Curiosidades

Cirurgias plásticas pelo SUS: veja quais você pode fazer de graça

A cirurgia plástica ofertada pelo SUS é destinada a pacientes com doenças, deformidades e em casos específicos. Veja como obter o benefício.

A era das cirurgias plásticas, com certeza, é essa em que estamos. Porém, esses tipos de procedimentos estéticos aqui no Brasil são mais comuns entre pessoas com melhores condições financeiras.

Contudo, o que você não sabe é que também é possível realizar cirurgias pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e de graça.

Dentre as cirurgias gratuitas que o SUS oferece estão a cirurgia de redução do estômago e a de redução da mama. Porém, ainda existem diversas outras além destas que você vai conferir neste artigo.

Cirurgias gratuitas que podem ser feitas pelo SUS

Os principais procedimentos realizados pelo SUS são:

  • Reconstituição de lábio leporino;
  • Cirurgia de mudança de sexo;
  • Abdominoplastia (correção da flacidez e redução da pele após perda de peso);
  • Vasectomia e laqueadura;
  • Gastroplastia (redução do estômago);
  • Otoplastia (correção de orelhas de abano);
  • Gigantomastia (redução das mamas);
  • Ginecomastia (crescimento anormal das mamas em homens);
  • Fendaplaslatina (correção de pálpebras enrugadas nos olhos);
  • Catarata;
  • Reconstrução das mamas após retirada de câncer;
  • Deficiências ou deformidades no rosto;
  • Queimaduras que levaram a deformações.

11 cirurgias plásticas que podem ser feitas pelo SUS gratuitamente

1. Cirurgia de fenda palatina

Em suma, a fenda platina é um problema genético, o qual é causado por uma deformação na região da boca e no nariz da pessoa.

2. Cirurgia de lábio leporino

Semelhante à fenda palatina, este também é um problema genético, porém ele pode atingir os dentes e também a gengiva.

3. Cirurgia de mudança de gênero

Esse procedimento objetiva a inclusão social, e é realizado em mulheres que não se identificam com o corpo que têm. Com efeito, a cirurgia modifica os órgãos e também os seios.

4. Cirurgia de otoplastia

Essa cirurgia é realizada para quem nasce com as orelhas muito afastadas do rosto e gostaria de mudar a aparência. Aliás, essa cirurgia não é estética, mas pode ser considerada como reparadora, quando tenta corrigir um defeito, ou também, de estética, quando se pensando na busca pela harmonia de forma, volume e posição.

5. Cirurgia de gigantomastia

Esse procedimento é para mulheres que têm os seios muito grandes, e por motivos de saúde, precisa reduzir a mama. Esse procedimento, aliás, é conhecido como cirurgia de redução de mama.

Como resultado, a cirurgia de redução evita problemas na coluna por conta do excesso de peso dos seios. Ademais, ela pode ser feita quando o médico ortopedista avaliar e confirmar que a saúde dela está sendo prejudicada pelo tamanho dos seios.

6. Cirurgia de silicone mamário

Essa cirurgia é indicada para mulheres que tiveram câncer de mama. Basicamente, é feita em mulheres que retiraram o seio ou parte dele por conta do câncer.

Caso a cirurgia tiver sido tranquila e a paciente estiver em condições para um novo procedimento, o implante será feito logo após a retirada do tumor nos seios.

7. Cirurgia de gastroplastia

Atualmente, essa é a cirurgia com maior procura no SUS. Para quem não conhece por esse nome, ela também é chamada por cirurgia bariátrica, ou de redução de estômago.

Em geral, recomenda-se esse procedimento para casos mais graves de obesidade. Dessa maneira, busca reduzir o tamanho do estômago da pessoa, de modo que ela consuma menos alimentos.

Essa cirurgia é um dos métodos mais efetivos para o emagrecimento, e qualquer pessoa que tiver o IMC acima de 35, está apto a fazer o procedimento.

8. Abdominoplastia

Essa cirurgia, em quase todas as vezes se torna necessária, após a gastroplastia. Pois a abdominoplastia consiste na remoção cirúrgica do excesso de pele abdominal.

Portanto, recomenda-se esse tipo de cirurgia para as pessoas que passaram por uma intensa perda de peso e consequentemente desenvolveram uma grande flacidez corporal.

