Curiosidades

Perder a memória é possível? 10 situações que podem causar o problema

Perder a memória pode ser mais fácil do que se imagina. Contudo, a grande maioria dos causadores da perca de memória tem tratamento.

Atualizado em 07/10/2020

Esquecer das coisas é normal, todo mundo passa por isso e não é nada preocupante. Contudo perder a memória pode ser algo grave.

Há diferentes formas de se perder a memória. De forma leve, causado pelo envelhecimento natural do organismo. Ou de forma extrema e progressiva, por causa de doenças. Como o Alzheimer, por exemplo.

Perder a memória pode acontecer do nada ou começar de forma lenta. Em alguns casos, você passa a não lembrar de alguns acontecimentos recentes, em outros você esquece do passado. Ou então acontece em ambos.

A intensidade também pode oscilar entre os casos. Por exemplo, um único evento pode ser esquecido, assim como vários deles. Por outro lado, você pode não esquecer das coisas que já viveu, mas não conseguir fazer novas memórias.

Perder a memória – Por que acontece

Perder a memória é possível? 10 situações que podem causar o problema
Fonte: Focusconcursos

Perder a memória pode ser algo temporário ou permanente. Contudo, é necessário uma ajuda profissional caso essa perda comece a atrapalhar o seu dia-a-dia. Além disso, alguns dos motivos que fazem com que percamos a memória pode ser tratável se diagnosticada logo no início.

Eventualmente nossos neurônios começam a morrer. Ou seja, todos os dias nós perdemos um pouquinho deles. Contudo, em alguns casos, as pessoas passam a ter uma perda mais rápida de neurônios. E, em alguns casos, isso pode se tornar um processo neurodegenerativo não habitual. Ou seja, aumenta a chance de doenças como Alzheimer e a possibilidade de perder a memória.

Perder a memória – Como tratar

Perder a memória é possível? 10 situações que podem causar o problema
Fonte: Elpais

Dois médicos podem te ajudar no caso da perda de memória: o neurologista e o geriatra. Ambos podem te auxiliar caso você comece a perder a memória e esse problema passe a afetar o seu dia-a-dia. Enfim, o médico irá te avaliar através de exames físicos e com perguntas, para analisar sua capacidade mental.

Por fim, de acordo com os resultados apresentados no exame, outros exames e avaliações podem ser solicitados. Como por exemplo, teste de nervos, exames de urina, sangue e de imagem do cérebro. E então, depois de ter todos os resultados em mãos que você começa o tratamento.

Os tratamentos para quem está perdendo a memória muda de acordo com a causa. Isso porque em alguns casos, dependendo do que levou a pessoa a perder a memória, ela pode retornar depois do tratamento específico.

10 coisas que te fazem perder a memória

Alzheimer

Perder a memória é possível? 10 situações que podem causar o problema
Fonte: Paineira

Essa doença provavelmente é a primeira que vem a nossa mente quando o assunto é perder a memória. O Alzheimer é uma doença degenerativa do cérebro. Ela prejudica diretamente a memória e progride com o tempo. Ou seja, passa a interferir na compreensão, na capacidade de raciocínio e no controle do comportamento.

Além disso, existem outras demências que podem afetar a memória. Como por exemplo, Parkinson, demência vascular e demência por corpúsculo de Lewy.

Como tratar

É possível tratar essa doença com remédios e outras atividades, como fisioterapia e terapia ocupacional. Assim, a pessoa com a doença consegue ter suas funções por um tempo mais prolongado.

Confusão mental

Perder a memória é possível? 10 situações que podem causar o problema
Fonte: Psicologosberrini

Ter confusão mental pode fazer com que a pessoa tenha mudanças em sua memória e raciocínio. Assim como o Alzheimer, esse problema atinge mais pessoas idosas e também pessoas que estão internadas no hospital. Como por exemplo, com graves infecções, internações pós cirurgia, ou com doenças como traumatismo cerebral.

Como tratar

Na maioria dos casos, o quadro de confusão mental melhora junto com o quadro clínico da pessoa. Contudo, o tratamento é feito seguindo o motivo da perda de memória.

