Curiosidades

Paradoxos – o que são e os 11 mais famosos fazem todo mundo pirar

Sabe o que são paradoxos? Para que eles servem? Selecionamos alguns dos mais famosos, complexos e inexplicáveis para te explicar o conceito.

Já ouviu falar paradoxos?  Apesar de soar complexo, é graças aos paradoxos que contamos com a Ciência e a Filosofia tão desenvolvidas.

Pois, foram através deles que os estudiosos conseguiram responder questões que tiravam o sono da humanidade. Além de desenvolverem novas ideias incríveis, obviamente.

Na verdade, o termo se tornou tão complexo que ele começou a ser aplicado na linguística, na matemática, na física e também na filosofia. E sim, paradoxos também aparecem em grandes questões éticas do dia a dia de todos nós. E para lhe mostrar isso, separamos 11 exemplos clássicos para que você entenda de vez sobre o que estamos falando.

O que é um paradoxo?

Confira agora 11 de alguns dos paradoxos existentes no mundo

Continua após a publicidade

Antes começar a pirar o cabeção com os paradoxos mais famosos, é preciso, primeiramente, entender melhor do que a palavra se trata. Pois bem, basicamente, paradoxo é uma figura de linguagem que indica “contradição”. No entanto, ela também é conhecida e chamada de oxímoro.

De forma geral, os paradoxos são ideias coerentes e também bem estruturadas. Porém, em meio a suas afirmações, contam também com contradições. Essas, na maioria dos casos, são complicadíssimas de se entender e se decifrar. Ou seja, se trata de um raciocínio com duas ideias, sendo que uma se opõe à outra.

Para você entender melhor, a frase de Camões “o amor é ferida que dói e não se sente”, é um exemplo de frase paradoxal. Confira agora mais outros exemplos de paradoxos bastantes famosos.

Paradoxos para conhecer (e enlouquecer)

1- Paradoxo da Dicotomia

Confira agora 11 de alguns dos paradoxos existentes no mundo

Continua após a publicidade

Primeiramente, esse paradoxo foi atribuído ao filósofo grego Zenão de Eleia. Esse filósofo é conhecido por criar vários tipos de paradoxos, em que todos procuravam provar que o universo é único, imutável e imóvel.

O paradoxo prega que, para ir a qualquer lugar, você precisa primeiramente andar até metade do caminho. Depois, deve trilhar a metade da distância restante e, então, andar mais metade do percurso que resta. E assim ele segue, até o infinito. Ou seja, como já mencionamos, trata de uma espécie de alegação de que o movimento no existe.

Formalizada durante o século XX, uma perspectiva matemática diz que a solução para esse paradoxo é aceitar uma soma bem louca: metade de alguma coisa, somada a um quarto, e então a um oitavo, depois a um dezesseis avos e assim por diante, tendo como resultado o número 1. Seria como dizer que 0,999 (e assim infinitamente) seria igual a 1.

Essa teoria, no entanto, não explica como um objeto poderia alcançar seu destino. Isso porque a explicação para essa questão é ainda mais obscura e complexa. Basicamente, a solução verdadeira remontaria teorias do século XX, a respeito da matéria, do tempo e do espaço serem divisíveis.

Continua após a publicidade

2- Paradoxo do Navio Teseu

Confira agora 11 de alguns dos paradoxos existentes no mundo

Esse paradoxo foi descrito por Plutarco, e é considerado como um clássico da Grécia Antiga. Basicamente, ele é sobre o barco em que Teseu e alguns jovens de Atenas que retornaram de Creta. Nele, havia 30 remos, supostamente guardados até o tempo de Demétrio de Falero.

O paradoxo consiste no fato de que as pessoas duvidavam se o barco continuaria sendo o mesmo barco do início. Já que a medida que as madeiras apodreciam, eles trocavam por um novo material. Ou seja, no final das contas, o barco era todo restaurado por outras madeiras.

Sendo assim, esse barco começou a ser um exemplo de discussão para os filósofos. Até porque alguns diziam que ele era o mesmo barco. Enquanto outros afirmavam ser já outro barco.

