Pai grava vídeo cantando para bebê na UTI depois de perder a esposa no parto

Essa tinha tudo para ser mais uma história com final feliz. Acontece, no entanto, que a vida deu uma reviravolta e transformou o destino do americano Chris Picco. Além de perder a esposa, ele perdeu também o filho recém-nascido dentre de alguns dias.

Ele e sua esposa Ashley Picco, de apenas 30 anos, esperavam o nascimento do primeiro filho, quando algo começou a dar errado.

A mulher de Chris sofreu complicações na hora do parto e não resistiu à cesariana de emergência, realizada em sua 24ª semana de gestação.

Duas semanas depois de perder a esposa

Mas, como já dissemos, perder a esposa não foi a única dor pela qual o americano enfrentou em menos de 15 dias.

O bebê do casal, que nasceu fraquinho e precisou ir para a encubadora, na UTI; também não sobreviveu, falecendo 14 dias depois da morte da mãe.

Abalado, mas agradecido pela experiência de viver com Ashley e de ter sido pai, pelo menos durante alguns dias, Chris postou na internet um vídeo que emocionou o mundo.

Blackbird

Como você vai ver, logo depois de perder a esposa, ele gravou sua visita ao recém-nascido, a quem deu o nome de Lennon. Nesse dia, ele levou seu violão e cantou para o filho a canção “Blackbird”, de Paul McCartney.

Ele não sabia, mas essa homenagem ao bebê seria como uma despedida. Três dias depois de gravar o vídeo, o pequeno voltou aos braços da mãe, deixando esse mundo para sempre.

Assista o vídeo:

Adeus nas redes sociais

Sobre a morte do bebê, Chris publicou a seguinte mensagem emocionada nas redes sociais:

“Meu pequeno lutador, Lennon James Picco, foi dormir nos braços de seu pai na noite passada. Ele estava cercado por familiares, amigos e os melhores médicos e enfermeiros no mundo. Ele estava vestido com uma roupa que Ashley comprou para ele, com pequenas guitarras; e envolto em um cobertor feito por um amigo querido.”

Tocante, não? E, falando sobre histórias tristes, você precisa conferir ainda: Pai compartilha 10 lições que aprendeu 1 ano depois de perder o filho.

Fonte: Spectrum