Curiosidades

Melhores animações da Disney – Filmes que marcaram nossa infância

Relembre aqui nessa lista com as melhores animações da Disney, quais foram os maiores clássicos que fizeram parte da nossa infância

A Disney realmente sabe encantar crianças e adultos. É impossível alguém nunca ter visto nenhuma de suas animações ou mesmo não se apaixonar por nenhum dos personagens. Com toda a certeza, há anos as melhores animações da Disney marcam presença e garantem o mundo da fantasia do seu público.

São tanto títulos no catálogo que logo foi bem difícil a gente fazer essa lista para vocês. E, se você é fã das produções e já assistiu todas, então essa é a oportunidade para validar nossa indicação das melhores animações da Disney.

Melhores animações da Disney

Hércules (1997)

Para quem gosta de mitologia, “Hércules” é, sem sombra de dúvidas, a melhor animação da Disney. A saga desse herói grego foi criada em 1997 e a sua voz interpretada por Tate Donovan.

Antes de tudo, a novidade que queremos contar é que a Disney está desenvolvendo uma versão live action para contar a história do semideus Hércules. É claro que quando sair nós vamos contar essa data aqui para vocês.

Fantasia (1940)

Certamente, as animações dos estúdios Disney sempre tiveram trilhas sonoras fascinantes. Por isso, com o lançamento da animação, em 1940, o estúdio tinha a intenção de fazer o encaixe perfeito entre as imagens e o som do filme.

Por isso, a obra leva o expectador a vários momentos de êxtase. Ela, aliás, foi classificada como uma obra prima da Disney, na qual acompanhamos o famoso camundongo Mickey Mouse como um feiticeiro.

Mulan (1998)

Nesse filme, nós acompanhamos a protagonista Mulan que, para proteger seu pai doente, se infiltra no exército chinês se passando por ele. Assim, a garota vive uma série de aventuras junto com seu amigo dragão, Mushu. Este, aliás, foi originalmente dublado por Eddie Murphy.

É nesta animação que a mulher tem destaque e representatividade. Apesar dos inúmeros debates sobre esta, que é uma das melhores animações da Disney, é possível afirmar que Mulan é uma princesa da Disney, mesmo não sendo filha de Rei ou Rainha. Até porque, conforme um das principais regra do estúdio, ela é “princesa por ato heroico”.

Pocahontas (1995)

“Pocahontas” é uma animação da Disney que segue a história do romance da ameríndia Pocahontas e o inglês John Smith. Eles viveram nos Estados Unidos no começo do século XVII. E acredite se quiser, mas essa foi a primeira animação do estúdio baseada em fatos reais.

Até hoje, mesmo com tantas princesas, Pocahontas é considerada uma das princesas mais realistas da Disney. Traços de perfeição caracterizam a personagem de uma das produções mais difíceis da história da franquia.

A Bela e a Fera (1991)

Outro filme que dispensa comentários é “A Bela e a Fera”, que é um dos maiores clássicos dos contos de fadas. Ou seja, um filme repleto de fantasia, romance e virtudes humanas representadas de forma bela e sútil.

E quem nunca trouxe para a realidade a história de “A Bela e a Fera”? O casal é inspiração para muitos e sempre trouxe boas mensagens e lembranças para os seus fãs.

A animação conta com uma das canções mais bonitas dos filmes Disney. Isto, sobretudo, foi reconhecido com o Oscar de Melhor Trilha Sonora Original.

O Corcunda de Notre Dame (1996)

Nessa obra dos estúdios Disney, no momento em que Quasímodo, o nosso protagonista, canta a música “Out there”, o filme nos mostra a personagem Bela, de “A Bela e a Fera” (1991). Este crossover aconteceu porque os diretores de ambos os filmes são os mesmos.

Além disso, o filme ainda homenageia o autor da obra Notre-Dame de Paris,  Victor Hugo, que inspirou o desenho animado. Os produtores fizerem isso, aliás, dando às gárgulas os nomes Victor e Hugo.

