Curiosidades

Como foram os reinados dos outros reis Charles?

Os reis Charles I e Charles II da Inglaterra governaram em épocas diferentes e de maneiras peculiares. Conheça suas respectivas histórias.

O verdadeiro nome escolhido por Charles III, o atual monarca britânico, após a morte de Elizabeth II, remonta a personagens que viveram há cinco séculos. O novo rei da Grã-Bretanha teve a oportunidade de escolher entre um de seus quatro nomes: Charles Philip Arthur George, mantendo o primeiro.

Confira a história dos reinados dos outros Charles neste artigo!

Reinado de Charles I

Nascido em 19 de novembro de 1600, em Dunfermline, Escócia, Charles I era o segundo filho de Jaime I. Tornou-se herdeiro do trono após a morte de seu irmão mais velho, Henrique. Por causa disso, ele foi feito Príncipe de Gales em 1616.

Em 1623 viajou para a Espanha para negociar seu casamento com a Infanta Maria, porém, sua família recusou esta aliança. Assim, Charles I casou-se com a princesa francesa Henrietta Maria. Dessa forma, a Inglaterra e a França formaram uma aliança contra a Espanha.

Continua após a publicidade

Foi em 1625 quando o príncipe se tornou rei e casou-se com Enriqueta María, com quem teve dois filhos, Charles II e Jacobo II. O casamento não foi isento de controvérsias, já que ela era católica e suas crenças colidiam com os súditos protestantes de seu marido.

Isso levou a uma guerra civil e confrontos diretos com o Parlamento britânico, que ele desfez de governar sem ele por 11 anos. O governo de Charles I caracterizou-se pelo absolutismo estrito e pela imposição do culto anglicano, com perseguição aos opositores.

Principais eventos

Um dos conflitos mais fortes em que esteve envolvido foi com a Escócia, país onde tentou impor a liturgia anglicana. Isso causou tumultos pelos presbiterianos escoceses.

Charles I foi incapaz de reprimir a rebelião, então em 1640 ele convocou o chamado Parlamento Curto para recrutar um exército e arrecadar o dinheiro necessário.

Continua após a publicidade

Após várias disputas, o Parlamento ordenou a prisão e execução do Arcebispo de Canterbury, William Laud e Sir Thomas Wentworth, 1º Conde de Strafford, que eram conselheiros de Charles I. A partir de 1641 isso forçou uma maior liberdade de crença para os escoceses, além de outras reformas menos rígidas.

No entanto, uma série de disputas levou à primeira batalha da Guerra Civil Inglesa eclodindo em 23 de outubro de 1642 , em Edgehill. Após uma série de derrotas contínuas, o rei Charles I se rendeu ao exército escocês em 5 de maio de 1646.

Em junho de 1647, ele foi entregue ao Parlamento Inglês, mas depois escapou para a Ilha de Wight, onde foi preso.

Em 20 de janeiro de 1649, o julgamento contra o rei começou em Westminster. Embora se recusasse a se declarar culpado, em 27 de janeiro foi condenado à morte por ser um tirano, um assassino e um inimigo da nação. Três dias depois, Charles I foi decapitado em Whitehall, Londres.

Continua após a publicidade

Reinado de Charles II

O filho mais velho de Charles I nasceu em maio de 1630 e veio a se destacar por sua altura de 1,88 metros, seu charme e engenhosidade.

Após a execução de seu pai, ele foi feito rei da Escócia como Charles II em fevereiro de 1649, mas um ano depois ele teve que fugir para a França após a derrota da Escócia na Batalha de Dunbar contra Oliver Cromwell.

Principais eventos

Em 1662, casou-se com Catalina de Braganza (1638-1705) e tiveram três filhos que morreram poucos anos após o nascimento. Fora do casamento, Charles teve muitas amantes, chegando a ter 16 filhos ilegítimos. Além disso, ele foi apelidado de Old Rowley, um dos garanhões favoritos da realeza.

Também conhecido como o Monarca Alegre, ele escolheu viver uma “grande vida”, frequentemente se esgueirando no iate The Royal Escape. Em 1685 ele sofreu um derrame e morreu 4 dias depois, aos 54 anos. Ele foi enterrado na Abadia de Westminster. Por fim, ele foi sucedido ao trono por seu irmão mais novo, James I.

Continua após a publicidade

Charles III

Desde os 3 anos de idade, Charles III é herdeiro do trono, tornando-se o próximo mais antigo na linha de sucessão na história britânica. Charles já havia assumido alguns dos compromissos da rainha este ano, pois sua saúde preocupou o suficiente para cancelar alguns de seus compromissos, incluindo a Abertura Estadual do Parlamento.

Tanto Charles quanto o príncipe William priorizaram as tarefas da rainha. Com efeito, ambos foram ativados como Conselheiros de Estado, a quem a rainha delegava seu poder soberano para fins específicos, e eram obrigados a estar ainda mais disponíveis para essas funções.

Confira a biografia completa de Charles III aqui!

Fontes: G1, Jovem Pan, CNN, Veja

Continua após a publicidade

Leia também:

Entenda a linha de sucessão ao trono britânico

O que vai acontecer depois que a Rainha Elizabeth morrer?

Rainha Elizabeth tem passagem secreta para bar em seu castelo

Continua após a publicidade

O discurso da Rainha Elizabeth, feito há 30 anos, para a 3ª Guerra Mundial

Príncipe Philip, quem foi? Biografia do marido da Rainha Elizabeth II

Próxima página »

Escolhidas para você