Saúde

Ansiedade noturna: saiba como vencer esse incômodo!

Você já passou várias horas na cama, virando de um lado para o outro e não conseguiu dormir? Isso pode ser ansiedade noturna.

Você tenta dormir cedo todas as noites e não consegue? Preocupações e pensamentos negativos atrapalham você? Você se sente em constante estado de nervosismo e inquietação que não o deixa dormir? Se ao deitar em sua cama estas situações o impedem de relaxar e adormecer, é muito provável que sofra de ansiedade noturna. Saiba mais a seguir sobre essa condição.

7 dicas para vencer a ansiedade noturna

1. Cuide de sua alimentação

Em primeiro lugar, adote uma alimentação balanceada e saudável, esperando aproximadamente duas horas para dormir depois de comer.

2. Realize atividade física regular

Pratique algum exercício pelo menos 45 minutos por dia, de alta intensidade. Aliás, isso promove um aumento do humor, reduz o estresse e a ansiedade, levando a uma maior predisposição na hora de adormecer.

3. Evite aparelhos eletrônicos que estimulem nosso cérebro antes de dormir

Evite usar telas (celular, PC, televisão, etc) por pelo menos duas horas antes de ir para a cama. Aliás, limite até mesmo a intensidade das luzes em sua casa.

Continua após a publicidade

4. Fique um tempo no sol

Tome banhos de sol durante o dia para promover a produção de melatonina, pois isso favorece os ritmos circadianos.

5. Crie um ambiente favorável para dormir

Um travesseiro desconfortável e uma temperatura incorreta são fatores que podem causar um sono de má qualidade e podem fazer com que acordemos no meio da noite, sem ser possível retomar o sono depois.

6. Pratique o autocuidado

Use ferramentas que promovam o relaxamento como tomar chás naturais, tomar banho quente, realizar técnicas de relaxamento ou meditação.

7. Busque ajuda de um profissional

Por fim, se você já tentou encontrar uma solução de várias formas, mas não consegue resolver o problema, ir a um profissional de psicologia será a melhor opção para entender e cortar o problema pela raiz.

Continua após a publicidade

O que é a ansiedade noturna?

A ansiedade noturna é um tipo de ansiedade, cujos sintomas são desencadeados, como o próprio nome explica, quando a noite cai.

Geralmente aparece por diferentes motivos, como problemas de desconexão devido a família, trabalho, dívida ou outros problemas. Então é criado um círculo vicioso em que você sabe que precisa dormir, mas os pensamentos negativos não param de alimentar essa situação.

Portanto, devemos entender que a ansiedade é uma resposta antecipada a situações que ainda não aconteceram, mas que nossa mente imagina como reais.

Nossa mente e instinto de sobrevivência nos levam a pensar exageradamente sobre as terríveis consequências de um problema. Com efeito, isso nos impede de descansar como deveríamos.

Continua após a publicidade

Quais são suas causas?

Além de não lidar com preocupações durante o dia, outras causas desse desconforto são:

Distúrbios do sono: o sono e a ansiedade se alimentam e se influenciam. Às vezes, o consumo de alguns medicamentos ou o sofrimento de outras doenças podem fazer com que a pessoa não consiga dormir bem e, consequentemente, sofra de ansiedade noturna.

Estresse: causado, por exemplo, por conflitos trabalhistas ou problemas econômicos.

Preocupações imaginárias: a pessoa aproveita esse momento de descanso para analisar situações futuras e propor possíveis cenários, quase sempre pouco esperançosos.

Continua após a publicidade

Doenças físicas: a presença de dores no corpo, somada aos distúrbios do sono, pode favorecer o aparecimento da ansiedade noturna.

Sintomas da ansiedade noturna

Os sintomas que podem ser experimentados são aqueles que podem ocorrer em qualquer tipo de transtorno de ansiedade. Assim, eles incluem:

  • Insônia, ou seja, falta de sono ou incapacidade de dormir;
  • Vigília (acordar de manhã e não conseguir voltar a dormir);
  • Sudorese;
  • Humor agitado ou nervoso;
  • Tontura ou vertigem;
  • Dores musculares;
  • Terrores noturnos, episódios de gritos e medo intenso enquanto a pessoa dorme;
  • Aumento da frequência cardíaca;
  • Ondas de calor e pressão no peito;
  • Tremores;
  • Ataque de pânico noturno.

Diagnóstico e tratamento

Felizmente a ansiedade é uma das doenças mais tratáveis. Embora, em alguns casos, tentar reduzir a ansiedade possa ser difícil, existem muitos tratamentos comprovados que ajudam você a saber como acalmar a ansiedade. Um deles é a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC).

Este tipo de terapia funciona para redirecionar os pensamentos negativos nos pacientes. Além disso, muitos estudos afirmam que esses tratamentos são eficientes no tratamento da ansiedade noturna e da insônia.

Continua após a publicidade

Desse modo, qualquer indivíduo que tenha ansiedade noturna que cause problemas em sua vida diária deve consultar um especialista.

Fontes: A psiquiatra, Bradesco Seguros, Núcleo da Mama, Uol, Persono

Bibliografia

American Psychistric Association. Manual Diagnóstico e Estatístico de transtornos mentais – DSM-V. 5 ed. Porto Alegre : Artmed, 2014. p. 233-278.
CDC. Mental Health Conditions: Depression and Anxiety. Disponível em: <https://www.cdc.gov/tobacco/campaign/tips/diseases/depression-anxiety.html>.
BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE. Ansiedade. 2011. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/224_ansiedade.html>.

Então, achou o artigo interessante? Pois, leia também:

Continua após a publicidade

Quais são os 11 tipos de ansiedade mais comuns e suas características

Controlar a ansiedade – 15 dicas para fazer isso de forma natural

Crise de ansiedade – o que é, sintomas, como tratá-la e como evitá-la

Não consigo dormir: é insônia ou ansiedade? O que fazer?

Continua após a publicidade

Sintomas de ansiedade: 25 sinais que ajudam a reconhecer a condição

Próxima página »

Escolhidas para você