Ciência & Tecnologia

Técnica Pomodoro: o que é, como usar + timer online grátis

A Técnica Pomodoro consiste em dividir o tempo em blocos de concentração intensa, para melhorar a agilidade do cérebro e estimular o foco.

Se você chegou aqui, é porque quer melhorar a sua produtividade. Mas, você tem ideia do que é a Técnica Pomodoro?

Em resumo, ela consiste em dividir o tempo em blocos de concentração intensa, para melhorar a agilidade do cérebro e estimular o foco durante a execução de tarefas, como trabalhar ou estudar.

Essa técnica superfamosa, aliás, surgiu a partir de um timer em formato de tomate, desses comuns nas cozinhas, sabe? Mas, essa é uma história que vamos te contar mais à frente.

O que você precisa saber, de antemão, é que a Técnica Pomodoro talvez seja o método mais simples de produtividade e gerenciamento de tempo.

Aliás, você não precisa de nenhum aplicativo avançado ou tecnologia sofisticada para colocá-la em prática. Tudo o que você precisa é de um timer de cozinha, ou do temporizador que disponibilizamos mais abaixo!

Então, se tem um trabalho intenso, em que se espera que você produza muito, esta é uma ótima maneira de realizar suas tarefas. Vamos te explicar e mostrar como você pode aplicá-la na sua vida.

O que é a Técnica Pomodoro?

A Técnica Pomodoro consiste em se manter 25 minutos concentrado na execução de uma tarefa. Após esse período, há um descanso de 5 minutos para, então, retornar à etapa de foco. Assim, ela é uma ótima ferramenta para gerenciar o tempo e aumentar a produtividade.

Esta estratégia foi criada no fim dos anos 1980 pelo desenvolvedor, empresário e autor italiano Francesco Cirillo. Na origem deste método, usava-se um timer de cozinha em formato de tomate (‘pomodoro’, em italiano), o que, por consequência, deu nome à técnica.

O autor desenvolveu seu método na época em que era universitário e precisava gerenciar seu tempo para melhorar sua produtividade. Dessa forma, ele pegou um timer e marcou 25 minutos, após esse tempo, fazia um descanso de 5 minutos, com outros afazeres, para depois retornar ao trabalho/estudo.

Em resumo, a metodologia é simples! Quando se deparar com qualquer tarefa grande ou série de tarefas, divida o trabalho em intervalos curtos e contados (ou seja, os ‘pomodoros’).

Isso treina seu cérebro para se concentrar por curtos períodos. Nos intervalos, então, você pode cuidar de seus prazos ou caixas de entrada sempre cheias. Aliás, com o tempo, ajuda a melhorar sua produtividade, atenção e concentração.

Como funciona a Técnica Pomodoro?

A Técnica Pomodoro é cíclica. Assim, você precisa se concentrar no trabalho durante intervalos curtos. Ademais, a ferramenta também prevê pausas regulares, ajudando a te manter mais motivado e criativo.

Em primeiro lugar, para utilizar esta técnica de forma adequada, você vai precisar de:

  • Timer;
  • Uma agenda ou checklist com as tarefas a serem feitas.

Em seguida, você deve organizar os afazeres do dia. Logo após, você vai dividi-los em períodos de 25 em 25 minutos.

Depois de arrumar as tarefas, é importante colocar o timer para te orientar. De forma clássica, esse timer era o de cozinha mesmo. No entanto, vamos te oferecer uma alternativa mais eficaz para praticar a Técnica Pomodoro.

Use o contador online grátis:

Técnica Pomodoro: como gerenciar seu tempo e ser mais produtivo

Ao acessar o link, você vai encontrar esse timer. Você pode alterar de acordo com a sua necessidade/produtividade, em configurações. Ou, se você quiser, pode apenas iniciar e usar os períodos de 25 minutos, para a concentração, e de 5 minutos, para as pausas.

Usando esse instrumento, você não vai precisar usar o despertador do celular ou nenhum outro tipo de marcador. Isso ajuda muito você a não se distrair e a aumentar sua produtividade.

Além disso, o site oferece uma playlist de lo-fi, gênero musical ideal para concentração, por ser simples e, na maioria das vezes, sem vocais.

Para o estudo/trabalho, é muito indicado, pois funciona como um ruído branco, evitando distrações sonoras externas. Mas você pode escolher a playlist, caso queira, por qualquer outra do Youtube que você gostar mais.

Quando der o período da pausa curta, é importante que você anote o que executou. Isso tanto para a tarefa inteira ou para parte dela, por exemplo, 1/3 ou 50%.

