11 bizarrices sobre seu umbigo que você não sabe

Como você já de ter percebido aqui, no Segredos do Mundo, existem partes engraçadas do seu corpo que têm muito mais para “contar” que você poderia imaginar. Um bom exemplo é a bunda e suas curiosidades. Isso, claro, sem contar alguns outros buraquinhos por aí, partes de seu corpo ou não, que também podem ser muito interessantes.

Mas, mesmo que todas essas matérias tenham trazido informações fantásticas para sua vida, nenhuma delas surpreendem tanto quanto o que você vai descobrir agora sobre seu próprio umbigo. São coisas que você jamais poderia imaginar com relação a um furinho tão pequeno, perdido aí, em seu barrigão.

Aliás, como você vai ter oportunidade de conferir na lista, a própria Ciência costuma ser surpreendida com as coisas inusitadas que os umbigos pelo mundo podem revelar. Um bom exemplo disso são os diversos tipos de bactérias que costumam habitar esse pedacinho, aparentemente, inóspito de seu corpo. Chocante, não?

E pode ter certeza: as descobertas e curiosidades sobre seu umbigo não param por aí. A lista que você confere logo abaixo mostra que existem muito mais coisas a serem descobertas sobre essa pequena imperfeição de seu corpo e que há muito mais a se conhecer sobre ele que você gostaria de admitir.

Confira, abaixo, algumas bizarrices sobre seu umbigo que você não sabe:

1. Seu umbigo um das primeiras cicatrizes de sua vida

1

Se você ainda não tinha percebido, seu umbigo é formado a partir do tecido cicatricial, proveniente do cordão umbilical, que ligava você à sua mãe, na gravidez; e quedeve ter caído nos seus primeiros dias de vida (o que as mães chamam de curar o umbigo).

2. Existe um mundo de bactérias em seu umbigo

2

Conforme um estudo, divulgado em 2012, existe uma “selva” dentro desse seu buraquinho. De acordo com os cientistas, a diversidade biológica (medonho isso, não?) encontrada em 60 umbigos pesquisados somaram o total de 2.368 espécies diferentes. Em média, cada pessoa tem 67 espécies de bactérias habitando seu umbigo.

3. Piercings no umbigo leva de 6 meses a 1 ano para ficarem completamente cicatrizados

3

Eles devem ser mantidos secos para evitar infecções. Aliás, são alguns sintomas de que a coisa não anda muito bem: dor latejante, vermelhidão, inchaço e até secreção.

4. Alguns mamíferos podem nascer sem umbigo

4

Ou mais ou menos isso. Segundo uma pesquisa recente, todos os mamíferos placentários, que passam por gestação parecida com a dos seres humanos e são alimentados, dentro da barriga de suas mães, através do cordão umbilical; têm umbigo. Mas, em certos casos, incluindo alguns seres humanos, seus umbigos acabam sendo encobertos pela pele ao longo da vida, desaparecendo com o tempo ou ficando apenas com uma cicatriz fina ou um pequeno caroço no lugar.

5. Alguns seres humanos são mais propensos a ter plumas de algodão no umbigo

5

Tem coisa mais nojenta? Provavelmente tem, mas plumas acumuladas no umbigo têm suas parcelas de bizarrice. Aliás, se você for um ser humano do sexo masculino e tiver muitos pelos pelo corpo, você é mais propenso a acumular essas plumas em sua pequena cratera. Pelo menos é isso que concluiu um levantamento sobre Pluma no Umbigo (isso é real!), não 100% científico, realizado pelo Dr. Karl Kruszelnick, para a ABC Science.

O estudo testou amostras de plumas do umbigo dos participantes. Depois disso, foi pedido aos voluntários que raspassem os pelos da barriga, para testar se as plumas continuariam a se acumular.

Os resultados, então, mostraram que o acúmulo dessas coisinhas no umbigo é formado a partir da mistura de fibras de roupas, cabelo e células da pele. Além disso, o levantamento chegou à conclusão de que os pelos são os principais responsáveis por puxar as plumas para os umbigos.

6. Existe um recorde mundial do Guinness relacionado ao maior acúmulo de plumas no umbigo

6

O recorde, aliás, pertence a um homem chamado Graham Barker e foi conquistado em novembro de 2000. Ele foi reconhecido, oficialmente, como o maior acumulador de plumas dentro do umbigo. Ele acumulava, desde 1984, três garrafas grandes com plumas coletadas de seu próprio corpo. #eca

7. Olhar para o umbigo já foi uma forma de meditação

7

Dizem que, em muitas culturas antigas, como a dos gregos do Monte Athos, utilizavam o método de contemplação do umbigo para meditar e conseguir ter uma visão ampla da glória divina. Aí sim, hein!

8. Omphaloskepsis é a contemplação de um umbigo como um auxílio à meditação

8

9. Existem pessoas que têm fetiches com umbigos…

9

Um estudo chamado The Psychoanalytic Quarterly, divulgado em 1975, estudou a obsessão que um homem de 27 anos tinha por umbigos, especialmente, os mais “salientes”. Aliás, o homem estava tão obcecado por esse formato de umbigo que tentou moldar o seu com uma lâmina de barbear e, depois, com uma agulha. Ele não sentiu nenhuma dor durante a última tentativa.

10. Dá para fazer queijo com os germes do seu umbigo

10

Uma bióloga, chamada Christina Agapakis; e a artista de odor, Sissel Tolaas; se uniram para desenvolver um projeto chamado Selfmade, que consiste, basicamente, em fazer queijos das bactérias encontradas em seus corpos, como axilas, bocas, umbigos e pés. Ao todo, elas fizeram 11 unidades de queijo, incluindo bactérias de umbigos e de lágrimas.

11. A própria Terra tem um umbigo

11

Chamado de Umbigo Cósmico, esse buraco, que seria o umbigo da Terra fica no coração do Grand Staircase-Escalante National Monument de Utah, nos Estados Unidos. Relatos apontam que o acidente geográfico tem quase 60 metros de largura e os geólogos acreditam que ele tenha até 216 mil anos de idade.