Continua após a publicidade

3- Paradoxo de Deus

Confira agora 11 de alguns dos paradoxos existentes no mundo

Basicamente, Deus é considerado onipresente, aquele que está presente em todos os lugares; onipotente, que tem poder sobre todas as coisas; e também onisciente, que sabe tudo. Com isso, o paradoxo questiona sobre o motivo da existência do demônio, já que Deus é onipotente.

Ele também questiona como pode existir livre arbítrio se Deus é onisciente. Ele indagada ainda como um ser onipotente poderia criar uma pedra tão pesada que nem ele mesmo seria capaz de erguer.

Basicamente, essas perguntas dividem opiniões. De um lado, sempre ficam as pessoas que acreditam em um ser supremo, de outro, as que não acreditam na existência de um Deus.

Continua após a publicidade

4- Paradoxo das palavras heteológicas

Confira agora 11 de alguns dos paradoxos existentes no mundo

Primeiramente, palavra heteológica não representa aquilo que categoriza. Ou seja, ela expressa uma qualidade que não possui. Por exemplo, a palavra verbo não é verbo, na verdade ela é um substantivo. A indagação se refere justamente sobre isso: seria então uma heteologia a palavra heteologia?

Uma das respostas aceitáveis é que se ela não descreve sua própria qualidade, ela é heteológica. Porém, se considerarmos essa palavra como heteológica, ela o deixa de ser.

Basicamente, esse paradoxo foi associado ao paradoxo de Russel. De forma geral, ele questionou a teoria dos conjuntos da matemática ao longo do século XX.

Continua após a publicidade

5- Paradoxo do piloto de guerra

Confira agora 11 de alguns dos paradoxos existentes no mundo

Esse paradoxo diz, resumidamente, que os pilotos de guerra podem se afastar dos combates se provarem que estão psicologicamente afetados. No entanto, todos que tentam escapar ao compromisso provam, na verdade, que estão são.

Esse paradoxo é tratado no romance satírico-histórico, “Ardil-22”. O romance, que se passa na Segunda Guerra Mundial, mostra que quando alguém está precisando de algo que só pode ser adquirida por outro alguém que não precisa daquilo.

No livro, o protagonista é apresentado a esse paradoxo do piloto. De forma geral, ele acaba reconhecendo que todos os lugares ao seu redor estão cheios de regras paradoxais e que oprimem.

Continua após a publicidade

6- Paradoxo de Interesse dos Números

Confira agora 11 de alguns dos paradoxos existentes no mundo

Basicamente, esse paradoxo gira em torno de que todos os números possuem algo particular e interessante dos demais. E quando você achar um número que não tem nada de interessante isso será o seu diferencial.

Viu que engraçado? Vamos lhe mostrar um breve exemplo. O número 1 é o primeiro número natural, o 2 é o menor número primo par. Já o número 3 é o primeiro número primo ímpar, o 4 é o menor número composto, e assim por diante.

Sobretudo, esse paradoxo é uma questão que se baseia na definição imprecisa do termo “Interessante”. Mas, não na contradição que marca os outros paradoxos. É exatamente isso que o torna diferente dos demais.

Continua após a publicidade

7- Paradoxo dos gêmeos

Confira agora 11 de alguns dos paradoxos existentes no mundo

Pense na situação de existir dois gêmeos e um deles ser levado para o espaço. No entanto, o gêmeo que for levado para o espaço irá viver na velocidade da luz. Ou seja, irá estar em uma velocidade de 299.792.458 m/s.

Quando ele voltar para a Terra, ele será mais jovem que o seu irmão. Portanto, se diz que o tempo correu de uma forma mais lenta para aquele indivíduo que esteve na nave.

8- Paradoxo da batata

Confira agora 11 de alguns dos paradoxos existentes no mundo

Continua após a publicidade

Basicamente, esse paradoxo é para observar além da quantidade da água na batata. Ou seja, o paradoxo girará em torno de que 100 gramas de batata equivalem a 99% de água. Portanto, 1% do alimento seria massa. Contudo, se a batata for ressecada, ela ficará com 98% de água e passará a pesar 50 gramas.

