Listas

Quais são os 12 vícios mais bizarros do mundo?

Comprar, malhar, comer, às vezes essas atividades comuns ultrapassam os limites do que é racional e acabam se tornando vícios bizarros.

Todos nós nos entregamos de vez em quando a alguma mania, mas você sabia que quase qualquer atividade diária pode se tornar um vício? Algumas pessoas sentem impulsos muito fortes para repetir certos comportamentos, que são muito difíceis de controlar e que podem até colocar em risco sua saúde. Desse modo, existem vícios bizarros que podem ser converter em problemas mais graves como obsessões e outros transtornos. Conheça alguns deles abaixo!

12 vícios mais bizarros do mundo

1. Puxar o cabelo

Seu termo médico é trictilomania. Em suma, as pessoas com esse vício têm vontade de tirar o cabelo da cabeça, os cílios, as sobrancelhas, os braços e de onde quer que seja.

2. Beber sangue

Se você não acredita que há vampiros andando nesta terra, espere até ouvir sobre esse vício. Uma mulher da Pensilvânia bebeu sangue todos os dias nos últimos trinta anos. Ela diz que isso a faz se sentir viva e a mantém bonita.

3. Comer sabão/detergente

Aparentemente, comer sabão ou detergente pode ser um vício para algumas pessoas. Contudo, obviamente isso não é bom para a saúde, pois pode destruir os intestinos e matar uma pessoa.

Continua após a publicidade

4. Enema de café

Tomar café através do ânus é outro vício bizarro, que faz com que a cafeína seja absorvida mais rapidamente pela corrente sanguínea. Aliás, este procedimento algumas vezes pode ser recomendado pelos médicos para eliminar toxinas armazenadas no fígado, ou ainda, fazer uma espécie de diálise do sangue através das paredes do cólon.

5. Cheirar cadáveres

Luis Squarisi é um brasileiro de 42 anos viciado em cheirar cadáveres. Com efeito, ele perdeu tanto controle sobre o seu vício, que acabou tendo que deixar o emprego.

6. Comer vidro

Na verdade, existe um termo médico para pessoas viciadas em comer vidro: hialofagia, que trata-se de uma obsessão patológica em se alimentar deste material cortante. Bizarro, não é mesmo?

7. Vício em compras

Você não resistiu à tentação de comprar aqueles sapatos maravilhosos que encheram seus olhos na vitrine? A mesma coisa acontece com pessoas viciadas em compras… mas o tempo todo! Uma coisa é ceder de vez em quando, mas as pessoas com oniomania não conseguem controlar a vontade de comprar.

Continua após a publicidade

Desse modo, elas são incapazes de rejeitar ofertas e preferem gastar dinheiro em coisas inúteis do que em necessidades básicas, como aluguel ou compra do mês.

8. Vício em sexo

A atividade sexual tem efeitos positivos no nosso corpo e na nossa autoestima, bem como promove a afetividade. Mas algumas pessoas vivenciam o sexo como um comportamento instintivo difícil de controlar, ou seja, a hipersexualidade.

Longe de parecer divertido ter muitos encontros sexuais, essas pessoas passam por uma verdadeira tortura por não saberem controlar seus impulsos. Alguns podem até cometer atos criminosos. Desse modo, pessoas com vício em sexo precisam de muita ajuda para voltar a um relacionamento normal com sua sexualidade.

9. Dependência de bronzeamento

Ficar morena é a grande meta de verão para muitos. Mas as sensações prazerosas do banho de sol, que todos conhecemos, podem se transformar em uma necessidade doentia: tanorexi.

Continua após a publicidade

Quando o sol é uma obsessão, ao invés de uma pele bonita temos o oposto: envelhecimento da pele, queimaduras e manchas. Portanto, esse vício pode ter consequências muito negativas para a saúde.

10. Vício em academia

A obsessão por ter um corpo musculoso pode se transformar em um problema muito perigoso, a vigorexia. Muitas pessoas exageram na academia e ficam obcecadas pelo corpo perfeito. Além disso, o vício pode fazer com que elas distorçam seu próprio reflexo e até pareçam magras.

11. Vício em alimentação saudável

Uma alimentação balanceada é essencial para a saúde, mas para algumas pessoas pode tornar isso uma obsessão: a ortorexia. Pessoas com vício em alimentação saudável não vão querer comer outra coisa que não tenham planejado primeiro, e terão investido mais de 3 horas para isso! Elas chegam ao ponto de se punir se comerem algum de seus alimentos “proibidos”.

12. Vício em internet

Muitas horas checando o Facebook ou Instagram? Pessoas com esse tipo de vício vão muito além disso. Elas sentem uma necessidade urgente de estar conectados, ficam nervosas ou ansiosas se não houver Wi-Fi em um local e podem passar muitas horas online, sem sair de casa. Tanto que podem deixar de se relacionar com o mundo.

Continua após a publicidade

A internet é útil para trabalhar e manter relações sociais, mas corremos o risco de nos isolarmos do mundo real. Portanto, é melhor estipular um tempo para acessar as redes, e sempre sair e desfrutar de atividades ao ar livre.

Por que as pessoas desenvolvem vícios?

Normalmente esses vícios bizarros são comportamentos que estão relacionados a frustrações, sentimentos não processados ​​ou baixa autoestima. Nesse ponto, o viciado deve conhecer seus pontos fortes e trabalhar suas fraquezas para não ser dominado por elas.

Em suma trata-se de mudar hábitos, trabalhar a origem do problema, curar aquelas feridas psicoemocionais que levam ao desenvolvimento desses comportamentos compulsivos. Cada caso exigirá um tratamento específico, mas quanto antes for iniciado, menores serão os danos.

Fontes: Coxinha Nerd, R7, Minilua

Continua após a publicidade

Leia também:

O que são as fobias e como podem ser tratadas? (Top 10)

O que são as fobias e como podem ser tratadas?

Medo! 16 fobias estranhas que você nem sabia que existiam

Continua após a publicidade

Acrofobia, o que é? Causas, sintomas e tratamento para o medo de altura

Medo de banana: entenda o transtorno que causa a fobia da fruta

O que é fobia: definição e principais manifestações

Cenosilicafobia, o que é? Características da fobia do copo vazio

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você