Curiosidades

Teoria dos jogos, o que é? Conceito, aplicações e exemplos

Métodos de decisão são traduzidos em bases matemáticas, ou seja, pela teoria dos jogos. Essa interpretação é aplicada em várias áreas.

Atualizado em 17/07/2020

Reportando à teoria da matemática, a teoria dos jogos estuda as possibilidades existentes em processos de tomada de decisão. Dessa forma, o objetivo do estudo é prever as possíveis consequências de uma escolha dentro de um jogo. Um exemplo é o jogo de xadrez, que depende das decisões dos dois jogadores envolvidos. Ou seja, há uma estratégia para derrubar o oponente e chegar à vitória.  

A teoria dos jogos, sobretudo, possui essa denominação por se aplicar a episódios de conflito em que há jogadores, estratégias, ações e regras. Sendo assim, do ponto de vista matemático, as mais diversas situações da realidade podem ser expressas por meio de números. Ou seja, é possível prever estratégias e decisões a serem tomadas.  

Ademais, essa teoria surgiu com base em estudos de economia e matemática. Assim, há um cenário de situações estratégicas em que é necessário optar por um rumo, considerando o adversário.  Em síntese, há uma dependência dos demais jogadores e suas respectivas estratégias.

Não obstante, a teoria dos jogos também adentrou no comportamento das pessoas, empresas e do governo. Em 1994, a teoria dos jogos rendeu o Prêmio Nobel em Economia a John Forbes Nash Junior, o matemático com esquizofrenia interpretado por Russell Crowe no filme Uma Mente Brilhante. 

Teoria dos jogos, o que é? Conceito, aplicações e exemplos
Imagem: Nova Escola

Situações aplicadas à teoria dos jogos 

Concorrência entre empresas

A concorrência entre duas empresas, por exemplo, também pode ser considerado um jogo. Assim, nessa situação, a disputa pelo mercado ou público faz parte do jogo entre ambas. Com isso, há um cenário que dependem de decisões e observação das estratégias concorrentes.  

Em suma, a aplicação da teoria matemática se baseia em prever o que a ação da concorrência diante da sua decisão. Com a teoria a intenção é ter uma linguagem numérica que antecipe a reação do adversário e contribua com a sua próxima ação.  

Teoria dos jogos, o que é? Conceito, aplicações e exemplos
Imagem: Softline

  Administração 

Na área da administração também é possível encontrar a teoria dos jogos. Um exemplo é a mudança de preço de um determinado produto. Nesse caso, é preciso considerar a reação da concorrência. Diante disso, a teoria dos jogos pode ser utilizada para avaliar as opções e prever decisões mais assertivas. 

Teoria dos jogos, o que é? Conceito, aplicações e exemplos
Imagem: Na Prática

Ciências Políticas 

A teoria dos jogos na política pode ter intuitos diferentes como por exemplo, estabelecer alianças entre partidos ou estabelecer paz entre conflitos. Com isso, nessa área, há dois conceitos: a Teoria da Paz e o Valor de Shapley. 

Em síntese, a Teoria da Paz determina paralelos entre os níveis de conflito e de liberdade. Sendo assim, sociedades democráticas entram menos em confronto. Um exemplo disso é a ONU (Organização das Nações Unidas) que utiliza essas estratégias.  

Referente ao Valor de Shapley pode ser aplicado para conhecer as vantagens para cada participante em contribuir ou não mediante um conflito. As alianças políticas são umas das situações que representam essa tática.  

Para ficar mais claro, os partidos, além da ideologia, consideram a força de cada grupo que pretendem formar aliança. Por isso, grupos políticos de ideologias mais extremas conseguem coalizões menos fortes, enquanto os de centro dialogam melhor com outros grupos.  

Teoria dos jogos, o que é? Conceito, aplicações e exemplos
Imagem: Brechando

Dilema do Prisioneiro 

Um dos exemplos mais citados na teoria dos jogos é o “Dilema do Prisioneiro”. Ou seja, a situação de dois criminosos presos separadamente e podem cumprir uma pena de 10 anos. Assim, no interrogatório são apresentadas as possibilidades: 

Confessar o crime: reduz a pena para 3 anos caso o outro prisioneiro também confesse. Se não houver confissão, este prisioneiro obtém a liberdade; Não confessar o crime: sem a confissão de ambos, os investigadores não podem prendê-los pelo crime maior que cometeram e a pena será de apenas 1 ano. 

Com isso, os prisioneiros podem trair ou ficar em silêncio. No entanto, eles não sabem da ação um do outro. Sendo assim, tem-se uma combinação de possibilidades: 

Teoria dos jogos, o que é? Conceito, aplicações e exemplos
Imagem: Viddia

No cenário em que nenhum revele a verdade, os investigadores não podem prendê-los pelo crime maior que cometeram. Em contrapartida, se ambos revelarem a verdade, terão as penas reduzidas. Assim, a teoria dos jogos passou a ser analisada cientificamente por economistas e matemáticos, entre eles John Nash. 

John Nash 

Basicamente, os estudos do matemático John Forbes Nash, consiste na escolha de indivíduos em situações que envolvem concorrência. A partir de exemplos como do dilema do prisioneiro, John Nash desenvolveu a teoria com seu conceito do Equilíbrio de Nash. Dessa forma, na visão do matemático, a estratégia de equilíbrio é tomar a decisão que é melhor para cada prisioneiro. 

Sequência de Fibonacci  

A sequência de Fibonacci foi criada pelo matemático Leonardo Pisa. Logo, essa sequência numérica infinita começa em 0 e 1, e os números seguintes são resultado da soma dos dois números anteriores. Ou seja, 0, 1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55, 89, 144, 233, 377, 610, 987, … e assim por diante. Ademais, a sequência é usada na teoria dos jogos para analisar possibilidades diversas através da seguinte fórmula considerando os dois primeiros termos F0= 0 e F1= 1  

Teoria dos jogos, o que é? Conceito, aplicações e exemplos
Imagem: Medium

E aí, jogos estratégicos chamam a sua atenção? Então leia sobre Jogos de tabuleiro – games clássicos e modernos essenciais

Fontes: Hiper Cultura Dicionário Financeiro Super Interessante

Imagens: Viddia Olhar Atual Softline Na Prática Brechando