10 técnicas policiais incríveis para detectar mentiras

Dizem por ai que a maior das mentiras é quando alguém jura que nunca contou uma mentirinha. Isso porque, como já mostraram inúmeras mentiras, todo ser humano conta um determinado número de inverdades todos os dias, mesmo que inconscientemente.

Por exemplo: todo mundo diz que está tudo bem, ao ser cumprimentado, mesmo que nada esteja realmente fluindo em sua vida naquele momento, não é mesmo? Pois então, essa é uma das provas de que as pessoas (todas elas) mentem.

O problema, no entanto, começa a aparecer quando o indivíduo se torna ‘profissional’ nesse quesito e passa a usar as mentiras como um meio de vida e para se safar da lei. A polícia em todo o mundo, aliás, já desenvolveu técnicas incríveis que ajudam a identificar quando um interrogado, por exemplo, está contando uma mentira.

Claro que nenhuma dessas técnicas é infalível, visto que o ser humano é ‘ardiloso’, como diriam os mais velhos. Mas, na maioria das vezes, essas dicas que você vai conhecer abaixo funcionam e delatam na hora o mentiroso de plantão.

Confira 10 técnicas policiais incríveis para detectar mentiras:

1. Desviar o olhar

1

Os policiais afirmam que quando a pessoa está mentindo, ela tem uma dificuldade enorme de manter o contato visual com seu interlocutor.

2. Olhar fixamente

2

Mas, claro, existem aqueles que já conhecem a máxima que mostramos acima e tentam se blindar contra ela. Só que, como o desconforto da mentira continua, ela acaba não agindo naturalmente e o olhar fixo demais em alguém ou em alguma coisa também acaba sendo um indicador de inverdades.

3. Piscar demais

3

Piscadas longas e mais frequentes que o normal. Esse também costuma ser um sinal de mentira, já que se trata de uma espécie de negação corporal ao que está sendo dito.

4. Voz inconstante

4

Se o tom de voz da pessoa estiver variando o tempo todo, fique atento porque ela pode estar mentindo. Normalmente quando isso acontece a voz também tende a ficar trêmula e falta fluidez. Além disso, é comum a pessoa começar a falar “para dentro”.

5. Mãos agitadas

5

Além de deixar mãos e pés gelados e trêmulos, contar uma mentira também pode deixar as mãos agitadas, naquele estilo “não sei o que fazer com as mãos”.

6. Pele enrubescida

6

Por causa do nervosismo, a pessoa pode ficar um pouco mais pálida que o normal ou mesmo apresentar uma aparência mais vermelha no rosto. Suar muito também pode ser um mau sinal.

7. Fala desconexa

7

Falar demais, dar muitas explicações não pedidas ou demorar demais a chegar ao ponto crucial da conversa é um dos pontos mais marcantes de que uma mentira está sendo elaborada/contada.

8. Pausas indesejáveis

8

Sabe aquela impressão de que o estoque de palavras da pessoa acabou no meio da conversa? É assim que funciona quando alguém está mentindo. A conversa vai fluindo bem até chegar a um ponto em que a pessoa para, porque já não sabe mais o que falar, fazendo pausas desconsertantes e indesejáveis.

9. Mãos no bolso

9

Além de ser um sinal de desconforto, segundo as técnicas policiais colocar a mão no bolso é sinal (inconsciente, claro), de que a pessoa quer esconder algo e está se fechando para dar ou receber informações. Ao contrário disso, alguém contando uma história com as palmas das mãos abertas e voltadas para cima costuma ser um sinal de história verdadeira, uma vez que esse gesto indica tranquilidade e conforto com a situação.

10. Olhar para o lado esquerdo

APNYCN

 

Não que o lado esquerdo seja ruim, mas é que esse é o lado do cérebro ligado diretamente à criatividade. Logo, quando uma pessoa conta uma mentira, ela não consegue ficar sem olhar várias vezes para o lado esquerdo. Se trata de algo instintivo.