7 segredos que você não conhecia sobre o macarrão instantâneo

Apesar de ser considerado comidas de preguiçosos e solteirões (preguiçosos), o macarrão instantâneo tem muito mais história que sua vã imaginação poderia sequer cogitar. Aliás, como você vai descobrir na lista que preparamos abaixo, quando criado, no final da década de 1950, macarrão instantâneo era coisa de rico, um luxo quase 6 vezes mais caro que o macarrão comum!

E você aí, fazendo cara feia para o seu miojinho de galinha, hein? Viu como você não sabe nada sobre essa invenção japonesa? Pois é, se prepare porque tem muito mais por aí!

Confira, na seleção abaixo, alguns segredos que você não conhecia sobre o macarrão instantâneo, mais conhecido como macarrão instantâneo:

1. China, no topo do consumo

1

Sabe os churrasquinhos que são vendidos por aqui, no meio da rua? Pois é, na China acontece da mesma forma com o macarrão instantâneo, que pode ser apreciados em qualquer lugar. Isso, aliás, deu ao País o título do maior consumidor mundial de macarrão instantâneo! Segundo a Associação Mundial do Macarrão Instantâneo, a China detém o recorde por consumir mais de 45 milhões de pacotes do produto por ano!

2. O xodó do Japão

2

A invenção do macarrão instantâneo é o que mais orgulha os japas, sabia? Isso, aliás, foi apontado por uma pesquisa, realizada no ano 2000, pelo Instituto de Pesquisas Fuji. O que deixa os japoneses tão empolgados com o macarrão instantâneo é o sucesso que ele alcançou não só no País, mas em todo o mundo.

3. O museu do macarrão instantâneo

3

Sim, existe um museu inteiramente voltado à memória dessa criação japonesa. O Museu Cup Noodles (sugestivo nome, não?), fica no Japão e é, basicamente, um templo ao inventor do macarrão instantâneo, Momofuku Ando. No lugar, os visitantes também podem provar os sabores mais inusitados da iguaria, inclusive os que ainda estão em testes.

4. O macarrão instantâneo e as prisões

4

Sabe qual é o “queridinho” dos presos na hora do jantar? Isso mesmo, o macarrão instantâneo! Pelo menos é assim em Nova York, na Prisão de Rikers Island. O pessoal não perde a oportunidade de terminar o dia com um Cup Noodles.

5. Muito além do “salzinho”

5

Pelo menos nas versões americanas, o sachê do macarrão instantâneo contém mais que meio quilo de sal (rs). Eles têm substâncias de seu sabor original. Ou seja, nos sabores de carne e de frango, os sachês vêm com gordura desses animais, o que não faz desse um alimento vegetariano.

6. Luxo para poucos

6

Sabia que o macarrão instantâneo foi inventado logo depois da Segunda Guerra Mundial? Nessa época, havia uma dificuldade muito grande com relação ao plantio e à colheita de alimentos, especialmente no Japão; e a fome estava se tornando um problema sério, que precisava ser resolvido com urgência. Foi então que Momofuku Ando teve a ideia de criar um alimento que não se deteriorasse rápido e que pudesse ser consumido facilmente.

Com base nisso, em 1958, um protótipo do macarrão instantâneo como conhecemos hoje foi feito. No entanto, ao contrário da realidade atual, a invenção custava, pelo menos, 6 vezes mais caro que um macarrão tradicional. Aliás, por algum tempo, macarrão instantâneo foi considerado um luxo… o que, na verdade, não resolveu muito bem o problema das plantações e da fome na época, mas valeu a intenção.

7. Macarrão instantâneo espacial

10

Como se não bastasse a fama do macarrão instantâneo ter se espalhado por toda a Terra, em 2005, seu criador elaborou uma versão, digamos, espacial do macarrão instantâneo. Batizado de Space Ram, o alimento foi feito para ser consumido durante missões espaciais. Para isso, o macarrão instantâneo o foi embalado a vácuo, com pedaços menores e caldo mais consistente. Aliás, a iguaria foi testada pelo japonês Soichi Noguchi, em sua viagem com o ônibus espacial Discovery.

Depois de tanta informação, que tal um pouquinho de macarrão instantâneo aí?