Reality holandês que inspirou A Casa, da Record, teve luta por papel higiênico e roubo

Novo reality show da Record, A Casa, mal começou e já está dando o que falar. Isso porque o formato do programa foge a tudo o que já foi feito e visto na TV brasileira no quesito dos realities.

Inspirado no modelo recém-lançado na Holanda pela Freemantle, chamado “Get The F*ck Out Of My House” (algo como “saia da p*rra da minha casa”, em português), A Casa promete ser muito mais dramático que podemos imaginar. Afinal, não deve ser nada fácil dividir uma casa de 120 m² com 100 estranhos, sem acomodações para todos eles, comida ou água o suficiente e tendo que dividir os recursos mais básicos com todo mundo, incluindo o sabonete e a toalha de banho!

Na versão europeia de A Casa, aliás, a disputa entre os participantes beirou a barbárie e não se limitou às estratégias para colocar as mãos no prêmio milionário. Conforme o site Folha, na Holanda, rolou uma verdadeira guerra por papel higiênico, desmaios, pessoas dormindo enfileiradas no mesmo sofá, sexo e vários outros conflitos motivados, claro, pelas condições extremas de sobrevivência lá dentro.

Atitudes extremas

Só para que você tenha ideia do que acontece com a cabeça dos participantes, no reality holandês as pessoas não demoraram muito a arranchar as cortinas e rasgá-la com os dentes para usar como toalha da banho. Dá para imaginar algo assim? Não é à toa que A Casa está sendo chama de “zoológico humano”.

Com relação às regras do jogo, embora a maioria não seja muito clara, o que Marcos Mion, o apresentador do programa já explicou é que não há limites de eliminações por semana. O número de pessoas que vão ser retiradas da casa é sorteado e pode variar de um até 20 ou mais competidores de uma só vez.

A Casa e suas regras malucas

E, embora o líder da semana tenha regalias, a verdade é que ser o “dono da casa” não é nada fácil. Além de influenciar diretamente na eliminação dos participantes, o líder precisa dividir os trabalhos dos próximos 7 dias, organizar a divisão de comida e, claro, administrar a verba da casa, de R$ 1 milhão.

Esse dinheiro aliás, precisa ser gasto o mínimo possível, já que é dele que são pagas as despesas da casa e é desse montante também que sairá o prêmio do ganhador.

Já pensou viver em condições malucas assim? Esse, com certeza, promete ser o reality show mais extremo já visto na TV brasileira!

E, depois de ver o novo reality, se quiser dar uma pausa na loucura, não deixe de conferir também: 9 filmes que deixam você mais inteligente depois de assisti-los.

Fontes: Área de Mulher, Folha