Por outro lado, se a batata começa com 100 gramas, isso quer dizer que 1 grama é de matéria seca. Portanto, quando uma batata é ressecada ela fica com 98% de água, e aquele 1 grama de matéria passará a equivaler a 2% do peso do alimento.

Ou seja, uma grama é 2% de 50 gramas, então esse será o novo peso da batata.

9- Paradoxo de aniversário

Confira agora 11 de alguns dos paradoxos existentes no mundo

Continua após a publicidade

Esse paradoxo vem de uma análise de probabilidade. E ela afirma que se em um quarto estiver 23 pessoas, a probabilidade de existirem duas pessoas que façam aniversário no mesmo dia é de 50%.

Basicamente, essa teoria começou com o fato de que se 2 pessoas estão em um quarto juntas, a probabilidade de que elas não façam aniversário na mesma data é de 364/365. Essa teoria, no entanto, ignora os anos bissextos e também leva em conta que existem 364 dias diferentes da data de nascimento da primeira pessoa para a da segunda.

No entanto, se existirem 3 pessoas no quarto, a probabilidade de que todas elas façam aniversário em datas diferentes é de 364/365 x 363/365. Portanto, continuando com essa linha de raciocínio, quando chegar a 23 pessoas, a probabilidade de que todas elas façam aniversários em datas diferentes cai para 50%.

Ou seja, a probabilidade de que duas pessoas fazem aniversário no mesmo dia, será maior.

Continua após a publicidade

10- Paradoxo da amizade

Confira agora 11 de alguns dos paradoxos existentes no mundo

Basicamente, esse paradoxo quer dizer que você sempre tem mais amigos do que você imagina. Ou seja, com tamanha tecnologia e ascensão das redes sociais, o número de pessoas que se tornam interligadas umas as outras dobra.

Primeiramente, você pode ser aquela pessoa que possui poucos amigos adicionados, ou você pode ser aquela pessoa que é cheio de colegas em seu perfil. Porém, o mínimo ou o máximo de amigos que você tiver, cada um terá mais um outro grupo de amigos, fora você.

Ou seja, você se torna interligado também com o grupo de amigos do seu amigo. No final, você estará conectado e interligado com todos eles, mesmo sem saber.

Continua após a publicidade

11- Paradoxo de Fermi

Confira agora 11 de alguns dos paradoxos existentes no mundo

Esse paradoxo tem esse nome, pois o físico Fermi, em um certo almoço, se perguntou “onde estão eles?”. Ou seja, onde estão as outras pessoas dos outros planetas.

Basicamente, já foi constatado que não há nada de particular e único na Terra. Por isso, é provável que em algum lugar existam civilizações na galáxia; já que existem 11 bilhões de planetas como a Terra. Porém, o que não se consegue explicar é o fato de nunca ter encontrado nenhum vestígio de outras vidas no universo.

Uma das soluções para esse paradoxo, aliás, desafia a ideia de que realmente a Terra seja um planeta comum e que talvez a vida seja extremamente rara em todo o universo. Porém, existem também as pessoas que acreditam que civilizações passadas possam ter desaparecido após guerras nucleares ou devastações ambientais.

Continua após a publicidade

E isso não é tudo. Além disso, existe um grupo que prega a ideia de que existem extraterrestres, mas que eles podem estar se escondendo de nós de forma proposital. Pelo menos até que nós nos tornemos mais sociáveis e maduros no sentido tecnológico.

E aí deixamos você com aquela “pulga atrás da orelha” em algum dos paradoxos?

Leia mais: Linguagem de sinais: Aprenda algumas palavras e frases em libras

Fontes: Revista Galileu, Hiper cultura, Info escola, Mundo inverso

Continua após a publicidade

Imagens: Hiper cultura, Mundo inverso, Gospel prime, Viva bem, Sonia ideias

Próxima página »

Escolhidas para você