Durante as pausas, o ideal é que você não se esforce muito. Nesses momentos, você pode tomar café ou água, ir ao banheiro ou se alongar um pouco.

Após 4 ciclos de ‘pomodoro’, é indicado fazer uma pausa mais longa, de 15 a 30 minutos. Assim, o seu cérebro poderá descansar e integrar melhor tudo o que foi lido ou feito.

O que fazer se for interrompido?

Em muitos ambientes de trabalho, a interrupção costuma fazer parte da jornada diária. No entanto, isso atrapalha bastante a produtividade, já que atrapalha a linha de raciocínio. E, muitas das vezes, a pessoa demora muito tempo para conseguir retomar a tarefa em execução.

De acordo com a professora e especialista no tema Gloria Mark, da Universidade da Califórnia, o expediente vai ter mais relação com minutos trabalhados do que com as horas trabalhadas.

Segundo a professora, em geral, os funcionários trabalham cerca de 4 minutos sem distração. As interrupções podem ser por colegas pedindo ajuda, e-mails ou telefone tocando. Mas também podem ser pela própria pessoa checando as redes sociais, por exemplo.

Por isso, adotar algumas medidas práticas pode ajudar nas horas em que a concentração seja mais necessária. Daí entra a Técnica Pomodoro como uma ótima ferramenta.

É importante notar que um ‘pomodoro’ é uma unidade indivisível. Em outras palavras, se houver uma distração no meio do período, é necessário adiar para depois do término do ciclo.

Caso isso não seja possível, por ser algum tipo de emergência, você deve encerrar o ‘pomodoro’. Após a interrupção, você deverá recomeçar do zero de novo.

Se for viável em seu ambiente de trabalho, Cirillo sugere a estratégia “informar, negociar e ligar de volta”:

  1. Informe a outra parte (distrativa) que você está trabalhando em algo agora;
  2. Negocie um momento em que você possa entrar em contato com eles sobre o problema de distração em tempo hábil;
  3. Agende esse retorno;
  4. Ligue de volta para a outra parte quando seu ‘pomodoro’ estiver completo e você estiver pronto para resolver o problema.

Quais os resultados desse método?

A Técnica Pomodoro oferece como resultados a redução da sensação de ansiedade e maior foco e concentração. Portanto, mais produtividade e menos distrações.

Isso é possível, pois, quando se organiza melhor as tarefas do dia, fica mais simples de acompanhar o que já foi executado.

Após um período utilizando a Técnica Pomodoro, alguns benefícios poderão ser facilmente notados, como a habilidade de compreender melhor:

  • Quais são suas principais distrações;
  • Quanto tempo leva para executar cada tarefa;
  • O que te distrai com maior frequência.

O que a ciência diz sobre a Técnica Pomodoro?

Se você não sabe, esta técnica tem sido apoiada pela ciência também. Uma pesquisa mostrou que fazer pausas regulares pode “melhorar muito” o foco e a concentração por períodos prolongados.

O estudo da Universidade de Illinois derruba a teoria intuitiva sobre a natureza da atenção. Em suma, a pesquisa mostrou que intervalos curtos de uma tarefa podem melhorar muito a capacidade de se concentrar por períodos prolongados.

O estudo testou a capacidade dos integrantes de se concentrar em uma tarefa repetitiva por uma hora sob várias condições. Nele, 84 integrantes foram divididos em quatro grupos:

  • O primeiro realizou a tarefa de 50 minutos sem pausas ou desvios.
  • O segundo e o terceiro decoraram 4 dígitos antes de realizar a tarefa e disseram para responder e fazer uma pausa se vissem um dos dígitos durante a tarefa. (Apenas o segundo pausou (duas vezes) durante o estudo de 50 minutos).
  • O quarto recebeu os mesmos dígitos mostrados ao grupo de troca durante a tarefa, contudo foi instruído a ignorá-los.

Conforme previsto, o desempenho dos indivíduos diminuiu ao longo da tarefa. No entanto, obviamente, aqueles que fizeram pausas durante o estudo, não viram queda em seu desempenho ao longo do tempo.

Como resultado, concluiu-se que, diante de tarefas longas, é melhor impor breves pausas. Pois isso realmente o ajuda a manter o foco e produtividade.

E se você curtiu esse conteúdo, este outro post pode ajudar ainda mais você a otimizar seu tempo de trabalho ou estudos: 10 dicas para quem quer estudar em casa.

Fontes: Conhecimento científico, Na prática.

Próxima página »

Escolhidas para você