6 perfis falsos que enganaram milhares de pessoas na internet

No dia a dia na internet é difícil perceber, mas existem muitos perfis falsos pelo mundo, usado sempre com algum objetivo não perceptível no primeiro olhar. Normalmente, eles são ferramentas de alguma campanha publicitária ou, simplesmente, fruto de alguma mente engenhosa.

O problema é que, como já mencionamos, as pessoas não percebem quando se trata de perfis falsos. No exemplos que você vai conferir na lista abaixo, aliás, os personagens inventados contavam com milhares de seguidores nas redes sociais em que atuavam e, mesmo assim, não foram descobertos.

Em todos os casos, somente quando eles resolveram colocar um ponto final nas campanhas ou quando acharam que era hora de abrir o jogo é que as pessoas ficaram sabendo de que se tratavam de perfis falsos, com postagens comerciais ou, simplesmente, forjadas.

Será que você já foi “vítima” de alguma grande mentira assim? Confira as histórias abaixo e veja como as pessoas caíam feito patinhos nas mentiras que eles contavam.

Conheça alguns perfis falsos que enganaram milhares de pessoas na internet:

1. Louise Delage

A moça, de 25 anos, era uma das influenciadoras mais descoladas da França e causava inveja com suas fotos em lugares maravilhosos, como na praia, em viagens e assim por diante. O problema é que ninguém notou que em suas 150 publicações, ela estava sempre com uma bebida na mão ou por perto.

O último post de Louise, em setembro de 2016, ela contou aos seus mais de 100 mil seguidores que seu nome não era Louise e que a conta era uma intervenção da agência de publicidade BETC.

Ela revelou que fazia parte da campanha “Curta meu vício”, que tinha como objetivo alertar as pessoas com o alcoolismo entre jovens e provar que as pessoas quase nunca percebem o problema sozinhas.

2. Amalia Ulman

Outro dos perfis falsos épico da internet nos último tempos foi o de Amalia. Seus posts eram sempre em hotéis 5 estrelas, vestindo alta-costura, usando joias, degustando comidas gourmet e desfrutando viagens dos sonhos.

O problema é que tudo isso não passava de uma performance virtual dessa artista argentina, radicada nos Estados Unidos. Seu projeto se chamava Excelências e Perfeições e foi elogiada pelo jornal The Telegraph como uma das mais originais obras de arte em circulação da era digital.

3. Boris Bork

Outro dos perfis falsos de nossa lista teve início da Rússia, mas acabou ficando famoso em várias partes do mundo. Boris tinha milhares de seguidores e algumas marcas chegaram a propor anúncio a ele, já que ele tinha influência e estava sempre mostrando carros luxuosos, comida boa e as viagens mais chiques que se pode fazer.

O que as pessoas não sabiam, no entanto, é que Boris nunca existiu e quem estava a frente dos cliques era um consultor de marketing nada milionário, chamado Roman Zaripov.

Quando ele desfez os disfarce, o consultor revelou que se surpreendeu muito com o retorno que teve gastando apenas 800 dólares, algo em torno de 2,5 mil reais, em dois meses, divulgando seu perfil e fazendo com que um grande número de pessoas adultas acreditassem na figura do milionário que ele havia criado.

4. Max Chafkin

Especialista em mídias sociais, o jornalista Max Chafkin foi o autor de outro dos perfis falsos que enganou um grande número de pessoas nas redes sociais. A intenção dele é provar que qualquer pessoa pode se tornar uma webcelebridade usando apenas algumas técnicas de marketing e fazendo boas fotos.

Para seu “experimento”, Chafkin apenas descobriu um nicho pouco concorrido, no caso moda masculina, pegou roupas emprestadas, fez fotos profissionais (todas no mesmo dia, aliás) e publicou seus trabalhos aos poucos. De fez em quando ela usava bots e fotos de comida, feitas por uma fotógrafa contratada para dar aquele “up” em seu perfil.

Em apenas um mês, ele conseguiu nada menos que 1,4 mil seguidores.

5. Santiago Swallon

Em seu perfil, Santiago se apresentava como orador TED e conseguiu milhares de seguidores como frases motivacionais. Ele chegou a criar até mesmo uma página na Wikipedia.

O problema é que ele nunca existiu e está entre um dos perfis falsos mais impressionantes de nossa lista. Na verdade, o personagem foi criado pelo engenheiro do MIT Kevin Ashton, que comprou seguidores, forjou um selo de verificação do Twitter e começou a tuitar coisas aleatórias, esperando a “mágica” acontecer.

6. Essena O’Neill

Um dos casos mais recentes de perfis falsos foi o de Essena, de apenas 19 anos. Em 2016, ela resolveu se libertar e contar às pessoas que a seguia que nada da perfeição de seu Instagram era real.

Para isso, ela trocou a legenda de várias de suas fotos para revelar os detalhes sórdidos dos bastidores de suas fotos perfeitas. Essena, por exemplo, disse que nas fotos de ioga pela manhã, em que ela parece serena e relaxada, na verdade, foram tiradas a tarde, com muito estresse para que ela atingisse a pose perfeita.

E então, sabia que essas pessoas não eram reais? Você conhece algum outro exemplo de perfis falsos que enganam as pessoas? Não deixe de nos contar nos comentários.

Agora, falando em mentiras na internet, você precisa conhecer ainda essa outra história, tão ou mais impressionante quanto as que você acabou ver: Ela enganou todo mundo com o poder da edição de imagem.

Fonte: Mundo Estranho