Saúde

Misofonia: o que é, como identificar, sintomas, causas e tratamento

Certos sons podem causar uma sensação desconfortável, mas, para algumas pessoas, os ruídos podem desencadear doenças como misofonia e hiperacusia.

A misofonia – ou “ódio aos sons” – é um distúrbio em que certos sons causam uma resposta emocional ou psicológica negativa que varia de um leve aborrecimento a raiva, pânico e necessidade de fugir.

Embora as reações variem, a maioria das pessoas com misofonia relata sentir-se ansiosa, desconfortável e com nojo, chegando ter raiva, ódio e angústia emocional. Essa resposta é muitas vezes percebida por familiares ou amigos como desproporcional ao gatilho.

Desse modo, os sons mais comuns que desencadeiam a misofonia são os sons orais repetitivos – como mastigar, respirar, roncar, sorver bebidas, limpar a garganta ou ranger os dentes.

No entanto, outros sons repetitivos, como batidas de pés ou lápis, limpadores de pára-brisa ou batidas em um teclado, também podem desencadear uma reação negativa.

Continua após a publicidade

Causas de misofonia

Fonte: Pinterest

A reação misofônica parece ser um reflexo físico e emocional involuntário causado pelo som. Como resultado, o som ativa diretamente o Sistema Nervoso Autônomo, localizado no tronco encefálico, e o Sistema Límbico, que está associado à emoção. Portanto, esta é uma conexão direta entre o som e uma reação reflexa.

A ciência do comportamento explica esta reação fisiológica como um comportamento “respondente” ou “reflexo” que foi adquirido ou desenvolvido ao emparelhar o som com uma condição fisiológica angustiada (estresse, ansiedade, etc.).

Quando essas duas coisas acontecem ao mesmo tempo (angústia e o som), isso cria uma resposta neurológica no cérebro que causa a reação de misofonia quando o som é ouvido novamente.

Alguns especialistas chamam esse efeito de reflexo adquirido porque não é uma reação inata ou inexistente. É um reflexo porque é uma conexão direta de um sentido (audição) com o Sistema Nervoso Autônomo e o Sistema Límbico.

Continua após a publicidade

Sintomas

Misofonia: o que é, como identificar, sintomas, causas e tratamento
Fonte: Pinterest

Mastigar ou bater ruidosamente pode ser irritante. Para aqueles com misofonia, esses sons podem deixá-los extremamente zangados, irritados ou ansiosos.

Em suma, a misofonia é o ódio por um ou mais sons específicos. Os pesquisadores acreditam que ela se desenvolve entre as idades de 9 a 13 e é mais comum em mulheres.

Também pode ocorrer em uma taxa mais elevada em pessoas que sofrem de zumbido, bem como em pessoas com depressão, transtornos do espectro do autismo e transtorno obsessivo-compulsivo.

Desse modo, os principais sintomas incluem:

Continua após a publicidade
  • Desconforto emocional ou físico;
  • Pânico ou raiva;
  • Aumento da frequência cardíaca ou aperto no peito;
  • Suor excessivo;
  • Agitação;
  • Desejo de fugir de onde está;
  • Afastamento de atividades, que podem estar associadas aos barulhos que incomodam;
  • Reação intensa e desproporcional a um simples ruído;
  • Reação agressiva com a fonte do barulho;
  • Dor de cabeça;
  • Problemas de estômago;
  • Dor no maxilar;

Entretanto, vale ressaltar que respostas diferem entre os indivíduos com misofonia, e o mesmo som não acionará todos. A parte do cérebro que é ativada durante a exposição ao gatilho também é responsável pelo medo e pelas emoções.

Diferença entre misofonia e hiperacusia

Fonte: Pinterest

Enquanto a misofonia causa uma reação emocional, a hiperacusia resulta em dor física nos ouvidos. O grau da dor depende do volume do som, portanto, sons mais altos provocarão uma reação mais dolorosa. A dor pode se manifestar como pressão ou zumbido alto nos ouvidos.

