Cientistas captam sinal de rádio vindo de estrela a 95 anos-luz

Ainda não é motivo de comemoração, mas é possível, mesmo remotamente, que astrônomos tenham detectado um sinal de rádio vindo de uma civilização avançada fora da Terra. Pelo menos essa é uma das várias possibilidades de explicação para um pulso forte, vindo da estrela HD 164595, na constelação de Hércules.

Conforme os cientistas, a tal estrela é bastante parecida com o nosso Sol, apesar de ser um pouco mais velha, e está há 95 anos-luz de distância de nós. O fato é que já se tem conhecimento de pelo menos um planeta, mais ou menos do tamanho de Netuno, que dá volta em torno dela a cada 40 dias.

Foram os Russos que detectaram o misterioso sinal de rádio, vindo dessa direção, no dia 15 de maio de 2015. Mas, o que está desanimando mesmo até os mais entusiastas é que o sinal só durou por dois segundos e nunca mais se repetiu.

5

 

Isso, além de desanimador, impossibilitou que os estudiosos distinguisse se o sinal de rádio se tratava de uma banda estreita, o que indica a possibilidade de ser artificial; ou de uma banda larga, com uma provável fonte natural. Para complicar ainda mais, o sinal foi detectado dentro da faixa reservada para uso militar.

3

Sinal de rádio e as possibilidades

E, voltando ao que dissemos no início da matéria, o sinal de rádio detectado pode ser qualquer coisa, desde um satélite passando pelo céu, até um sinal natural amplificado vindo de algum ponto mais distante que o da irmã gêmea de nosso Sol. E, claro, em última e remota hipótese, pode também se tratar de uma transmissão alienígena… mas isso é praticamente impossível para os astrônomos.

2

Só para que você tenha ideia da falta de importância que o sinal de rádio captado tem para os cientistas, ele está no estágio 2 da escala Rio, criada para ajudar a comunicar à imprensa potenciais descobertas. A escala vai de 0 a 10.

Por que só agora?

E, se você está se perguntando porque essa notícia só está sendo divulgada agora, mais de um ano após o acontecimento, a resposta é simples: um artigo sobre o sinal de rádio detectado será apresentado no Congresso Internacional de Astronáutica, que será realizado no final de setembro, na cidade mexicana de Guadalajara.

1

Mas, ao que tudo indica, a comunidade científica, embora pretenda investigar o caso e continue observando a estrela HD 164595, prefere não criar falsas esperanças. Este é um episódio curioso, mas não conta com evidências consistentes o suficiente para dizer que se trata da primeira forma de comunicação com uma civilização fora de nosso planeta.

Mesmo assim, a história é intrigante, não? E, se você se interessa por esse tipo de assunto, muito provavelmente vai gostar de ler também: Arquivos sobre ufologia são liberados na internet pela CIA.

Fonte: Folha de São Paulo