Curiosidades

Carnes vermelhas ou branca: quais são e quais evitar?

Será mesmo que comer carne vermelha faz mal à saúde, enquanto as carnes brancas são as melhores escolhas? Leia e descubra neste artigo!

Certamente, a carne é uma parte essencial da alimentação diária de muitas pessoas. No entanto, as vezes fica difícil escolher entre carne branca (frango ou peixe) e carne vermelha (vaca, porco ou carneiro) devido aos inúmeros benefícios para a saúde oferecidos por ambas.

Além disso, os dois tipos de carne também apresentam alguns riscos à saúde, que devem ser mantidos em mente ao consumir qualquer uma delas. Continue lendo para descobrir como cada tipo de carne pode afetar sua saúde e qual é a mais benéfica para o seu corpo.

Quais as diferenças entre as carnes vermelha e branca?

As carnes branca e vermelha se diferenciam principalmente pelo seu teor de gordura, proteína e também por seus nutrientes; confira a seguir.

Gordura

Pessoas que estão mais conscientes sobre seu peso geralmente tendem a escolher carne branca em vez de carne vermelha por causa de seu menor teor de gordura.
Por exemplo, o teor de gordura no frango é de apenas 11%, enquanto a carne de porco contém cerca de 45% de gordura. Além disso, o teor de gordura saturada da carne vermelha é quase três vezes o da carne branca.

Proteína

Em suma, cem gramas de peito de frango tem cerca de 29,80 g de proteína, enquanto a mesma quantidade de carneiro e porco contém 22,51 g e 27,55 g de proteína, respectivamente.

Nesse caso, o consumo de carne branca será benéfico, pois seu corpo pode absorver apenas 74% da proteína da carne vermelha e 80% da proteína da carne branca.

Continua após a publicidade

Nutrientes

A carne vermelha é rica em niacina, vitamina B12, riboflavina e tiamina, bem como em ferro e minerais como zinco e fósforo. Embora a vitamina B12 auxilie na boa saúde dos nervos e assegure que os glóbulos vermelhos funcionem adequadamente, o zinco é responsável pelo fortalecimento do sistema imunológico.

8 mitos e verdades sobre as carnes vermelha e branca

1. Comer carne vermelha causa câncer? MITO

Quando se trata de uma conversa sobre carne e câncer, é crucial diferenciar entre carnes processadas e não processadas. As carnes processadas incluem frios, cachorros-quentes, presunto, bacon, salsichas, etc. Em suma, qualquer coisa que não seja um corte real do próprio animal.

Essas carnes processadas contêm ingredientes que têm sido associados ao câncer, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). No entanto, carnes processadas e carnes não processadas não são a mesma coisa. Da mesma forma, há poucas evidências de que comer carne não processada aumenta o risco de câncer.

2. A carne apodrece no cólon? MITO

Algumas pessoas que seguem um estilo de vida vegano ou vegetariano costumam dizer que os seres humanos não foram feitos para comer carne vermelha pois ela apodrece no cólon.

No entanto, não há base científica para essa crença. A verdade é que os ácidos estomacais e as enzimas decompõem a carne antes que ela vá para o intestino delgado. Lá, a carne é dividida ainda mais, e as proteínas são divididas em aminoácidos e em ácidos graxos. De lá, esses ácidos se movem para a corrente sanguínea, que carrega esses nutrientes por todo o corpo.

Por outro lado, o que realmente apodrece no cólon, são as plantas. Mas isso não é necessariamente ruim, pois o processo de fermentação (apodrecimento) ajuda a criar bactérias boas. Isso, por sua vez, ajuda a manter a saúde geral do microbioma equilibrada, de acordo com especialistas.

3. A carne de frango é menos gorduras que a carne vermelha? VERDADE

A carne de frango por exemplo, é um alimento com baixo teor de gordura em comparação com a carne vermelha. Mas, isso não quer dizer necessariamente que é mais saudável.

Isso porque as galinhas consomem uma dieta rica em grãos e uma dieta cheia de herbicidas, pesticidas e, em última análise, nada que a galinha ou você deva comer.

Além disso, a maioria das galinhas criadas em fazendas são injetadas por hormônios cultivados para engordá-las mais rapidamente. Ademais, as condições de superlotação tornam esses animais doentes que podem ser tratados com antibióticos e outras drogas. E, acredite ou não, você também ingere essas substâncias.

Portanto, apesar de ter menos gordura que a carne vermelha, a carne branca deve ser totalmente orgânica e livre de pesticidas e outras drogas para ser mais saudável que a outra.

4. A carne vermelha causa doenças cardíacas? MITO

Primeiramente, é verdade que uma pesquisa identificou um composto dentro da carne vermelha chamado L-carnitina, que quando decomposto, pode aumentar a aterosclerose e, portanto, o risco de ataques cardíacos.

No entanto, outros estudos argumentam que as doenças cardíacas e outras doenças crônicas são causadas por inflamação em todo o corpo, que pode ser atribuída a outras fontes dietéticas, incluindo açúcar processado, grãos e gorduras trans, diferente da carne vermelha que é um alimento milenar e tradicional na dieta humana.

5. A carne vermelha aumenta o risco de diabetes? MITO

Em um estudo que observou mais de um milhão de pessoas, os pesquisadores descobriram que não há ligação entre comer carne vermelha não processada e diabetes tipo 2.

No entanto, é importante ter em mente que esta pesquisa envolveu carnes não processadas , ao invés de variedades processadas, como frios, hambúrgueres, bacon e etc.

6. Consumir carne faz você ter mais energia? VERDADE

Em suma, a carne contém gordura saturada, portanto quando você consome carne você ganha mais energia para realizar suas tarefas e manter seu corpo abastecido.

No entanto, muitos de nós acreditam erroneamente que a gordura alimentar leva à gordura corporal. E esse não é necessariamente o caso da gordura animal, incluindo as encontradas na carne.

Em vez disso, os açúcares da dieta, quando não produzem energia, ficam no corpo em formato de gordura. E esse pode ser o verdadeiro culpado pelo aumento do ganho de peso prejudicial à saúde, obesidade e diabetes.

Portanto, a carne é uma boa fonte de proteína animal e que pode até diminuir a ingestão geral de calorias ao longo do dia, tornando mais fácil perder peso.

7. Comer carne causa deficiência de cálcio? MITO

Muitas pessoas acreditam que comer fontes de proteína pode aumentar os níveis de ácido no sangue e tirar o cálcio dos ossos. E embora isso possa acontecer em cenários de curto prazo, não é o caso em situações de longo prazo.

Na verdade, muitos associam uma dieta que inclui proteína animal a um risco menor de osteoporose e fraturas ósseas.

8. O peito de frango tem menos gordura que outras partes do frango? VERDADE

Em suma, o peito de frango quando está desossado e sem pele tem menos gordura do que os pedaços mais escuros de carne. No entanto, a carne escura é rica em ferro e zinco, em comparação com o peito de frango. Além disso, outras partes do frango são muito mais saborosas que o peito.

Então, agora que você sabe os mitos e as verdades sobre as carnes, leia também: Boi Wagyu: os cuidados especiais com a carne mais cara do mundo

Próxima página »

Escolhidas para você