Curiosidades

Quais são os 7 pecados capitais? Origem e curiosidades

Antes de entender quais são os 7 pecados capitais, precisa-se conhecer um pouco sobre a história religiosa dessa lista de comportamentos.

Em primeiro lugar para entender quais são os 7 pecados capitais precisa-se conhecer a origem desse conceito. Nesse sentido, a lista surgiu por meio do monge grego Evagrius Ponticus no século IV. A princípio, o monge seguia uma vida que abolia os prazeres mundanos e as tentações.

Sendo assim, era um asceta que se dedicava a disciplinar corpo e mente, assim como ao trabalho espiritual. Desse modo, ele escreveu o livro Origens Sagradas de Coisas Profundas, onde listou as tentações que corrompiam as pessoas. Além disso, defendeu fortemente a resistência a esses erros para que as pessoas encontrassem a iluminação espiritual.

Primeiramente, o texto trouxe como pecados a gula, fornicação, avareza, descrença, ira, desencorajemnto, vanglória e soberba. Entretanto, no ano de 590, o Papa Gregório implementou a própria lista de pecados. Ademais, os chamou de pecados capitais, estabelecendo um parâmetro que se manteve ativo por mais de 600 anos.

Dessa forma, a lista do Papa Gregório transformou a descrença e o desencorajamento no pecado da preguiça. Mais ainda, excluiu conceitos ocmo fornicação e determinou a soberba como junção da vanglória e soberba. Por fim, em 1273, a Suma Teológica de São Tomás de Aquino revisou os pecados anteriores e os classificou na lista dos atuais 7 pecados capitais.

Continua após a publicidade

Curiosamente, outros pensadores aprenderam quais são os 7 pecados capitais e desenvolveram ainda mais o conceito. Como exemplo, pode-se citar Dante Alighieri, que na obra A Divina Comédia transformou os pecados em cada um dos sete círculos do inferno. Além disso, tem-se que existem sete virtudes em oposição aos pecados capitais.

Contudo, as sete virtudes capitais somente surgiram a partir da Idade Média, com ampla difusão na Europa. Em adição, surgiram em decorrência de um poema épico escrito pelo poeta cristão Aurélio Clemente Prudêncio, no século IV.

Quais são os 7 pecados capitais?

1) Soberba, o primeiro dos 7 pecados capitais

Fotografia de uma mulher olhando no espelho
Fonte: iQuilibrio

No geral, define-se soberba como orgulho excessivo. Ou seja, se trata da tendência de se considerar melhor e superior a todas as outras pessoas. Portanto, é um pecado que acomete pessoas vaidosas, que pensam somente em si mesmas.

Ademais, entende-se a virtude oposta à soberba como a humildade. Curiosamente, os católicos entendem a soberba como o principal pecado capital, ou a raiz de todos os pecados. Nesse sentido, a principal associação com esse pecado parte de Adão e Eva, porque ambos buscaram se tornar independentes de Deus.

Continua após a publicidade

2) Avareza

Fotografia de uma pessoa tirando dinheiro da carteira
Fonte: iQuilibrio

Em contrapartida, a avareza diz respeito ao apego excessivo aos bens materiais e ao dinheiro. Portanto, diz-se que seu sinônimo é a ganância, enquanto seu antônimo é a virtude da generosidade. Além disso, quem é avarento não sabe dividir o que tem, sendo também egoísta.

3) Inveja, o pecado capital mais famoso da Bíblia

Quais são os 7 pecados capitais? Origem e curiosidades
Fonte: iQuilibrio

A princípio, define-se esse pecado capital como a tristeza que decorre do bem estar de outra pessoa. Portanto, o invejoso tende a sentir incômodo porque outras pessoas tem grandes conquista. Desse modo, seu oposto é justamente a caridade, o desapego e a generosidade. No geral, há diversas passagens na Bíblia Sagrada sobre esse pecado capital.

4) Ira

Quais são os 7 pecados capitais? Origem e curiosidades
Fonte: iQuilibrio

Basicamente, a ira, raiva ou fúria consiste no pecado capital relacionado as manifestações intensas de indignação ou incômodo. Desse modo, há ainda ataques físicos ou verbais relacionados à fonte da ira. Porém, seu oposto é justamente a paciência, e ambos são tratados na Bíblia como um desvio da natureza humana.

5) Luxúria, o pecado capital dos desejos sexuais

Quais são os 7 pecados capitais? Origem e curiosidades
Fonte: iQuilibrio

Em resumo, a luxúria diz respeito ao abuso do sexo ou a busca excessiva do prazer sexual. Portanto, seu oposto é a castidade. Além disso, costuma-se tratar desse pecado capital como uma falta próxima ao adultério e à fornicação. Sendo assim, tem conexão direta com a natureza carnal e materialista, com tratamento severo na Bíblia.

Continua após a publicidade

6) Gula

Fotografia de uma pessoa segurando dois sanduíches
Fonte: iQuilibrio

Sobretudo, o pecado capital da gula refere-se ao desejo de comer e beber de maneira exagerada. Ou seja, ultrapassando as necessidades do corpo e buscando os excessos. Além disso, estima-se que esse pecado tenha relação com a falta de controle e cuidado com o próprio corpo.

Sendo assim, o oposto é a moderação. Apesar disso, a principal questão a respeito da gula diz respeito ao destrato com o corpo, porque se entende o mesmo como um templo de Deus. Ademais, estima-se que a gula leve a outros pecados, como a preguiça, por exemplo.

7) Preguiça, o último dos 7 pecados capitais

Quais são os 7 pecados capitais? Origem e curiosidades
Fonte: iQuilibrio

Por fim, a preguiça consiste na falta de vontade ou interesse em atividades que exigem esforço, seja físico ou intelectual. Mais ainda, define-se esse pecado capital como falta de ação, inércia, ausência de ânimo para o trabalho. Portanto, seu oposto consiste justamente na força de vontade, no esforço e na ação.

Sobretudo, a preguiça simboliza a recusa do dever diário do trabalho, ou seja, da busca do pão de cada dia. Entretanto, ainda aponta a falta de virtude e a busca pela retribuição.

Continua após a publicidade

E aí, aprendeu quais são os 7 pecados capitais? Então leia sobre Sangue doce, o que é? Qual a explicação da Ciência

Próxima página »

Escolhidas para você