Essa é a única parte do seu corpo insensível ao tato

Tem gente por aí que morre de sensibilidade nos pés e não suporta nem a ideia de ter essa parte do corpo tocada por outras pessoas. Talvez, quem tem esse problema até tente discordar da matéria de hoje, mas a verdade é que tudo foi provado por cientistas: os dedos de seus pés são a única parte de seu corpo insensível ao tato, sabia?

Bom, se você está aí todo revoltado, como já havíamos previsto, propomos um teste. Peça a alguém para que toque um de seus dedos do pé, enquanto você está de olhos fechados. Agora tente adivinhar qual dos dedos foi tocado. Se você errar ou, simplesmente, não souber dizer qual deles foi tocado, aceite: essa é a parte de seu corpo insensível ao tato!

De acordo com o estudo desenvolvido pela Universidade de Oxford e publicado, recentemente, pela revista científica Perception, mais da metade das pessoas não acertam quais dos dedos dos pés são tocados, especialmente quando os alvos são o segundo, o terceiro e o quarto dedo. E isso levando em consideração pessoas saudáveis, sem quaisquer problemas nos pés!

1

Já, quando os alvos são os dedões e os menores dedos dos pés, a precisão das pessoas aumenta para 94%. Mas é em comparação à mão que percebemos que os dedos dos pés é a única parte do corpo humano insensível ao tato. Isso porque proporção de acertos, nesses casos, é de 99%.

Dentre os 19 voluntários, entre 22 e 30 anos, que participaram do estudo, foi comum ainda o relato da sensação de “dedo perdido”. Metade deles relataram, espontaneamente, a ilusão de sentirem que haviam perdido esses dedinhos problemáticos que citamos no início e que são a única parte do corpo insensível ao tato.

Embora essa sensação, chamada agnosia, seja um dos sintomas de várias doenças neurológicas e psiquiátricas, foi uma surpresa para os estudiosos descobrirem que isso também pode acontecer com pessoas totalmente saudáveis.

2

Os resultados, conforme os pesquisadores, além de apontar a única parte do corpo insensível ao tato, mostra também que muitos diagnósticos hoje em dia podem ser precipitados demais. Eles apostam também que esse estudo ajude também pessoas que sofrem com outros problemas, como os que causam uma imagem corporal equivocada.

“Uma melhor compreensão dos mecanismos cerebrais que levam a erros simples de representação do corpo, como no nosso estudo, vai nos ajudar a entender distúrbios de imagem corporal em casos mais complexos, como a anorexia”, afirmou Nela Cicmil, co-autora do estudo.

Ainda sobre as surpresas do corpo humano, você precisa ler: 21 provas de que o corpo humano é monstruosamente perfeito.

Fonte: G1