Moana: Um Mar de Aventuras (2017)

Nos últimos filmes da Disney já é possível perceber a mudança de imagem da mulher. Ela não deixa de ser princesa, mas aparece mais forte e determinada. São as verdadeiras heroínas.

O filme “Moana” é bem realista e a personagem tem muito essa representatividade feminina. Ela, inclusive, é escolhida pelo oceano para juntar uma relíquia a uma deusa e dessa forma salvar o oceano.

101 Dálmatas (1961)

Como não lembrar e se apaixonar pela história dos cachorrinhos. Os famosos Dálmatas sofrem muito nas mãos da ambiciosa e malvada vilã, Cruella De Vil. Ela queria os Dálmatas para fazer casaco de pele. Muito triste, né!? Mas o final é lindo e surpreendente.

A Dama e o Vagabundo (1955)

Essa é uma das melhores animações da Disney que conta com uma das cenas mais famosas e clássicas do cinema. Os dois cachorros protagonistas acabam por sugar o mesmo fio de um prato de macarrão. Dessa forma, os dois acabam dando um beijo inocente que faz qualquer um suspirar.

A certeza é que muitos já repetiram essa cena também na vida real. A obra ganhou um live-action recentemente que, assim como a original, tem a cena do beijo da forma mais fofa possível.

A Bela Adormecida (1959)

Nesse longa de 1959 é mostrada a história de Aurora, a tão famosa Bela Adormecida.

É uma história de princesa, fadas, príncipe e bruxa. Como todo bom filme da Disney, há feitiços e finais românticos e felizes.

No filme há dois curiosos fatos: a protagonista Aurora aparece apenas com 18 minutos de filme e sua aparência foi inspirada na famosa atriz da época, Audrey Hepburn, a Bonequinha de Luxo.

Peter Pan (1953)

Num mundo de fantasia, onde as crianças nunca crescem, existem fadas e piratas. É nesse lugar, chamado Terra do Nunca que esse garoto vive suas aventuras com sua amiga Sininho e os garotos perdidos. Essa fantástica história é, com certeza, uma das melhores animações da Disney.

Peter Pan, o garoto que se recusava a crescer, é vivido por Bobby Driscoll em 1953. Esta, afinal, foi a primeira vez que o personagem foi vivido por um homem.

Dumbo (1941)

Essa é história do nosso elefante orelhudo favorito, Dumbo. Aliás, em inglês “Dumb” quer dizer “estúpido”. Este, portanto é um dos mais antigos caso de bullying dos cinemas.

Mas, na verdade, o nome do elefantinho era Jumbo Jr. O pequeno animal, nasceu com orelhas enormes e, por isso, recebeu o apelido pejorativo por seus companheiros.

Para o sofrimento dos invejosos, porém, essas orelhas permitem que o nosso protagonista possa voar. Incrível reviravolta, não?

Alice no País das Maravilhas (1951)

O filme mais louco de Walt Disney, sem dúvida, mas também uma das melhores animações da Disney. Alice no País das Maravilhas, aliás, é a adaptação de duas obras do escritor Lewis Carroll, “Alice no País das Maravilhas” e ” Alice Através do Espelho”.

Curiosamente essa foi a primeira produção da Disney a ser transmitida pela televisão.

Cinderela (1950)

Certamente, todos conhecem a Cinderela, a princesa que era tratada como escrava por sua madrasta, após a morte de seu pai. No entanto, poucos sabem que a cena de animação preferida de Walt Disney é quando as roupas de Cinderela se transformam para ela ir ao baile.

Além disso, quem nunca ficou pensando como ninguém no reino inteiro calçava o mesmo número de Cinderela?  Provavelmente, esse questionamento vai ficar sem uma resposta pra sempre. Afinal, é um conto de fadas.

