8 principais diferenças entre o livro e o novo filme It: A Coisa

Se você ainda não assistiu o filme It: A coisa ou se pretende ler o livro e não está a fim de spoilers, aí vai uma aviso: não leia essa matéria! Isso porque, ao longo desse post, listamos algumas das principais diferenças, e das semelhanças também, entre as histórias de terror retratadas no livro de Stephen King e no filme recém-lançado, sob direção de Andrés Muschietti.

Como você vai ver, embora ambas as histórias tenham caído nas graças do público e o filme, inclusive, tenha sido um dos longas de terror de maior bilheteria dos últimos tempos, a verdade é que nem tudo casa exatamente entre elas.

Ao que tudo indica, a versão mais recente do filme abriu mão de alguns detalhes importantes da trama, mas que seriam escandalosos ou complicados demais de explicar e incluiu outros, que mesmo não fazendo parte da versão original acabaram conquistando os fãs.

Abaixo, como você vai ver, revelamos quais são essas mudanças feitas na narrativa e comparamos como elas eram na versão de Stephen King. Depois de conhecê-las e entendê-las, a gente espera que você nos conte, nos comentários, o que você achou e qual das versões você mais gosta. Ok?

Conheça as 8 principais diferenças entre o livro e o novo filme It: A Coisa

1. Cronologia da história

No livro, a trama se passa entre os anos de 1957 e 1958 e de 1984 e 1985.

No segundo filme It: A Coisa, a gente vê os personagens principais adultos, em pleno 2016, e como suas vidas mudam desde a infância. No primeiro filme, com eles ainda crianças, a história se passa em 1989.

2. O “aparecimento” da tartaruga

Quem não leu o livro, provavelmente, nem percebeu, mas no filme It existem menções rápidas a tartarugas no lago em que os meninos tomam banho e aparece ainda uma tartaruga de LEGO no quarto de Georgie. Há ainda quem diga que é possível ver uma tartaruga em uma das primeiras cenas, em que o irmão de Bill corre atrás do barquinho de papel.

Para quem sabe qual o sentido disso, no livro IT: A Coisa, e em outros livros de Stephen King, a tartaruga é uma peça importante da mitologia e está sempre presentes no enredos com relação ao personagem, como é explicado em A Torre Negra, e como é possível perceber em IT como o oposto da Coisa.

Aliás, na obra, a tartaruga é quem informa ao personagem Bill, ainda jovem, como se defender do Pennywise.

3. Transformações de Pennywise

O personagem do palhaço do mal, como você deve ter percebido se viu o filme It ou se leu a obra literária, muda de acordo com o medo das pessoas. Com as adaptações da história, no entanto, no filme recém-lançado as transformações representadas ficam bem diferentes das originais.

No livro, por exemplo, Ben vê uma múmia parecida com a do filme de Boris Karloff, que estava em cartaz na década de 50. No filme, no entanto, o menino vê uma pessoa de aparência monstruosa, que seria uma vítima da explosão na Siderúrgica de Derry, há algumas décadas.

As visões de Richie também ficam bem diferentes. Enquanto no livro o personagem vê o lobisomem de I Was A Teenage Werewolf, história que também estava em alta nos anos 50; no filme It ele acaba em uma sala cheia de esculturas de palhaços e com o próprio Pennywise.

No livro, Mike vê pássaros gigantescos, enquanto no filme, o garoto sente na pele o pesadelo da morte dos pais.

As únicas cenas mais fiéis à história original são as de Beverly no banheiro e a aparição do palhaço para Eddie.

4. Idade dos personagens

No primeiro filme, os personagens são mais enfocados enquanto jovens e só no segundo, eles aparecerão adultos. No livro, no entanto, e na primeira versão do filme, os personagens e suas histórias aparecem em épocas intercaladas ao longo da narrativa.

5. Orgia entre as crianças

No livro de Stephen King, uma das partes mais polêmicas desde de sempre é a cena em que as crianças fazem uma orgia. A justificativa para a existência dessa massagem é que o grupo precisava manter-se unido para conseguir sair do esgoto.

Nem o filme da década de 90, nem o atual, retrataram a passagem. No filme It: A coisa de 2016, por exemplo, para sair do esgoto as crianças precisam travar uma batalha com Pennywise.

O próprio autor do livro reconhece que essa cena é um assunto sensível e que se a história fosse escrita hoje em dia muito provavelmente ela não seria inclusa na narrativa.

6. A grande batalha

Como já mencionamos, a polêmica cena de sexo entre as crianças foi retirada do recém-lançado filme It. No livro, no entanto, ela acontece e se trata do ritual, dito pela tartaruga, que pode derrotar o Pennywise.

Agora, no filme, para dar fim à entidade que só as crianças conseguem ver, elas travam uma grande luta corporal, com provocações corajosas, que levam ao fim do palhaço do mal.

7. Ben é o que mais conhece Derry

No livro, Mike é o personagem que permanece na cidade de Derry, se torna bibliotecário e historiador da região e lança um livro, “Derry: A Look Through Hell’s Backdoor”, com todos os incidentes do lugar.

No filme It, por outro lado, o livro já existe enquanto os personagens são crianças e o personagem que mais conhece Derry é Ben. É ele, aliás, que busca o livro na biblioteca para estudar um pouco mais a fundo a história da cidade.

8. Pacto de sangue

No filme da década de 90, o pacto de sangue entre as crianças nunca existiu. Durante o juramento sobre voltar a Derry caso A Coisa volte algum dia, eles apenas dão as mãos e prometem.

No filme mais recente, entretanto, a cena é bem fiel a do livro e os personagens fazem o pacto de sangue. A diferença, no entanto, é que o personagem que corta os colegas com o pedaço de vidro é Bill, enquanto no livro, é Stanley, ironicamente o único personagem que não retorna à cidade depois de adulto, quando o palhaço volta a atacar.

E aí, você viu os filmes ou leu o livro? O que você achou deles?

Agora, falando sobre terror e filmes para passar um medinho básico, não deixe de ler também: 10 melhores filmes de terror baseados em fatos reais.

Fonte: Café com Ideias