Curiosidades

Agorafobia – O que é, principais sintomas e tratamentos

Responsável por crises de ansiedade e ataques de pânico, a agorafobia é uma condição que atinge mais de 150 mil brasileiros por ano

Por P.H Mota

É comum que muita gente desenvolva diferentes tipos de medos e fobias ao longo da vida. Entre as mais conhecidas, é possível citar medo de aranhas, altura, lugares fechados ou até mesmo de buracos. Além disso, a agorafobia se destaca como um dos transtornos de ansiedade mais comuns.

Segundo informações do Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo, a agorafobia atinge mais de 150 mil brasileiros por ano. A condição é considerada uma doença crônica e pode chegar a durar pela vida inteira do paciente.

Quem tem agorafobia sente medo de lugares e situações que possam gerar crises de pânico. Ou seja, uma pessoa agorafóbica pode acometer pessoas em lugares públicos comuns, como o transporte público ou lojas. Em outras palavras, a fobia se manifesta em situações em que a pessoa se sinta presa, desprotegida ou intimidada.

Principais sintomas

Agorafobia - o que é, principais sintomas e tratamentos
NPR
  • Estar no meio de uma multidão
  • Ficar em espaços fechados como elevadores ou salas de cinema
  • Ficar em espaços abertos como parques ou shoppings
  • Andar de transporte público cheio
  • Estar sozinho fora de casa

Causas

Agorafobia - o que é, principais sintomas e tratamentos
Happier Human

Antes de tudo, é importante destacar que uma das principais causas da agorafobia inclui condições de genética e saúde. Ou seja, o histórico de casos na família pode fazer a diferença. Além disso, temperamento e o estresse gerado em diferentes experiências também pode contribuir para o desenvolvimento do quadro.

Continua após a publicidade

Uma pessoa que passa por crises de ansiedade repentinas, por exemplo, pode apresentar a condição. Isso porque o medo de que o ataque possa se repetir em situações variadas é capaz de alimentar ainda mais a ansiedade.

Apesar de poder começar na infância, geralmente a condição aparece entre o final da adolescência e o início da vida adulta. Por outro lado, adultos com mais de 35 anos também podem apresentar agorafobia. O diagnóstico costuma ser mais frequente em mulheres.

A condição também pode ser motivada por alguns fatores de risco, bem como:

  • Diagnóstico prévio de transtorno de pânico ou outras fobias
  • Medo excessivo durante ataques de pânico
  • Experiências marcantes e/ou traumáticas, como acidentes, morte ou abuso
  • Comportamento ansioso ou nervoso

Agorafobia e ansiedade

Agorafobia - o que é, principais sintomas e tratamentos
Training Journal

As crises de ansiedade são provocadas pelo medo de não conseguir por fim à crise ou conseguir ajuda no momento. Desse modo, é comum que os diagnósticos só aconteçam depois de um ou mais ataques de pânico percebidos pelo paciente. Assim, com medo de novos ataques, passa a desenvolver um quadro de ansiedade ao antecipar que ele pode acontecer novamente.

Continua após a publicidade

É comum que a ansiedade provoque dificuldade do paciente estar em lugares onde há aglomeração de pessoas. Por isso, agorafóbicos podem sentir a necessidade da companhia de um parente ou amigo para estar em lugares públicos.

Em casos mais graves, a ansiedade pode ser tamanha que faz com que a pessoa não consiga sair da própria casa.

Agorafobia e transtorno do pânico

Agorafobia - o que é, principais sintomas e tratamentos
Del Report

Além de apresentar agorafobia, algumas pessoas combinam esse quadro com Transtorno ou Síndrome do Pânico. Dessa maneira, a ansiedade se manifesta com ataques de medo extremo que podem incluir sintomas físicos. Durante ataques extremos, a pessoa pode sentir que perdeu totalmente o controle e ser acometida com um ataque cardíaco fatal.

Além de frequência cardíaca acelerada, outros sintomas incluem sensação de falta de ar e dor no peito, bem como tontura e sensações de formigamento. Além disso, alguns pacientes podem suar em excesso, sentir tremores ou calafrios e até mesmo crises de vômito ou diarreia.

Continua após a publicidade

Tratamento

Agorafobia - o que é, principais sintomas e tratamentos
Therapy Route

Não existem formas de prevenir a agorafobia. O tratamento efeito inclui o acompanhamento em psicoterapia, bem como medicação. Geralmente, a terapia vai tentar ensinar habilidades específicas para que cada paciente consiga lidar com a ansiedade. Dessa forma, será possível realizar, gradativamente, atividades que podem gerar ansiedade.

Em alguns casos, a psicoterapia com realidade virtual pode contribuir nessa redução do medo em lugares seguros.

Além disso, a medicação também é uma ferramente importante para o combate da condição. Isso porque um remédio pode trazer equilíbrio químico nas conexões dos neurônios. Ou seja, é capaz de reduzir processos patológicos causados por uma possível vulnerabilidade genética.

Fontes: Vittude, MSD Manuals, Zenklub

Continua após a publicidade

Imagem de destaque: Medical News Today

Próxima página »

Escolhidas para você