Curiosidades

Catarro no ouvido – Causas, sintomas e tratamentos da condição

O acúmulo de catarro no ouvido, ou otite média secretora, é comum especialmente em crianças com menos de 2 anos e pode levar à surdez

Por P.H Mota

O acúmulo de catarro no ouvido acontece especialmente em crianças que ainda não completaram 2 anos de idade. A condição, também chamada de otite média secretora, se desenvolve principalmente pelos estágios iniciais tanto do sistema imunológico como da orelha da criança.

Além de causar bastante desconforto, o volume de catarro também pode levar a dores de ouvido, bem como alguns problemas auditivos. Dessa maneira, a criança pode acabar até mesmo tendo problemas para desenvolver a fala, uma vez que não escuta bem.

Em alguns casos, a presença de secreções na região também pode provocar gripes, resfriados e rinite alérgica.

Causas e sintomas de catarro no ouvido

Catarro no ouvido - principais causas, sintomas e tratamentos da condição
CDC

Os principais sintomas da condição são desconforto, chiados frequentes e dificuldade para ouvir, além de sensação de ouvido entupido. Também é comum que o paciente possa sofrer com perda de apetite, vômitos, febre e liberação de secreção com mau odor da região.

Continua após a publicidade

A condição também pode provocar dores, o que geralmente é o principal indicativo em casos de crianças muito pequenas, por exemplo. Isso porque elas ainda não sabem expressar ou diferenciar os outros sintomas, e podem indicar o incômodo apenas por meio do choro.

Geralmente, a condição se desenvolve por conta da presença de vírus ou bactérias na área, o que leva a inflamações locais. Além disso, rinite, sinusite e outras alergias, assim como gripes e resfriados frequentes também podem favorecer o acúmulo de catarro no ouvido.

O diagnóstico preciso deve ser feito por ou pediatra ou otorrinolaringologista, a partir da avaliação dos principais sintomas e de exames que observam a vibração do tímpano, por exemplo.

Problemas auditivos possíveis

Catarro no ouvido - principais causas, sintomas e tratamentos da condição
Insider

A presença de catarro no ouvido pode trazer algumas complicações que vão além da dificuldade de audição e problemas da fala decorrente desse problema. Isso porque os canais auditivos obstruídos provocam não apenas problemas de audição, mas também podem afetar a saúde de outras maneiras.

Continua após a publicidade

Quando não tratada corretamente, essa forma de otite pode evoluir para infecções mais graves. Dessa maneira, o nervo responsável por enviar estímulos auditivos para o cérebro pode ser comprometido gravemente. Ou seja, o acúmulo de catarro pode levar até mesmo à surdez.

Tratamento

Catarro no ouvido - principais causas, sintomas e tratamentos da condição
Dan Boater

A princípio, o tratamento consiste na eliminação do catarro acumulado no ouvido, além de tentar aliviar os sintomas. A partir daí, o paciente pode sentir alívio das dores, além de voltar a escutar normalmente.

Esse objetivo pode ser conquistado a partir do uso de remédios corticoides, que atuam tanto na redução das inflamações como no combate aos sintomas. Por outro lado, em casos que o acúmulo é causado por alguma infecção bacteriana, o tratamento também pode ser feito com antibióticos.

Em alguns pacientes, os sintomas podem permanecer mesmo após o uso dos remédios indicados. Nessas situações, pode ser necessário um procedimento cirúrgico baseado na inserção de um dreno no canal auditivo, que drena o catarro e impede novos acúmulos.

Continua após a publicidade

Como prevenir o catarro no ouvido

Catarro no ouvido - principais causas, sintomas e tratamentos da condição
Norton Children’s

Em crianças pequenas, a principal forma de evitar um quadro de otite média secretora é amamentação. Isso porque o leite materno garante a transmissão de anticorpos que podem combater infecções no bebê.

Além disso, outras práticas também ajudam a reduzir o risco. Entre elas, por exemplo, está a redução do uso de chupeta e o distanciamento de fumaças tóxicas, como a do cigarro.

Práticas básicas de higiene e saúde, como lavar as mãos corretamente e manter as vacinas em dia também são maneiras eficientes de evitar as infecções, especialmente para crianças com menos de 2 anos de idade.

Fontes: Tua Saúde, Direito de Ouvir, OtoVida, Médico Responde

Continua após a publicidade

Imagens: Emergency Physicians, CDC, Dan Boater, Insider, Norton Children’s

Próxima página »

Escolhidas para você