Bambi (1942)

De fato, Bambi é um dos filmes infantis mais tristes conhecidos. Haja vista que conta a história do cervo que enfrenta o mundo após a morte de sua mãe, quando ele era apenas um filhote.

Como todos os filmes da Disney, eles sempre vivenciam os personagens na vida real para que assim a cena, movimentos e atuações sejam as mais fidedignas possíveis. Em Bambi, por exemplo, os estúdios receberam dois cervos (Bambi e Feline) e os demais animais para viverem com os atores por um tempo.

Aladdin (1992)

A princípio, Aladdin seria fisionomicamente parecido com o ator Michael J. Fox (De volta para o futuro). No entanto, essa decisão foi revogada e, então, selecionaram Tom Cruise (Missão Impossível) para o modelo da aparência do personagem.

Além disso, não podemos deixar de fora a tão marcante atuação de Robin Williams na voz do Gênio, que é lembrada e respeitada até hoje.

Afinal, em 2019 deixou de ser apenas desenho e foi lançada a versão live action de “Alladin”. Essa versão está um pouquinho mais moderna.

A Pequena Sereia (1990)

É só escutar a música de “A Pequena Sereia” que é possível relembrar cada detalhe dessa animação. Não é por menos, que a canção “Under the sea” ganhou na categoria “Melhor Canção Original” o Oscar e o Globo de Ouro; assim como o Grammy de Canção de Filme.

A princesa e sereia, Ariel, encantou todos com a busca para viver entre os humanos.

Pinóquio (1940)

https://www.youtube.com/watch?v=xJCnYK_oVUk

Com certeza, você já ouviu falar sobre o Pinóquio, né? Então ele é o boneco de madeira que queria se transformar em menino de verdade. E, que, sempre que contava uma mentira, seu nariz crescia como um galho de árvore.

Pois é, essa é uma das melhores animações da Disney e trata sobre uma trama incrível. A produção mostra um incrível amadurecimento do nosso protagonista nessa aventura junto a um grilo falante.

Branca de Neve e os Sete Anões (1937)

Certamente, este é um marco para a Disney, por ser o primeiro longa-metragem de animação do estúdio. Aliás, foi o primeiro longa de animação da história do cinema! “A Branca de Neve e os sete anões” levou várias indicações, premiações e recordes de bilheteria no mundo.

Com toda a certeza, é por esse enredo que conseguimos identificar facilmente a princesa e vilã. O espelho e a maçã se tornam símbolos, assim como a amizade, o amor e a lealdade.

Frozen – Uma Aventura Congelante (2013)

Certamente, Frozen é um dos filmes mais rentáveis da Disney, tendo lucrado cerca de 1,2 bilhão de dólares. Depois que foi lançado, não demorou nem uma semana para uma das músicas da trilha sonora virar um hit global.

Sendo assim, a canção “Let it go” virou febre e não havia uma criança que não soubesse a letra. Como se não bastasse, na cerimônia do Oscar o filme levou a estatueta de melhor animação.

O Rei Leão

Definitivamente, O Rei Leão é uma melhores animações da Disney. Isso, segundo a crítica e os fãs. O longa, aliás, conta a trágica história de como Simba perdeu seu pai, Mufasa, e foi exilado de seu reino. Apesar disso, depois de anos, Simba retorna ao seu reino para vingar seu pai e tomar o seu lugar no trono.

A Nova Onda do Imperador (2000)

Lançado em 2000, esta é considerada uma das melhores animações da Disney, mesmo marcando o fim das produções em 2D pelo estúdio. Assim é, principalmente para os brasileiros, que se lembram com carinho dos personagens, devido ao fantástico elenco de dublagem nacional.

O que achou da lista? Então, se gostou, confira a próxima: Séries de comédia – 15 melhores opções para você se divertir.

Fontes: Adoro Cinema; Legião dos Heróis.

Imagem de Destaque: Adoro Cinema.

Próxima página »

Escolhidas para você