Além disso, os episódios podem durar longos períodos de tempo. Ao contrário da misofonia, a hiperacusia geralmente está associada a traumatismo auditivo prévio, como exposição a ruído de longo prazo ou dano físico.

Sintomas de hiperacusia

Fonte: Pinterest

Em suma, a hiperacusia é uma condição que causa um aumento da sensibilidade dos pacientes aos níveis normais de volume e respostas fisicamente dolorosas aos sons.

Continua após a publicidade

Esses sons, como água corrente ou motor de carro, podem parecer normais para outras pessoas, mas têm um efeito profundo nas pessoas com hiperacusia. Afeta apenas uma em cada 50.000 pessoas. Dessa forma, os sintomas variam de desconforto leve a grave e podem incluir:

  • Dor de cabeça ou ouvido
  • Convulsões
  • Perda de equilíbrio
  • Zumbido nos ouvidos

O que causa hiperacusia?

Fonte: Pinterest

A hiperacusia faz com que seu cérebro exagere nas vibrações recebidas pelos ouvidos, criando desconforto. Vários problemas de saúde e doenças podem causar hiperacusia, incluindo:

  • Trauma ou lesão na cabeça
  • Infecções virais
  • Medicamento ototóxico
  • Exposição de curto ou longo prazo a ruídos altos
  • Doença de Lyme
  • Doença de Menière
  • Síndrome da articulação temporomandibular

O tratamento da hiperacusia depende da causa e às vezes requer cirurgia ou implante coclear que podem aliviar parcial ou totalmente os sintomas. A terapia de som, combinada com aparelhos auditivos, é uma forma mais comum de tratamento.

Assim, esta terapia usa faixas estreitas de som, ruído branco e outros tons para mascarar os gatilhos. Contudo, os sons são personalizados para um tom específico para compensar os efeitos da hiperacusia.

Continua após a publicidade

Tratamento de misofonia

Misofonia: o que é, como identificar, sintomas, causas e tratamento
Fonte: Pinterest

O diagnóstico de misofonia geralmente inclui teste de audição para descartar outros problemas de audição, bem como exame físico com um médico e, possivelmente, encaminhamento a um psicólogo ou psiquiatra para ajudar a estabelecer o diagnóstico.

Após o diagnóstico, o tratamento inclui terapia cognitivo-comportamental, que ajuda a mudar os pensamentos negativos da pessoa associados ao som do gatilho.

A terapia de retreinamento do zumbido também pode ajudar, melhorando a capacidade da pessoa de tolerar certos sons. Ademais, adicionar “ruído branco” à área adiciona ruído de fundo ao ambiente e pode ajudar a pessoa a ignorar o gatilho.

Além disso, certos medicamentos que tratam a ansiedade e a depressão já foram experimentados, mas geralmente não são usados.

Continua após a publicidade

Como as pessoas com misofonia podem alterar drasticamente seu estilo de vida para evitar qualquer coisa que temam ser incômoda, o diagnóstico adequado é muito importante. Por fim, especialistas apontam que, com o tratamento adequado, 80% dos pacientes experimentam um alívio significativo de seus sintomas.

Então, gostou de saber mais sobre essas condições auditivas? Pois, leia também: Você odeia o som de pessoas mastigando? A Ciência já sabe o porquê

Fontes: Tua Saúde, Hear, Centro Auditivo Viver

Fotos: Pinterest

Continua após a publicidade
Bibliografia 

WEBMD. What Is Misophonia?. Disponível em: <https://www.webmd.com/mental-health/what-is-misophonia#1>.

HEALTHLINE. Understanding Misophonia: What Is It?. Disponível em: <https://www.healthline.com/health/misophonia>.

AUDIOLOGY TODAY. The misunderstood Misophonia. 2014. Disponível em: <https://www.audiology.org/sites/default/files/resources/misophonia.pdf>.

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você