Curiosidades

25 mortes mais estúpidas dos últimos tempos

A morte, por mais que nos aflija, é inevitável, mas algumas das formas de partir são realmente estúpidas como as que você verá nessa lista.

Temos que morrer de alguma coisa, seja por causas naturais, seja por um acidente estranho, ou seja, morrer é um destino inevitável para todos os vivos. Contudo, algumas mortes são tão estúpidas que, se não fossem eventos sombrios e trágicos, quase serviriam como contos de humor.

Além disso, as mortes de algumas figuras históricas são surpreendentes, para dizer o mínimo, porque eram bastante absurdas se levarmos em conta o envolvido que acabou morrendo. Conheça abaixo, as 25 mortes mais inusitadas da história

As 25 mortes mais estúpidas dos últimos tempos

Para essas 25 pessoas, a morte veio de forma inesperada e incomum, confira:

1. Defesa até a morte, literalmente

Clement Vallandigham, um advogado, atirou acidentalmente em si mesmo enquanto tentava provar no tribunal que a vítima do homem que ele defendia poderia ter acidentalmente atirado em si mesmo. Com efeito, o arguido foi absolvido após esta demonstração convincente, mas infelizmente o advogado morreu.

Continua após a publicidade

2. Prova das janelas

Um advogado de Toronto se jogou por uma janela do Toronto Dominion Center para provar aos visitantes que as janelas eram inquebráveis. Com efeito, ele estava certo, a janela não quebrou, apenas saiu do lugar fazendo com que o advogado caísse e morresse.

3. Tartaruga “voadora”

O filósofo ateniense Ésquilo estava imerso em suas reflexões filosóficas quando uma águia derrubou uma tartaruga em sua cabeça, matando-o. Outras versões da história afirmam que se tratava de um abutre.

4. Morto pela própria barba

Hans Steininger viveu no século 16 e era famoso por ter uma barba muito longa. Segundo algumas fontes, atingiu 1,4 metros. Um dia, em 1567, houve um incêndio na cidade onde ele morava.

O pobre homem, que tinha que amarrar a barba para andar, esqueceu-se na pressa de fugir e essa foi a sua ruína, pois no meio da corrida pisou nela, caindo com tanto azar que quebrou o pescoço e morreu imediatamente.

Continua após a publicidade

Aliás, uma curiosidade é que ele foi prefeito na cidade austríaca de Braunau am Inn, a mesma onde Adolf Hitler nasceu.

5. Concurso de prender o xixi

Jennifer Strange, de 28 anos e mãe de três filhos, morreu de insuficiência urinária tentando vencer um estranho concurso de rádio chamado “Hold your wee for a Wii” (Segure seu Xixi por um Wii, em tradução livre). Em suma, o desafio prometia premiar o vencedor com um videogame Nintendo Wii.

Inicialmente, os participantes recebiam garrafas de água de 225 ml para beber a cada 15 minutos. Segundo a polícia, uma investigação preliminar indicou que Jennifer morreu de intoxicação por água.

Não se sabe quanta água Strange bebeu, mas ela foi encontrada morta na sua casa, após ter ligado para uma colega de trabalho e contar que estava passando mal.

Continua após a publicidade

6. Voo dos balões

Essa não é uma história muito recente, aconteceu em 2008; mas, com certeza, merece destaque na lista das mortes mais estúpidas do mundo. O pior de tudo é que aconteceu aqui no Brasil, com um padre chamado Adelir Antônio de Carli.

Assim, ele decidiu viajar pelos céus do Brasil amarrado a mil balões de festa, até ser desviado por um forte vento e desaparecer.

O corpo dele foi encontrado depois de 3 meses, já 100 km da costa de Maricá, no Rio de Janeiro. Foi um funcionário da Petrobras, que viu o corpo flutuando na água.

7. Ataque de coiotes

A cantora folk canadense Taylor Mitchell foi morta por coiotes no único ataque conhecido desse tipo a um ser humano. A cantora, que fazia uma turnê por várias províncias do Canadá, morreu em um hospital após o ataque, quando caminhava no parque Cape Breton Highlands, na Nova Escócia.

Continua após a publicidade

A diretora do parque, Helene Robichard, disse se tratar de “um fato extraordinário”, pois é raro coiotes atacarem pessoas. Taylor Mitchell, que na época tinha 19 anos, vivia em Toronto, foi indicada ao Prêmio da Música Folk Canadense na categoria melhor artista jovem do ano de 2009.

