Curiosidades

Machu Picchu – O que é, onde fica e curiosidades sobre a Cidade Sagrada

Eleita uma das 7 novas maravilhas do mundo, Machu Picchu é cheia de arquitetura, religiosidade e mistérios. Descubra tudo sobre a cidade

Atualizado em 28/09/2019

Machu Picchu é um dos pontos turísticos mais visitados na América Latina e no mundo. Apesar disso, as construções ficaram escondidas durante séculos na selva, conhecida apenas por moradores locais.

Localizada na parte central do Peru, Machu Picchu causa a curiosidade de milhares de turistas que vão ao local. Isso porque as construções com pedras foram encaixadas milimetricamente, de forma perfeita, sem nenhum material para uni-las.

De modo geral, o país conta com elevadas altitudes em seu centro. Sendo assim, no inverno os dias são ensolarados e as noites frias. Por outro lado, no verão os dias são ensolarados e chuvosos.

Já a região de Machu Picchu tem clima quente, com altitude de 2.400m. Apesar da “Cidade Sagrada” ser bastante famosa hoje, existem ainda diversas curiosidades que desconhecidas sobre ela. Portanto, confira agora as 14 curiosidades sobre Machu Picchu

Curiosidades sobre Machu Picchu

1 – Número limitados de turistas

14 curiosidades sobre Machu Picchu
Pixabay

Como dito anteriormente, a cidade atraí visitantes do mundo todo. E a situação se intensificou quando, em 1983, a UNESCO declarou Machu Picchu como Patrimônio Mundial da Humanidade.

Além disso, em 2007, a cidade foi eleita uma das 7 Novas Maravilhas do Mundo. Os reconhecimentos aumentaram o interesse pela Cidade Sagrada. Sendo assim, foi limitado a quantidade de pessoas que podem entrar diariamente nas ruínas: apenas 2,5 mil.

2 – Templo escondido

14 curiosidades sobre Machu Picchu
Mega Curioso

Uma opção em Machu Picchu é o Templo da Lua. Entretanto, é preciso bastante disposição para visitá-lo, isso porque ele está localizado no topo da montanha Huayana Picchu. O passeio está aberto para no máximo 400 pessoas por dia, e deve ser feito de manhã. Diz a lenda que o local era sagrado para cerimônias com múmias ds povos incas.

3 – Maior império americano do século 13

14 curiosidades sobre Machu Picchu
Pixabay

Durante o século 13 os incas dominaram uma grande faixa da América do Sul, sendo então o maior império do continente americano da época. A tribo era complexa, com população 3 e 12 milhões de pessoas, governadas pelo imperador Sapa Inca, que representava o Deus do Sol.

Ao todo, o império inca tinha mais de 30 mil quilômetros de estradas e era chamado de Tahuantinsuyu, que significa “os quatro cantos”

4 – Exploradores espanhóis não encontraram cidade

14 curiosidades sobre Machu Picchu
Francisco Pizarro – Geacipriano

Em 1532 a população inca foi dizimada pelos exploradores espanhóis. Comandados pelo espanhol Francisco Pizarro, as tropas saquearam grande parte das riquezas incas. Além disso, boa parte dos tempos e propriedades também foram destruídas.

No entanto, Machu Picchu continuou escondida por mais de 200 anos. A cidade ficou perdida por dois séculos, já que os incas abandonaram sua cidadela menos de um século após sua construção, em decorrência dos ataques.

5 – A redescoberta de Machu Picchu

14 curiosidades sobre Machu Picchu
Pixabay

Foi só em 1911 que a cidade foi redescoberta. Isso porque Hiram Bingham, professor de história da Universidade de Yalo, decidiu procurar a cidade perdida.

Com ajuda de um homem e menino da região, o professor foi em busca da cidade ao redor das montanhas do vale do rio Urabamba, e encontrou as ruínas. Para os locais, a cidade não era exatamente “perdida”, e sim pouco acessada devido sua localização. Porém, a “descoberta” de Bingham o colocou na história.

6 – Hiram Bingham é um herói?

14 curiosidades sobre Machu Picchu
Savacations

Após sua descoberta, Hiram Bingham voltou vária vezes a Machu Picchu. Patrocinado pela Universidade de Yale e pela revista National Geographic, o professor explorou as enigmáticas construções incas.

Seus estudos, portanto, renderam uma série de artigos, ensaios e um livro. Inclusive, o livro inspirou a criação do personagem Indiana Jones no cinema. Entretanto, como consequência negativa, criou uma rota de contrabando de relíquias do império inca.

Em 1948, então, a cidadela começou a receber visitação pública, com placas dedicatórias a Bingham. Porém, muitos guias critica a maneira que  o professor tratou os tesouros regionais, tomando como seu algo que deveria ser do governo peruano.

Depois disso, o professor serviu como piloto na Primeira Guerra Mundial e foi eleito governador de Connecticut. Contudo, ficou no cargo apenas um dia, e assumiu uma cadeira no senado dos EUA.

7 – Objetivo da construção de Machu Picchu

14 curiosidades sobre Machu Picchu
Pixabay

Construída em meados do século 15, Machu Picchu é considerada uma cidadela e também santuário. Certamente, a ideia da construção foi do Sapa Inca Pachacuti, ou “Aquele que sacode a terra”, para retornar às origens dos incas. A teoria, aliás, se baseia nos arquivos encontrados na cidade de Cusco, que datam o século 16.

Apesar disso, existem outras teorias. Alguns pesquisadores, por exemplo, acreditam que o local mistura um estado espiritual e oficial, construído então em um lugar sagrado.

