Curiosidades

Agni – História, características e culto ao deus do fogo

Agni é o deus do fogo na mitologia hindu, sendo considerado uma espécie de mensageiro entre os deuses e os mortais.

Atualizado em 12/08/2020

Agni é o deus hindu do fogo. Para a mitologia hindu, o hinduísmo, essa divindade está presente no coração de todos os seres humanos, representando a chama da vida.

Ainda segundo a mitologia, todas as estrelas são consequência das chamas que saem de Agni. A própria palavra Agni, em sânscrito, significa fogo.

Além disso, como deus que se preze, Agni recebe muitas oferendas. Alias, é comum que os hindus deixem oferendas para os deuses.

Sobretudo, o hinduísmo acredita que cabe a Agnis pegar os objetos deixados pelos humanos e transformá-los em alimento para as divindades.

Por fim, acredita-se que ele exista em três níveis, todos relacionados com a forças da natureza. Na terra, Agni é fogo, no céu ele é o sol e na atmosfera é o relâmpago.

História

Agni- História e características do deus do fogo
Fonte: Wikimedia

De acordo com a mitologia hindu, Agni seria o filho mais velho do deus Brahma com Svaha. O deus do fogo teria mais três irmãos.

Apesar de ter nascido como deus, Agni é por vezes representado como um pássaro que carrega o fogo para os seres humanos e que leva comida para os outros deuses.

Existe ainda uma outra teoria sobre a criação do deus do fogo. De acordo com esse relato, o mundo surgiu do nada, quando ainda não existia nem dia nem noite. O único ser vivente era o deus Brahma e, da testa dele, surgiu Agni.

Quando Agni nasce, o mundo deixa de ser totalmente escuro e vazio. Isso porque seu nascimento implicou na criação da luz. E, consequentemente, passa a existir o dia e a noite. Por conta desse mito, o deus do fogo é considerado uma tríade de poderes: criador-mantenedor-destruidor.

Por ser parte do deus supremo Brahma, Agni também tem uma função muito importante de mensageiro entre os humanos e os deuses. Além disso, seu fogo assume uma outra função: a de purificar os mortais, ou mesmo trazer pessoas mortas de volta à vida.

Representação física

Agni- História e características do deus do fogo
Fonte: Portal dos Mitos

Quando é representado como humano, Agni pode ter duas cabeças. Além disso suas características físicas estão normalmente associadas ao fogo, como por exemplo:

  • Sete línguas de fogo;
  • Dentes de ouro afiados;
  • Pele de cor avermelhada;
  • Homem de aparência forte;
  • Pode ter barba;
  • Olhos e cabelos pretos;
  • Tem sete braços e três pernas;
  • Há sempre sete raios de sol entrando e saindo de seu corpo.

Culto a Agni

Agni- História e características do deus do fogo
Fonte: Casa de Shiva

Em resumo, por toda sua simbologia, Agni é bastante cultuado em países que seguem a religião hindu. As oferendas e rituais em homenagem ao deus do fogo fazem parte de diversos ritos de passagem como casamentos e cremações.

Além de ser cultuado nos templos, há ritos domésticos que celebram o deus do fogo. No festival conhecido como Agnihotra o pai de cada família acende uma chama girando em um pedaço de madeira , pois seria sssim que teria surgido o fogo nos primórdios do mundo.

Esse ritual determina ainda que os pais de cada família devem mante a chama acesa dentro de suas casas durante toda a vida. Essa tradição ocorre porque a chama de Agni seria o fogo sagrado e vital, que está dentro de cada pessoa. Por isso, os homens precisam alimentar as labaredas pelo menos uma vez ao dia, a fim de que elas não morram.

Gostou de conhecer mais sobre Agni? Então acho que você também pode gostar dessa matéria aqui: Varuna- História e características do deus dos oceanos

Fonte: Portal dos Mitos, Qwe.wikiDeva.

Imagens: Wikimedia, Portal dos Mitos, Casa de Shiva e Glorius Hinduism.

Por <a href='https://segredosdomundo.r7.com/author/amandasales/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Amanda Sales</a>
Por Amanda Sales
Jornalista, escritora, redatora e social media. Gosto de coisas demais para caber aqui. Instagram: @tobemcansada