8. Batatas assassinas

Edward Archibold também foi vítima de um desafio estúpido. Ele engasgou até a morte depois de vencer um concurso de comer baratas.

9. Morto por um robô

Robert Williams, um trabalhador da Ford, tem a lamentável fama de se tornar a primeira pessoa a ser morta por robôs. Em suma, um dos braços da linha de montagem atingiu sua cabeça, matando-o enquanto trabalhava.

10. O tigre o comeu

Um indiano de 20 anos teve, em 2014, uma das mortes mais estúpidas dos últimos tempos. Ele estava em um zoológico de Nova Déli, quando resolveu pular na jaula do tigre.

Continua após a publicidade

As pessoas, em volta, tentaram avisar para ele que não era uma boa ideia, contudo ele resolveu experimentar. Bom, o final dessa história você deve imaginar.

11. Explosão da bexiga

Em 13 de outubro de 1601, Tycho Brahe compareceu a um banquete da corte de Rosenberg, onde bebeu vinho sem cessar. Os padrões de boa aparência da época diziam que era muito rude levantar da mesa até que tudo acabasse, então Brahe se recusou a esvaziar a bexiga durante o banquete.

Posteriormente, em 24 de outubro, ele morreu oficialmente devido à explosão de sua bexiga, ocorrida 11 dias antes.

12. Morreu de frio

Uma das mortes mais estúpidas que se tem notícia até hoje é do documentarista Lee Halpin, em 2013. O lema dele era o sensacionalismo e, de certa forma, foi isso que o matou.

Continua após a publicidade

Halpin decidiu se passar por um morador de rua, em Newcastle, na Inglaterra. Aliás, a intenção era investigar e viver na pele o que acontece com os mendigos daquele lugar.

Foi assim que o documentarista foi passar uma noite de inverno em um albergue para sem tetos. O resultado? Ele não suportou o frio e morreu de hipotermia.

13. A galinha morta de Francis Bacon

Em qualquer dia do ano de 1626, a neve começou a cair em Londres. Francis Bacon decidiu que era uma oportunidade maravilhosa para investigar a ação do frio em retardar a decomposição de cadáveres.

Assim, a tarde foi dedicada aos afazeres de enterrar uma galinha morta na neve. Infelizmente para ele, o frio intenso cobrou seu preço e Bacon pegou uma forte gripe. Devido à sua idade avançada (65 anos), a gripe complicou-se e transformou-se em pneumonia, que lhe custou a vida poucos dias depois.

Continua após a publicidade

14. Morreu pela boca

Em 1998, Michael Gentner, de 23 anos, acabou perdendo a vida por uma grande idiotice. Isso porque ele resolveu ser uma boa ideia engolir um peixe de 12 cm, ainda vivo. Fazia parte de uma aposta, travada com seus outros três amigos.

Acontece que Michael começou a sufocar e, mesmo que seus amigos tenham chamado ajuda, ele não resistiu até a chegada de uma ambulância. Os paramédicos encontraram a causa do peixe ainda batendo em sua garganta. Isso, com certeza, rendeu a ele uma das mortes mais estúpidas de todos os tempos.

15. Se explodiu

Outra das mortes mais estúpidas já registradas foi a de Gary Allen Banning, de 43 anos. Em 2012, ele estava na casa de um amigo, quando confundiu um frasco de gasolina com o de uma bebida. Ele nem chegou a engolir o líquido quando o cuspiu, mas não viu que sua roupa estava respingada com o combustível.

Não muito depois disso Banning decidiu fumar um cigarro.O resultado foi trágico: o homem explodiu em chamas.

Continua após a publicidade

16. Cortou a própria cabeça

Em 1996, aconteceu uma das mortes mais estúpidas e bizarras já registradas. Krystof Azninski queria ser considerado o homem mais macho da Europa.

O grupo de amigos estava bêbado e, um deles, chegou a cortar o próprio pé com uma serra elétrica. Para não perder a disputa, Azninski pegou a serra elétrica e cortou a cabeça.

17. O abraço na água

Li Po, conhecido como o poeta imortal e considerado um dos dois maiores da literatura chinesa, também entrará para a história por seu intenso caso de amor com o álcool. Aliás, muitos de seus grandes poemas foram escritos sob a influência do álcool.

Em uma das noites em que estava bêbado, ele decidiu sair com seu pequeno barco para o rio Yangtze, e se afogou nele enquanto tentava abraçar o reflexo da lua na água.

