segunda opinião e para verificar se há um nó na parte posterior.

Tratamento para língua presa

A anquiloglossia anterior geralmente pode ser tratada rápida e facilmente por um pediatra durante uma visita ao consultório. Requer um pequeno clipe na frente do frênulo, que é um procedimento bastante simples e pouco invasivo.

Contudo, a amarração posterior da língua requer um procedimento mais complicado, mas ainda bastante simples, em que uma incisão é feita na parte traseira do frênulo.

O corte da gravata posterior da língua requer uma visita a um otorrinolaringologista para garantir que seja feito corretamente. Assim, o otorrinolaringologista irá anestesiar a área com pomada tópica e uma injeção anestésica.

Há um pouco mais de sangramento ao cortar um laço posterior da língua, mas o bebê se recupera dentro de um dia e ainda é capaz de mamar imediatamente após o término do procedimento.

Possíveis complicações

Por fim, uma anquiloglossia que não restringe significativamente o movimento da língua geralmente não causará problemas mais tarde na vida, embora possa prejudicar a relação de amamentação.

No entanto, uma língua presa que não é tratada pode causar vários problemas de saúde à medida que o bebê cresce, incluindo:

  • Incapacidade de mastigar alimentos sólidos apropriados à idade;
  • Engasgos, engasgos ou vômitos;
  • Dificuldades relacionadas à higiene dental;
  • Persistência de babar;
  • Atraso no desenvolvimento da fala;
  • Deterioração na fala;
  • Problemas de comportamento;
  • Problemas dentários;
  • Hábitos fortes e incorretos de fala e alimentação sendo adquiridos.
Bibliografia

MARTINELLI, Roberta L. C. et al . Protocolo de avaliação do frênulo da língua em bebês. Rev. CEFAC. Vol. 14, n.1. 138-145, 2012

INGRAM, Jenny et al. The development of a tongue assessment tool to assist with tongue-tie identification. Arch Dis Child Fetal Neonatal. Vol.100. Ed.2015; F344-F348, 2015

THE CHILDREN’S HOSPITAL OF PHILADELPHIA. Ankyloglossia (Tongue Tie).

Fontes: Tua Saúde, Rede D’or

Então se você achou interessante saber mais sobre língua presa, leia também: Língua branca é má higiene bucal? Motivos e soluções para o problema

Próxima página »

Escolhidas para você