Transplante de rosto: essa foi a mulher mais jovem a fazer a cirurgia

Há cerca de um ano, a americana Katie Stubblefield, de 22 anos, se tornou a mulher mais jovem a receber um transplante de rosto nos Estados Unidos.

Ela está no seleto grupo de 40 pessoas até hoje que fizeram esse procedimento tão delicado desde o primeiro transplante facial parcial ser realizado por uma equipe médica espanhola, em 2005. Aliás, esse outro caso de transplante de rosto que você já acompanhou aqui, no Segredos do Mundo, também é impressionante.

Ao todo, foram necessárias 31 horas de operação para que a moça recebesse a nova face. E essa nem foi a etapa mais trabalhosa de ter uma nova face. Durante esse um ano de recuperação do transplante de rosto, Katie precisou enfrentar mais três cirurgias de revisão, fez terapias físicas, ocupacionais e de fonoaudiologia.

Pós transplante de rosto

Atualmente, os nervos que conectam ao cérebro de Katie à musculatura do rosto ainda estão se desenvolvendo e ela precisa de muito esforço para movimentar a face. A língua e a boca ainda não funcionam como o esperado e ela precisará tomar remédios imunossupressores para o resto da vida, para evitar que a rejeição da face implantada.

Mas, mesmo com todas as dificuldades, o transplante de rosto de Katie é considerado um enorme sucesso na medicina.

Suicídio

A jovem ficou com o rosto transformado depois de uma tentativa de suicídio, em 2014, aos 18 anos. Na época, Katie tentou tirar a própria vida com um tiro de fuzil no queixo. Ela sobreviveu, mas passou a lidar com um rosto tão transfigurado que as imagens são fortes demais para ser vistas pelos mais sensíveis.

Cinco semana depois de quase morrer, a americana chegou à Clínica de Cleveland, nos Estados Unidos para enfrentar a primeira série de cirurgias reconstrutivas. Várias tentativas mal-sucedidas foram feita para tentar recuperar a aparência da jovem, inclusive com enxerto de seu abdômen.

Tentativas mal-sucedidas

Durante dois anos, os médicos continuaram na saga de reconstruir uma nova face para Katie, inclusive sua mandíbula, usando partes de um osso da perna da garota, do tendão da Aquiles, remodelando o tecido da coxa e utilizando implantas de titânio. Até mesmo um modelo impresso em 3D da face da irmã de Katie foi utilizado, mas a tentativa também fracassou.

Depois de tudo isso, a moça acabou entrando para uma lista de espera para o transplante de rosto e começou a fazer avaliações psicológicas para a grande cirurgia. E, em 2017, foi doada uma face correspondente adequada à garota, doada por uma mulher de 31 anos, que havia falecido de overdose.

Grande sucesso

Apesar de se tratar de uma operação extramente arriscada, com alta taxa de mortalidade, a cirurgia foi um sucesso. O transplante de rosto de Katie Stubblefield substituiu quase 100% de seu tecido facial, incluindo as órbitas oculares, o maxilar inferior e parcial, os dentes, os músculos e a pele, além de partes dos nervos faciais e testa, couro cabeludo, pálpebras, nariz e bochechas.

Segundo o site Galileu, toda cirurgia de Katie foi financiada pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos, por meio do Instituto de Medicina Regenerativa das Forças Armadas, que busca tratar pessoas que tiveram ferimentos semelhantes, só que em campo de batalha.

Impressionante, não acha? Agora, falando em rostos que ficaram transfigurados, você vai se impressionar ainda com essa outra história: Ela teve o rosto removido após um acidente. Veja como ela está.

Fonte: Área de Mulher, Galileu, G1, Isto É