Desta forma, existem teorias de que Machu Picchu era um convento para as Virgens do Sol. Basicamente, estas tais virgens serviam nos templos e eram oferecidas para sacrifício.

8 – Quem são os donos dos artefatos?

14 curiosidades sobre Machu Picchu
Artefatos Incas – Machu Picchu Brasil

O fato de que Hiram Bingham levou os tesouros de Machu Picchu para os EUA gerou um conflito entre a Universidade de Yalo e o governo do Peru. Isso porque milhares de joias, estátuas, cerâmicas e até restos humanos foram enviados para o país.

A situação chegou em seu ápice quando a universidade anunciou uma exposição itinerante em 2003. Levantando novamente o questionamento de quem eram os artefatos.

Em 2008, Alan Garcia, então presidente de Cuba, abriu processo contra Yale. No processo o presidente apelou a instituições mundiais para que os tesouros voltassem para o Peru. A briga foi resolvida e 2010, quando o governo estadunidense devolveu maioria das peças, que chegaram no Peru em cerca de dois anos.

9 – Importantes construções de Machu Pichu

14 curiosidades sobre Machu Picchu
Três Janelas – Pixabay

A cidade, aliás, é repleta de reverências ao sol, à lua, aos rios e às montanhas. Por exemplo, Intihuatana, uma pedra de quase dois metros de cumprimento que funcionava como uma espécie de calendário ou relógio solar.

A pedra, inclusive, está perto da praça principal da cidadela e suas extremidades apontam para as montanhas  de Machu Picchu, Huayna Picchu e Salcantay.

Outro lugar sagrado são as Três Janelas. Basicamente, elas simbolizam os três mundos incas: o céu, que é a vida espiritual; a terra, que é a vida mundana; e o subterrâneo, a vida interior.

Também existe o Templo do Sol, que tem uma janela alinhada perfeitamente ao solstício de verão. Estas, aliás, estão viradas para montanhas sagradas no entorno da cidade.

Na cidadela existe ainda o Templo do Condor. Este era o animal que conduziria os mortos ao céu.

10 – Uma família diz ser dona de Machu Pichu

14 curiosidades sobre Machu Picchu
Mega Curioso

A curadora de um museu em Cusco, Roxana Abrill Nuñes, afirma que seu bisavô, Mariano Ignacio Ferro, é o dono de Machu Picchu.

Aliás, ela e sua irma Glória chegaram a abrir um processo indenizatório contra o governo do Peru, pedindo U$$ 100 milhões por danos morais. Além disso, Roxana ainda pediu uma parcela dos lucros com o turismo da região.

Existe, inclusive, uma escritura indicando a venda do terreno em 1910. Contudo, o governo peruano negou as acusações.

11 – Primeiros descobridores não oficiais de Machu Picchu

14 curiosidades sobre Machu Picchu
Pixabay

Talvez Hiram Bingham não tenha sido o primeiro forasteiro a visitar Machu Picchu! Em 1860, o empresário alemão Augusto Berns ganhou autorização do governo peruano para explorar a região.

Supostamente, o empresário teria comprado terras e até extraído madeira e ouro da cidadela sagrada. Apesar de nunca comprovado, existe a possibilidade dele também ter se apropriado de artefatos da cidade.

Avançando um pouco no tempo, em 1874, o missinário britânico Thomas Paine, com ajuda de outro alemão, supostamente teve conhecimento de um mapa da montanha Machu Picchu que levaria para as ruínas. Certamente, existe ainda a possibilidade do mesmo mapa ter ido parar nas mãos de Bingham.

12 – Engenharia inca: uma das melhores de todos os tempos

14 curiosidades sobre Machu Picchu
Pixabay

Basicamente, a região que Machu Picchu está localizada é sismicamente estável. Entretanto, os tremores quase não abalaram as construções incas, apontando sua genialidade na engenharia. Os fatores para isso, aliás, são as fundações profundas e um eficiente sistema de drenagem.

Certamente, a forma que os blocos de concretos foram cortados também é um fator crucial. Mesmo com pouca tecnologias de corte, as pedras foram colocadas uma sobre as outras sem necessidade de argamassa para uni-las.

Sobretudo, isso evidencia a sofisticação das técnicas incas.

13 – Sobrevoos por Machu Picchu são proibidos

14 curiosidades sobre Machu Picchu
Pixabay

O governo peruano liberou, em 2006, licenças para pacotes de turismo que incluíssem voos de helicóptero por Machu Picchu. Porém, as visitas duraram apenas uma semana.

Isso porque cientistas provaram que os helicópteros poderiam interferir na fauna da região, especialmente em animais como o urso-de-óculos, o condor-andino e a vicunha.

14 – Nudismo também é proibido

14 curiosidades sobre Machu Picchu
Tradução: Sem banho de sol nu – Pixabay

Uma nova moda vem chamando atenção entre os turistas: a de visitar lugares famosos e tirar fotos completamente nus nos locais. Obviamente, a tendência chegou em Machu Picchu, que em 2014 oito turistas foram flagrados em uma semana, metade deles era estadunidense.

Sendo assim, o Ministério da Cultura do Peru criticou a prática, afirmando que os incidentes são ameaças ao patrimônio cultural.

Imagem de destaque: Pixabay

Fonte: Blog Vida ao ar Livre, Mega Curioso

Você gostou dessa matéria? Então vai gostar dessa: Maias, história, cultura e contribuições da civilização maia