Curiosidades

Significado da expressão “pensando na morte da bezerra”

A expressão pensando na morte da bezerra diz respeito a uma pessoa distraída, com pensamentos distantes e desconectada da realidade.

Quando alguém diz que está pensando na morte da bezerra, basicamente está afirmando que está pensativo ou distraído. Nesse sentido, há ainda uma conotação de estar alheio à realidade, sem reação ou sem envolvimento. Portanto, é comum ver alguém dizendo que pessoas em devaneio ou até viajando na maionese está pensando na morte da bezerra.

No geral, essa expressão é um ditado popular muito comum no Brasil. Curiosamente, também se utiliza com esse mesmo sentido em Portugal. Entretanto, quando o assunto são expressões populares, diversas origens possíveis e teorias buscam explicar o surgimento e sua popularização.

Por outro lado, o significado permanece o mesmo até quando há tradução para o inglês. Desse modo, para se dizer que alguém está pensando na morte da bezerra nesse idioma, utiliza-se da expressão “be miles away”. Em uma tradução literal, seria como dizer que alguém está a milhas de distância, pois seu pensamento está bem longe.

Sendo assim, esse ditado também é sinônimo de outras expressões, como dizer que alguém está pensando com seus botões ou até andando nas nuvens. No entanto, precisa-se levar em consideração o contexto em que se utiliza essas frases, porque sempre implica em significados diferentes. Apesar disso, a semelhança parte da distração e distância da realidade.

Pensando na morte da bezerra: origem e significado da expressão
Rei Absalão

Origem da expressão pensando na morte da bezerra

Sobretudo, a teoria mais comum para a origem da expressão pensando na morte da bezerra parte das tradições hebraicas. Nesse sentido, os bezerros eram sacrifícios animais para Deus. Ou seja, suas mortes atuavam como forma de agradecimento ou redenção diante dos pecados dos homens.

Sendo assim, existe uma lenda urbana sobre o rei Absalão que sacrificou a bezerra que seu filho amava, e tratava como uma amiga. Porém, vendo a relação doméstica de seu filho com o animal, o rei escolheu-o como sacrifício para cortar o mal pela raiz. Mais ainda, obrigou o menino a assistir todo o ritual, onde a bezerra sangrou até a morte.

Continua após a publicidade

Posteriormente, diz-se que o jovem não conseguiu superar o sacrifício da bezerra. Desse modo, nunca mais criou laços com nenhum outro animal, satisfazendo o desejo de seu pai. No entanto, passou o resto de sua vida pensando na morte da bezerra, o que tornou-o alheio a tudo que acontecia a sua volta.

Como consequência, não conseguiu assumir o trono e forçou seu pai a deixar o legado para seu irmão. Contudo, existem versões que afirmam que o rei casou-se novamente, com uma mulher ambiciosa que o envenenou e expulsou seu filho, a fim de ascender sua prole ao trono.

Apesar das divergências nas versões, tanto a distração quanto a ambição seriam lições de Deus em resposta à sua crueldade. Eventualmente, o filho do rei faleceu de tristeza.

Pensando na morte da bezerra: origem e significado da expressão

Lenda urbana portuguesa

Por outro lado, uma versão igualmente popular afirma a origem em Portugal. Ademais, vale lembrar que na região também se usa a expressão pensando na morte da bezerra. Ainda que não se saiba ao certo quando aconteceram esses eventos, é comum afirmar que se passou durante a Idade Média.

Basicamente, a lenda urbana diz que existiu na cidade de Porto um temível criminoso chamado Bezerra, responsável pelos crimes mais hediondos da história da cidade. Desde estupros violentos até assassinatos durante brigas de bar, Bezerra era o responsável por toda a insegurança na grande cidade de Porto.

Continua após a publicidade

Portanto, fez incontáveis vítimas e criou todo tipo de situação deplorável para os moradores. Como consequência, os comércios sofreram grandes perdas e as famílias tiveram mais órfãos e viúvas como nunca. Porque era tão horrível, nem mesmo o rei e as autoridades de segurança conseguiam parar a crueldade de Bezerra.

Eventualmente, os civis decidiram fazer justiça com as próprias mãos e mataram-no tão violentamente quanto ele matou suas vítimas. Sendo assim, alguns dizem que os moradores o espancaram até a morte durante vários quilômetros, declarando seu falecimento em toda cidade. Em contrapartida, há versões envolvendo afogamento e até torturas durante vários dias.

Apesar disso, porque sua morte também foi violenta quanto sua vida, convencionou-se dizer que alguém pensativo estava pensando na morta do Bezerra. Além disso, a origem da expressão nessa lenda urbana parte da lição que se criou aos outros criminosos com o tratamento dado ao homem.

E aí, aprendeu sobre a expressão pensando com a morte da bezerra? Então leia sobre Sangue doce, o que é? Qual a explicação da Ciência

Próxima página »

Escolhidas para você