Mundo Animal

Por que os gatos ronronam? E como isso acontece? A ciência explica

Segundo estudiosos, a explicação de por que os gatos ronronam é bem mais complexa que a gente imagina e o barulho pode ter vários significados

Atualizado em 08/11/2018

Quem tem um bichano em casa já deve ter se perguntado por que os gatos ronronam, não é mesmo? De acordo com os especialistas, o ato de ronronar é algo natural do corpo dos felinos e tem vários significados.

Muita gente acredita que os gatos ronronam quando eles estão felizes. Isso não está de todo errado, mas a verdade é que o ronronar dos “gatíneos” vai muito além disso.

Quem entende do assunto garante que os gatos ronronam também quando estão com medo, se sentindo ameaçados, quando sentem fome, dor e assim por diante.

Rascunho automático

Como os gatos ronronam?

Se você quer saber como esse som surge da garganta do seu gato, fique sabendo que tudo tem início no cérebro. Sinais neurológicos são enviados de forma repetida aos músculos da laringe, fazendo com que eles se contraiam a uma taxa de 25 a 150 vibrações por segundo.

Dessa forma, o ronronado sai quando o gatinho respira. Isso porque o ar da respiração, ao passar pelas cordas, acaba reproduzindo o som conhecido e reconfortante.

Os cientistas explicam que esse mesmo processo acontece em outros felinos além dos domésticos. O problema é que, nos maiores, o que sai é um rugido por não contarem com as estruturas da laringe tão rígidas quanto na dos gatinhos.

Rascunho automático

O mais interessante, no entanto,  é que mesmo no caso do rugido, a função é a mesma: marcar território, impedir que presas e adversários tomem seu lugar, comunicar seus sentimentos e assim vai.

Gatos ronronam para se comunicar

De acordo com pesquisadores da Universidade Sussex, na Inglaterra, os gatos ronronam também como uma forma de se comunicar com seus donos.

O estudo aponta que é possível que os gatos domésticos sejam capazes ainda de adaptar uma variação no ruído semelhante ao choro do bebê. A intenção nesse caso seria aproveitar o instinto humano de alimentar seus filhotes para conseguir, por meio do ronronado, comida mais rapidamente.

Rascunho automático

Miados x ronronados

De forma geral, os gatos ronronam, basicamente, pelos mesmos motivos que miam. Isso porque o miado também é uma forma de indicar sofrimento, fome e saudação.

O mais curioso é que, conforme especialistas, os gatos domésticos usam mais do recurso do miado (e do ronronado) mais que os gatos selvagens. Isso acontece porque essas são suas principais formas de chamar atenção de seus donos, como já mencionamos sobre a semelhança com o choro dos bebês.

Rascunho automático

Ronronado terapêutico

Há ainda uma vertente que acredita que os gatos ronronam também devido a um processo terapêutico. O som que eles produzem pode aliviar as dores desses animais, auxiliar no crescimento ósseo, na cicatrização de feridas, na recuperação de músculos e de tendões  e até mesmo na melhoria da respiração.

Mas, ao que tudo indica, o ronronado funciona também de uma forma especial nos seres humanos. Pesquisadores da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, acreditam que os gatos ajudam a controlar o estresse e a pressão arterial em seus donos. Tudo isso também graças ao ronronado.

O motivo por trás disso é a capacidade de transmitir calma e tranquilidade ao donos, enquanto fazem o barulhinho. Pelo menos é isso que um estudo, que durou 10 anos mostrou, ao apontar que os donos de gatos têm até 40% menos chances de sofrer um ataque cardíaco.

Rascunho automático

E então, leitor, você tinha ideia de que pudesse existir tanta coisa por trás do ronronado dos bichanos?

Agora, falando em pets, talvez você goste de conferir ainda: Seu cachorro entende o que você fala, garante estudo.

Fontes: Mega Curioso, Terra

Por <a href='https://segredosdomundo.r7.com/author/renata/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Thamyris Fernandes</a>
Por Thamyris Fernandes
Jornalista pela PUC Goiás. Já flertou com assessoria de imprensa, passou um tempo em jornais impressos e encontrou na internet seu habitat natural. Basicamente, uma taurina curiosa. Gosta de vinho, café, livros, um bom papo e aconchego. Ama o que faz e faz o que ama por aqui. Instagram: @thamyriscf