Onde fica escondido o ar do air bag no seu carro?

Ele já é obrigatório nos veículos e, com certeza, já salvou a vida de muita gente durante batidas de carro, embora digam que o impacto com um air bag não é nada agradável. Mas, você já parou para pensar no quanto esse mecanismo de segurança dos carros mais novos é engenhoso?

Como você já deve saber, o air bag fica escondido dentro de algumas partes do seu carro, como o volante e o painel, no caso do lado do passageiro; e são acionados apenas em caso de uma forte pancada. No entanto, você saberia dizer por que isso acontece? Ou melhor, você sabe onde fica escondido, dentro do seu carro, o ar que enche o air bag quando ele é necessário?

Para responder a estas perguntas, só contamos uma uma ajudazinha do site da Superinteressante. Conforme a entrevista que o pessoal da Abril fez com o engenheiro de Segurança Veicular da Volkswagen, Rodrigo Morais, o que faz o air bag inflar durante uma batido são sensores do carro responsáveis por identificar desacelerações bruscas, como as de uma colisão (muito mais agressivas que um solavanco ou o desacelerar necessário para passar por uma lombada, por exemplo).

3

Quando o carro sofre uma parada muito brusca, esses sensores disparam um sinal elétrico para uma caixa, escondida no mesmo lugar onde está o air bag. Ele, por sua vez, infla completamente em uma questão de dois décimos de segundos!

2

E o ar do air bag, onde fica?

Voltando ao mistério inicial, o ar que infla o air bag em ocasiões como a que acabamos de descrever, na verdade, não está em estado gasoso. Ao invés de acoplar cilindros de gás nos veículos (questão que perturbou os cientistas por 30 anos até o lançamento da tecnologia nos anos 80) o que existem são substâncias, escondidas na mesma caixa do volante onde está o air bag; que reagem quimicamente quando um acidente acontece.

4

O gás em si seria inviável para o acondicionamento nos carros, já que são necessários 60 litros para encher o lado do motorista e o dobro disso, para o lado do carona. Sentiu o drama ai?

5

Então, quando o colisão ocorre e os sinais são acionados, a corrente elétrica rompe um lacre que separa as tais substâncias, azida de sódio e nitrato de potássio; que reagem e liberam nitrogênio. Para a reação ser bem sucedida, no entanto, é preciso que estes compostos químicos fiquem em uma caixa blindada, já que o contato entre eles é explosivo e resulta em até 2 mil litros de gás por segundo!

1

Entendeu agora? E, se quiser aprender um pouco mais sobre o brilhante mundo dos automóveis, talvez você goste de descobrir ainda:Como é feito o cheiro de carro novo?

Fonte: Superinteressante