Estresse e ansiedade

Perder a memória é possível? 10 situações que podem causar o problema
Fonte: Portalmorada

Perder a memória por causa da ansiedade é algo muito comum entre os jovens. O estresse ativa vários neurônios no cérebro, dificultando a atividade cerebral. Portanto, acaba se tornando muito complicado até mesmo lembrar de coisas simples. Ou seja, aquele apagão durante uma apresentação é totalmente normal.

Como tratar

Medicação, relaxamento, ioga e até exercícios físicos podem auxiliar no tratamento de quem perde a memória por causa de estresse.

Depressão

Perder a memória é possível? 10 situações que podem causar o problema
Fonte: Veja

Doenças psiquiátricas, como depressão, síndrome do pânico e transtorno bipolar podem afetar os neurotransmissores cerebrais, causando déficit de atenção e também alterando a memória.

Como tratar

Depressão deve ser tratada com antidepressivos. Além disso, é necessário o acompanhamento de um psiquiatra e um psicólogo.

Uso de remédios para ansiedade

Fonte: Veja

Sim, a mesma coisa que pode ajudar a voltar a memória também pode te fazer perdê-la. Isso ocorre porque alguns medicamentos causam confusão mental, ou seja, prejudicam a memória. O mesmo problema pode ser causado com remédios anticonsulsivantes, de labirintite e neurolépticos.

Como tratar

Caso você comece a perder a memória, é necessário conversar com o seu médico para suspender ou trocar o medicamento que possa estar causando isso.

Hipotireoidismo

Fonte: Drarosanerodrigues

Quando o hipotireoidismo não é tratado de forma correta, acaba causando uma lentidão em todo o metabolismo e isso acaba afetando também o funcionamento do cérebro. Ou seja, faz a pessoa perder a memória. Contudo, esse problema chega com outros sintomas. Como por exemplo: depressão, unhas e cabelos fracos, sono e cansaço excessivo.

Como tratar

Neste caso a pessoa precisa fazer um acompanhamento com um endocrinologista, médico especialista na área.

Falta de vitamina B12

Fonte: Noticiasaominuto

Geralmente as pessoas que estão com falta de vitamina B12 no organismo são veganos, alcoólatras, pessoas com desnutrição ou que possuem alterações no nível de absorção do estômago. Enfim, a falta desse nutriente também afeta o cérebro, causando dificuldades de raciocínio e perca de memória.

Como tratar

É só repor a vitamina no organismo. Ou seja, com uma alimentação equilibrada, uso de suplementos nutricionais ou injeções – no caso do problema ser um sintoma da má absorção do estômago.

Dormir pouco tempo

Fonte: Uol

Não dormir tempo o suficiente, mais de 6 horas por dia, pode afetar a memória. Ou seja, sem o descanso necessário, a atenção e o foco ficam sem manutenção. Além disso, não dormir também atrapalha no raciocínio.

Como tratar

Em geral, ter uma rotina já ajuda. Dormir em torno de 8 horas por dia, ter hora correta para deitar e levantar, não consumir café depois das 17h e também evitar o celular e a televisão na cama. Enfim, caso o problema seja mais grave, remédios que auxiliam no sono também podem ser receitados.

Uso de drogas

Fonte: Vix

Não são apenas as drogas ilícitas que entram nessa classificação. Álcool em excesso também traz efeitos tóxicos aos neurônios. Isso porque pode prejudicar a memória e também as funções do cérebro.

Como tratar

A dica inicial é parar com o consumo excessivo de álcool e abandonar o uso de outras drogas. Se a pessoa tiver uma dependência é necessário um tratamento destinado para dependentes químicos.

Falta de atenção também faz perder a memória

Fonte: Revistahsm

Provavelmente a falta de atenção é um dos maiores motivos que levam uma pessoa a perder a memória. Isso porque, sem atenção a informação acaba sendo esquecida facilmente. Contudo, isso não é um problema de saúde. Ou seja, treinar a memória e a concentração é o suficiente para ativar o cérebro e se lembrar das coisas.

Enfim, curtiu a matéria? Em seguida leia: Artes marciais – Origem e história dos diferentes tipos de luta

Imagens: Esfmagarao, Focusconcursos, Elpais, Paineira, Psicologosberrini, Portalmorada, Veja, Drarosanerodrigues, Noticiasaominuto, Veja, Uol, Vix e Revistahsm

Fontes: Minhavida, Tuasaude e Metropoles