Contudo, para a pessoa conseguir fazer a cirurgia, ela deve provar que o problema existente influencia em seu bem-estar.

9. Vasectomia

Em suma, a vasectomia é um procedimento cirúrgico em específico para os homens. Ela é um método contraceptivo muito seguro, ou seja, ela torna o homem estéril.

E, ao contrário do imaginário popular, essa cirurgia não provoca distúrbios de ereção. Além disso, a cirurgia, não interfere na produção de hormônios masculinos nem em seu desempenho sexual.

Em poucas palavras, é uma cirurgia que interrompe a circulação dos espermatozoides produzidos pelos testículos e conduzidos para os canais diferentes que terminam na uretra. Ademais, essa cirurgia é reversível.

10. Laqueadura

Essa cirurgia tem o mesmo objetivo que a vasectomia, mas tem como alvo as mulheres. No entanto, de acordo com a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), sua eficácia é de 99%.

Basicamente, essa cirurgia bloqueia, liga ou corta as tubas uterinas, prolongamentos que conectam o útero aos ovários. Assim, ela impede que os espermatozoides e óvulos se encontrem e gerem o embrião.

11. Reparo de lesões causadas por violência doméstica

Infelizmente, no Brasil, se encontra um quadro estarrecedor quando se fala em violência doméstica. E, de acordo com estatísticas, uma mulher é morta a cada duas horas no território nacional.

Além disso, a cada 5 minutos, uma mulher é vítima de agressão. O país, aliás, fica na posição de 7º lugar em taxas de homicídio feminino no mundo.

O SUS procura ajudar mulheres que sofreram violência física por seus ex, ou atuais parceiros. Assim, os procedimentos que o sistema oferece são cirurgia plástica reparadora e reconstrutiva, tratamento de queimados, bem como cirurgia plástica reparadora para lipodistrofia do portador HIV/Aids e outras.

Cirurgias Plásticas não Cobertas pelo SUS

Há também algumas cirurgias plásticas que não são cobertas pelo SUS, principalmente por se tratar de procedimentos que tenham somente um motivo estético. Essas cirurgias são:

  • Lipoaspiração
  • Preenchimento labial
  • Implante capilar
  • Rinoplastia
  • Lipoescultura
  • Aplicação de silicone
  • Remoção de sinais e manchas
  • Outras cirurgias estéticas

O que é o SUS?

O SUS é o Sistema Único de Saúde, ou sistema público de saúde que oferece acesso total e equitativo à saúde para todo brasileiro.

Ele existe para atender brasileiros com baixa renda, que não tem planos de saúde, ou não possuem condições financeiras suficientes. Além disso, ele é universal, ou seja, não deve fazer qualquer distinção entre os usuários. Inclusive, estrangeiros que estiverem no Brasil e por algum motivo precisarem de alguma assistência de saúde, podem utilizar de toda rede do SUS gratuitamente.

Desse modo, qualquer cidadão consegue fazer as cirurgias pelo SUS. Entretanto, o procedimento não pode ser só pela estética, ou seja, ele deve ter como propósito maior a saúde e a qualidade de vida do paciente.

Como conseguir uma cirurgia pelo SUS?

O atendimento via SUS varia de região para região, e em algumas cidades nem todos os tipos de cirurgias são cobertos. Aliás, para conseguir as cirurgias pelo SUS, primeiramente o paciente deve ser avaliado. Então, só depois que o médico concluir que o procedimento é indispensável, será possível fazer a cirurgia.

Todavia, as etapas não acabam por aqui. Depois de verificar se o interessado se encaixa em todos os pré-requisitos, o paciente entra em uma fila de espera, que pode durar semanas, meses e até anos.

Além disso, caso não haja hospitais disponíveis na cidade, o paciente será encaminhado para uma clínica na cidade mais próxima para a realização da cirurgia.

Por isso, muitas pessoas acabam optando pelo atendimento particular. Há também duas opções para realizar a cirurgia: por meio de empréstimos, os quais os bancos costumam cobrar juros altos; ou, então, de consórcios.

Então, essa matéria tirou todas as sua dúvidas sobre as cirurgias estéticas? Pois, conheça também um pouco sobre a história do SUS, o que é? Como surgiu e como funciona o serviço de saúde

Próxima página »

Escolhidas para você