Curiosidades

Pensando com meus botões: origem e significado da expressão

A expressão pensando com meus botões refere-se ao ato de pensar ou falar sozinho, em estado de introspecção ou em devaneios aleatórios.

Em primeiro lugar, a expressão pensando com meus botões significa refletir, pensar por conta própria ou trabalhar um assunto mentalmente. Portanto, refere-se aos momentos em que a pessoa está sozinha, em devaneios ou reflexões. Ademais, é uma demonstração de que a pessoa está falando sozinha, conversando consigo mesma.

Apesar disso, existem diversas teorias possíveis para a origem dessa expressão, que veremos logo a seguir. No entanto, a tradução mais próxima que existe dessa expressão no inglês e no espanhol significa, literalmente, pensando consigo mesmo. Sendo assim, torna-se curioso entender de onde partiu a referência aos botões nessa frase comum.

Além disso, tende a ser uma frase mais antiga, comuns aos mais velhos. No geral, atualmente se utiliza outros termos, e acabou que dizer pensando com meus botões caiu em desuso. Aliás, é mais comum encontrar alguém dizendo que estava falando sozinho, ou pensando por conta própria, ao invés de utilizar essa relação. Por fim, conheça mais a seguir:

Pensando com meus botões: origem e significado da expressão

Continua após a publicidade

Origem da expressão

A princípio, existem três teorias possíveis sobre a origem da expressão pensando com meus botões. Em primeiro lugar, os botões tem utilização de fechar algo em si mesmo, porque juntam partes das vestimentas em um ponto único. Nesse sentido, estima-se que a frase faça referência a esse processo, como uma forma de olhar dentro de si, concentrar-se em uma questão.

Como consequência, consegue-se encontrar uma solução que lhe parece boa o suficiente. Entretanto, também há a interpretação de que os botões escondem aquilo que é íntimo das pessoas, por fechar roupas e tampar o corpo. Sendo assim, além de pensar sozinho, a expressão pensando com meus botões mostra essa proteção do que é íntimo da pessoa.

Ou seja, assim pode-se pensar por conta própria, sem expor ou compartilhar seus sentimentos e pensamentos. Contudo, a origem mais curiosa diz respeito ao hábito histórico. Basicamente, no passado, as vestimentas continham muitos botões em sua estrutura, o que fazia o processo de se vestir ser algo mais lendo e vagaroso.

Dessa forma, o momento de vestir-se era ideal para reflexões e pensamentos extensos, porque era uma ação mecânica que durava muito tempo. Portanto, tornou-se popular associar o pensamento e introspecção com as peças de roupa, em especial por causa dos botões diversos nos desenhos.

Continua após a publicidade

Nesse sentido, estima-se que os botões surgiram em 3000 antes de Cristo, no Sul da Ásia. Apesar disso, alguns registros históricos mostram a existência desses itens na Antiguidade, com os gregos e romanos. Entretanto, era um objeto mais rudimentar, com buracos no meio para cumprir a função básica.

Além disso, costumavam ser feitos de gravetos, conchas e até mesmo pedras. Em contrapartida, estima-se que se tornou mais popular a partir da Idade Média, quando o desenho dos botões tornaram-se mais práticos e baratos.

Pensando com meus botões: origem e significado da expressão

Curiosidades sobre botões

Para além da expressão pensando com meus botões, essas estruturas são fundamentais na história do mundo. A princípio, surgiram como itens funcionais, mas passaram a ser decorados e sofisticados. Sobretudo, passaram a ser feitos de ouro, prata e pedras preciosas que aumentavam o valor e a estética do produto.

Continua após a publicidade

Sendo assim, a exposição de botões estilizados e caros era tão importante quanto a peça em si. Aliás, na Espanha, tornou-se famoso utilizar vestimentas simples, em tons lisos, para exaltar os botões. Ou seja, eram itens centrais das roupas e vestimentas por volta do século XII, ocupando um grande destaque na moda.

Além disso, os botões foram grandes peças de distinção entre os nobres até durante o século XVI. Em resumo, poderia se dizer quão rica uma pessoa era pelo botão em suas roupas. Porém, o auge desses itens se deu somente no século XVIII, quando tornaram-se objetos trabalhados por ouvires.

Nesse sentido, quanto mais botões em uma roupa, mais luxuosa ela seria. Curiosamente, as peças esmaltadas passaram a surgir, com a intenção de preservar os materiais e manter a aparência sofisticada. Por fim, no período da Revolução Industrial, os botões deixaram de ser produtos artesanais e passaram a ser produzidos em massa, o que fez com que perdesse a aura de nobreza.

E aí, aprendeu sobre a expressão pensando com meus botões? Então leia sobre Sangue doce, o que é? Qual a explicação da Ciência

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você