Saúde

Quais as principais bactérias boas e os seus benefícios à saúde

Apesar de conhecidas principalmente por seus efeitos negativos, existem bactérias boas que oferecem benefícios e vantagens para o corpo humano.

Por P.H Mota

A existência de bactérias boas pode soar como uma surpresa para quem está acostumado a atrelar as criaturas a doenças graves. Entre os problemas mais conhecidos com origem em bactérias, por exemplo, estão pneumonia, meningite, inflamações de garganta, intoxicações alimentares e várias outras infecções.

Entretanto, naturalmente o corpo humano já carrega cerca de 100 trilhões de bactérias classificadas como benéficas para a saúde. A maioria delas está no intestino e é responsável pela saúde e bom funcionamento do órgão.

Por causa disso, o consumo de bactérias benéficos é indicado, especialmente em casos de desequilíbrio da flora intestinal por motivos diversos.

Efeitos positivos das bactérias boas na saúde

Bactérias boas: principais exemplos e benefícios à saúde
Nutra

O conceito de bactérias boas é algo difundido na medicina atual, mas sua origem está no início do século XX. Isso porque especialistas começaram a sugerir a ingestão de bactérias semelhantes às já presentes no corpo para obter benefícios.

Com o desenvolvimento das pesquisas na área, empresas passaram a comerciar essas bactérias boas, chamadas de probióticos. As substâncias vêm principalmente na forma de pílulas de suplementos, mas também em supositórios e cremes.

Entre os principais benefícios estão a promoção da digestão de alimentos, absorção de nutrientes e produção de vitaminas, como por exemplo ácido fólico, niacina e vitaminas B6 e B12. Além disso, alguns estudiosos defendem que as bactérias também protegem contra doentes, a partir da produção de ácidos no intestino.

Continua após a publicidade

Por outro lado, existem pesquisadores que acreditam que ainda não existem provas que confirmam a melhora de saúde com probióticos.

Além disso, é importante destacar que o consumo de qualquer suplemento probiótico deve ser feito com cautela. Isso porque eles não são regulados por nenhum órgão de controle de saúde, ou seja, não há garantia de sua segurança ou eficácia.

Exemplos de bactérias boas

Bifidobacteria

Bactérias boas: principais exemplos e benefícios à saúde
science photo library

Várias cepas de Bifidobacteria são comuns na produção de alimentos. Dependendo da variante, ela pode ser útil para fortalecer o sistema imunológico e impedir que bactérias nocivas colonizem o trato digestivo.

As principais cepas de Bifidobacteria são:

B. animalis: segundo pesquisadores italianos, a variante ajuda a aliviar sintomas e danos intestinais por falta de zinco. Quando o nutriente está ausente, o corpo fica vulnerável a úlceras e outras inflamações. Em produtos comuns, ela está presente, por exemplo, em iogurtes Activia, que ajudam a regular o movimento do intestino.

B. breve: esta cepa combate organismos nocivos como Escherichia coli ou Candida albicans. No corpo, ela converte a lactose e outros açúcares e nutrientes, bem como atuam na quebra de fibras vegetais. O consumo pode ser feito por meio de alimentos como o kefir, por exemplo.

Continua após a publicidade

B. lactis: essa variante é encontra no leite cru e aparece em culturas iniciais para produtos lácteos fermentados. Entre seus principais benefícios está a melhora da digestão e da função imune, além da redução do colesterol.

B. longum: a cepa de bactérias boas também ajuda a digestão e a saúde do intestino, além de promover a imunidade. Estudos também sugere que a Bifidobacterium longum pode ser eficiente no combate ao câncer. Além disso sua atuação previne sintomas de diarreia e intolerância à lactose.

Lactobacillus

Bactérias boas: principais exemplos e benefícios à saúde
coana

As principais bactérias do ácido lático são responsáveis por converter a lactose no ácido. Além disso, os lactobacilos ajudam a proteger o revestimento da vagina, garantindo uma barreira contra elementos patogênicos no local. Dessa maneira, portanto, o pH mantêm-se equilibrado.

Apesar disso, somente algumas cepas de Lactobacillus são classificadas como bactérias boas. Entre elas, por exemplo, estão Lactobacillus acidophillus, Lactobacillus casei shirota, Lactobacillus casei variedade rhamnosus, Lactobacillus casei variedade defensis e Lactobacillus paracasei.

Os principais efeitos para a saúde envolvem a prevenção de inflamações e lesões cancerígenas pelo corpo.

Streptococcus thermophilus

Bactérias boas: principais exemplos e benefícios à saúde
media storehouse

As bactérias Streptococcus thermophilus produzem a enzima lactase, ou seja, são importantes para a digestão do açúcar do leite. Dessa maneira, sua principal atuação é na redução de sintomas e na prevenção da intolerância à lactose.

Continua após a publicidade

Saccharomyces boulardii

Bactérias boas: principais exemplos e benefícios à saúde
Saccharomyces boulardii

Ainda quem sejam consideradas leveduras, os Saccharomyces boulardii também atuam como probióticos. Isso porque alguns estudos defendem que as bactérias podem atuar na prevenção e tratamento contra diarreias. Além disso, seus efeitos também envolvem a possibilidade de redução de acnes.

Fontes: Biologicus, ABC, Cuidados Pela Vida

VARALLO, M. A.; COSTA, E.S. Probióticos e prebióticos: relações com a imunidade e promoção da saúde.
SOUZA, J.P.; BRENTEGANI, L.M. A influência da alimentação sobre a microbiota intestinal e a imunidade.
VARALLO, M. A.; THOMÉ, J. N.; TESHIMA, E. Aplicação de bactérias probióticas para profilaxia e tratamento de doenças gastrointestinais.

Imagens: science photo library, Nutra, Vitalfoods Insights, coana, media storehouse, Saccharomyces boulardii

Próxima página »

Escolhidas para você