Continua após a publicidade

18. Consertou o caminhão em movimento

Tudo aconteceu em 1995, em Michigan, nos Estados Unidos. James Burns, de 34 anos, resolveu consertar o caminhão do amigo, que estava em movimento. O motivo? Queria saber de onde vinha um barulho estranho, possível de ouvir enquanto o veículo se movimentava.

19. Se enroscou nas cordas de um elevador

Chad Wolfe, de 31 anos, foi outro que entrou para a história das mortes mais estúpidas do mundo. Ele estava no Aeroporto Internacional de Tampa, nos Estados Unidos, com a namorada. Conforme testemunhas ele estava bebendo e meio que “parou de raciocinar”.

Isso porque Chad forçou a porta do elevador, que não estava no andar, saltou para os cabos, envolveu os braços e as pernas em torno deles, de forma a retardar a queda até o fundo do poço. Então, infelizmente, ele foi encontrado morto no outro dia.

20. Morreu esquiando

Por que a morte de Matthew Hubal foi uma das mortes mais estúpidas do mundo? Porque ele e os amigos resolveram fazer uma coisa estúpida, mas ele foi o que chegou mais longe.

Continua após a publicidade

Desse modo, às 3h da manhã, de uma madrugada comum de 1998, na Mammoth Mountain, na Califórnia, ele achou legal praticar esqui-bunda com a espuma de proteção de um dos postes do local.

O que aconteceu depois? Em suma, ele acabou colidindo exatamente no poste de onde ele havia retirado a proteção.

21. Ele forçou o elevador

Em 2010, foi a vez dessa cara, na cadeira motorizada, a ter uma das mortes mais estúpidas do mundo. Ele estava chegando para pegar o elevador, que já havia fechado as portas.

O que ele fez então? Em sua imensa inteligência ele usou a própria cadeira para abrir as porta do elevador e conseguiu depois de algumas tentativas. Só que o elevador não estava no andar e ele foi direto para o fundo.

Continua após a publicidade

22. Morte de Jack Daniel’s

O fundador da destilaria de uísque Jack Daniel’s no Tennessee era um homem de hábitos e não tinha 1,55 cm de altura. Em comemoração ao seu 21º aniversário, Jack comprou para si uma sobrecasaca até os joelhos e um chapéu de fazendeiro de abas largas, que acabaria se tornando seu uniforme diário pelo resto de sua vida.

Certa manhã, Jack veio trabalhar e tentou abrir o cofre de seu escritório. Ele não conseguia se lembrar da combinação e em um ataque de raiva chutou a caixa. O golpe causou uma fratura no dedo e uma infecção persistente o atingiu. Assim, ele faleceu em 1911 de envenenamento do sangue.

23. Engano fatal

Um homem que se dedicava à limpeza de caminhões viu dentro de um deles uma garrafa de vodca com um líquido azul dentro. Pensando que poderia ser álcool, ele roubou a garrafa e bebeu.

O que ele realmente bebeu foi fluido de limpeza de pára-brisa. Com efeito, ele ficou muito doente nos dias seguintes no hospital até morrer envenenado por metanol.

Continua após a publicidade

24. Fumaça vulcânica

Plínio, o Velho foi um dos sábios mais sábios da Roma imperial e, como sábio que era, foi a Pompéia estudar a ação dos vulcões. E ele não viajou em nenhum outro momento senão no meio da erupção do Vesúvio e ali morreu sufocado pelo congestionamento da fumaça.

25. Tratamento com conhaque

Por fim, embora muitos reis na história tenham sido decapitados ou assassinados, o rei Carlos II de Navarra teve um fim mais trágico. No final do século 14 ele estava com a saúde muito debilitada e seu médico o enfaixou e o cobriu com conhaque.

A enfermeira dele, indo fazer os curativos, não tendo a tesoura em mãos, usou uma vela para cortar um fio e… imagina? O rei começou a queimar devido ao álcool do conhaque.

Fontes: Abril, Bol, Real World Fatos, Bol, Portal Litoral Sul

Continua após a publicidade

Leia também:

Ah Puch: conheça a lenda do deus da morte, na mitologia Maia

10 anjos da morte mais conhecidos na Bíblia e na mitologia

10 principais tipos de mortes mais comuns pelo mundo todo

Continua após a publicidade

Símbolos da morte, quais são? Origem, conceito e significados

Medo da morte: causas e sintomas do desconforto

O que é a morte? Perspectivas filosófica, religiosa e científica

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você