Curiosidades

O chocolate vai acabar? Entenda por que estão dizendo isso!

Em apenas algumas décadas, nosso planeta poderia esgotar a capacidade de produzir cacau, devido principalmente às mudanças climáticas.

O aquecimento global e a mudança climática são um problema que ameaça seriamente a vida em nosso planeta, e diante disso, um de seus doces mais consumidos, como o chocolate (feito do cacau), pode estar em sério risco de acabar.

E é que o principal problema do cacau está relacionado ao seu crescimento, além disso, poucas regiões no mundo são capazes de cultivá-lo. Porém, em algumas décadas, nem mesmo esses locais poderão ter as condições adequadas.

É isso que aponta um estudo realizado pela Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA. Confira a seguir por que muitos acreditam que o chocolate vai acabar até 2050.

Por que o chocolate vai acabar?

Atualmente são produzidos cerca de 143 quilos de cacau por segundo. A planta cresce em áreas arborizadas, com clima tropical, portanto, é lógico que as principais regiões produtoras estejam próximas ao Equador. Uma área ideal para o seu cultivo.

Contudo, as mudanças climáticas estão começando a afetar a produção de cacau, segundo especialistas. Espera-se que essas áreas se tornem mais quentes e secas nas próximas décadas. Portanto, no ano de 2050 pode não haver cacau suficiente para produzir chocolate.

Aliás, somente a Costa do Marfim e o Gana produzem mais da metade de todo o cacau do mundo, porém, bastaria que a temperatura subisse mais de 2ºC, para inviabilizar a sua produção, nestes e em muitos outros países do planeta.

Continua após a publicidade

Além dos efeitos das mudanças climáticas, argumentou-se que há pouca diversidade genética nas variedades de cacau cultivadas ao redor do mundo (fato que as torna todas igualmente susceptíveis a doenças e pragas); e o surgimento de uma nova demanda vinda de países como China e Índia.

Até então esses países não eram consumidores de chocolate, mas ultimamente suas classes média e alta adotaram o consumo da iguaria como símbolo de status.

Causas ambientais e naturais

As principais razões pelas quais especialistas acreditam que o chocolate vai acabar incluem:

1. Seca

A mudança climática é um dos principais fatores que afetam o cultivo de chocolate e é que, de acordo com um relatório do Institute for Innovative Genomics da Universidade da Califórnia (EUA), prevê-se que a seca reduza a quantidade de terra adequada para o cultivo de cacau em menos de 40 anos.

Assim, ainda de acordo com o mesmo estudo do National Oceanic, as condições para o cultivo adequado do cacau podem deixar de existir a partir do ano 2050.

Por esta razão e se não fizermos algo a respeito, a humanidade terá apenas pouco mais de duas décadas para poder cultivar esta fruta tropical, razão pela qual algumas medidas para evitá-la já estão sendo analisadas.

2. Cultivo complexo do cacau

O cacaueiro é nativo de áreas tropicais e só cresce bem em climas totalmente úmidos, com uma estação seca mais curta e chuvas regulares.

Assim, 90% do cacau é cultivado em pequenas propriedades familiares. Sua colheita não é fácil, as vagens do cacau não amadurecem ao mesmo tempo e as árvores devem ser submetidas a monitoramento contínuo. Aliás, para fazer um quilo de chocolate, é preciso toda a colheita de uma árvore.

3. Incidência de pragas no cacau

O cacau, que é uma planta silvestre, está sendo danificado por insetos e infecções fúngicas. Na bacia amazônica, as árvores “aprenderam” a manejar os patógenos da região, mas a introdução da árvore na África pelos colonizadores europeus no século XIX não ocorreu da mesma forma.

O estrago começou no Nordeste do Brasil no final da década de 1980, que consequentemente teve uma queda na produção de 320 mil toneladas por ano em 1991 e 2000.

As árvores doentes são substituídas por outras, mas correm o risco de novas serem infectadas nas semanas ou meses seguintes, antes de apresentarem sintomas.

Causas comportamentais e de mercado

4. Alta demanda de chocolate

Atualmente, a maioria dos indivíduos que habita o planeta consome mais chocolate do que em anos anteriores. De acordo com um relatório do Euromonitor, a demanda global por chocolate atingiu 7.450 toneladas em 2016-2017, um aumento de 10% em relação aos cinco anos anteriores.

Nos dois países mais populosos do mundo, o consumo de chocolate aumentou. A Índia, por exemplo, registrou crescimento em 2016 de 13%. Além disso, o consumo nos Estados Unidos representou 20% do consumo mundial.

Mas, você sabe qual é o país que mais consome chocolate? A Suíça. Em média, os suíços comeram 11kg de chocolate por pessoa em 2016, de acordo com a Chocosuisse.

5. Dificuldade de abastecimento

Segundo dados da Organização Internacional do Cacau, o mercado dessa matéria-prima tem oscilado entre superávits e déficits de oferta nas últimas duas décadas.

Em uma pesquisa da Bloomerg, descobriu-se que a oferta global de grãos de cacau poderia exceder a demanda em 97.500 toneladas na temporada 2017-2018. Os preços do cacau estão caindo. Em 1970 o seu custo ultrapassava os 4 mil dólares a tonelada, atualmente o seu preço ronda os 2 mil e 100 dólares.

Para os consumidores ou fabricantes, esta é uma boa notícia, mas não para os produtores de chocolate. Os países que têm a maior produção de chocolate são Costa do Marfim e Gana, nações de baixa renda que respondem por mais de 50% da metade do cacau.

Fontes: Edital Concursos no Brasil, Jornal de Brasília, G1, Daninoce

Leia também:

Quais são os 10 melhores chocolates do mundo

Saiba porque a guerra foi importante na indústria de barras de chocolate

7 motivos para comer chocolate todos os dias, sem culpa

Os 12 chocolates mais luxuosos e caros do mundo

Chocolate branco, afinal, é “chocolate de verdade”?

Próxima página »

Escolhidas para você