Como resolver contas de multiplicação em segundos, usando método japonês

Você ainda tem pesadelos com a tabuada dos primeiros anos de colégio? Se isso ainda é um trauma em sua vida e se as contas de multiplicação ainda são um desafio para você, exatamente por esse problema, temos a solução para sua existência!

Aliás, quem tem a solução são os japoneses. Isso porque esse pessoal, lá do outro lado do mundo, tem um método muito mais eficiente na hora de resolver contas de multiplicação.

Ao invés de montar as continhas como nós aprendemos na escola e que consiste em encaixar algarismo abaixo de algarismo, (seguindo a ordem: unidade, dezenas, centenas, milhares e assim por diante), eles transformam as contas de multiplicação em uma espécie de gráfico com linhas.

2

Para isso, os japoneses também olham para a operação de um jeito diferente do nosso quando a conta consiste encontrar o resultado da multiplicação entre números com dois ou mais algarismos. Eles desconsideram o número inteiro e se atêm aos algarismos de forma separada. Por exemplo, o número 355 é visto como 3,5,5 na hora de montar o gráfico.

Ficou meio confuso aí? Não se preocupe porque o método japonês é muito fácil e vai mudar sua vida de hoje em diante com relação à matemática. Abaixo, você aprende, detalhadamente, como executá-lo. E, para finalizar, no final da matéria, tem um vídeo bem explicadinho, do Manual do Mundo, que não deixa dúvidas sobre tudo isso.

Como resolver contas de multiplicação em segundos, usando método japonês?

– Caso 1

Se a conta consistir em multiplicar um número de um só algarismo por outro número de um só algarismo, tudo que você tem a fazer é criar um gráfico com linhas equivalentes aos números da conta. Por exemplo, na multiplicação 2 x 7, cria-se primeiro, duas linhas paralelas, para representarem o número 2. Depois, cria-se outras 7 linhas, para representar o número 7, cortando as duas primeiras linhas.

34

Para calcular o resultado, basta contar o número de vezes que os dois conjuntos de linhas entrar em intersecção, ou seja, se tocaram:

5

Logo, o resultado é 14. E descobrimos isso sem tabuada. Você percebeu?

– Caso 2

E quando um número de dois algarismos é multiplicado por um número de apenas um algarismo, como 12 x 3? Você vai fazer, basicamente, a mesma coisa que no exemplo anterior, sempre considerando número por número.

Então você faz 3 linhas paralelas correspondentes ao número 3. No sentido contrário, cortando as linhas que você acabou de fazer, você vai criar, em uma das extremidades, 1 linha (para o número 1) e, na outra extremidade, 2 linhas (para o número 2):

6

Para encontrar o resultado, você vai continuar contanto o número de vezes que as linhas se cruzaram, mas agora vai se ater às intersecções por colunas. Assim, na primeira coluna, as linhas se cruzaram 3 vezes, e, na segunda, 6 vezes.

7

O resultado não é a somatória desses números, mas o dois número juntos, formando um só numeral. Logo, o resultado final é 36. Entendeu?

– Caso 3

O exemplo de agora, embora envolva uma conta com a mesma quantidade de números que a anterior, mostra o que fazer quando a somatória de um dos lados de intersecção resulta em um número de dois algarismos.

Mas, primeiro, vamos resolver a operação conforme manda o figurino. Monte o gráfico, conte as intersecções.

8

Como você percebeu, as linhas da coluna da direita se tocaram 12 vezes. Nesse caso, você precisa de mais um truque para chegar ao resultado final correto: é preciso pegar o primeiro número desse par, nesse caso a dezena (representada pelo 1) e somá-la ao numeral da outra coluna, que vai dar 5 (4+1).

9

Assim, o resultado final dessa conta vai ser 52. Conseguiu acompanhar?

– Caso 4

E quando os dois números da conta são formados por dois algarismos ou mais? Você vai repetir o mesmo processo das demais vezes. A diferença é que agora seu gráfico vai ficar maior, com 4 grupos de linhas ou mais.

Já, com relação à somatória de lados que se tocam, a conta fica um pouco diferente. Você vai contá-los considerando com uma só coluna o grupo que estiver um de frente para o outro, como mostra a imagem. Daí é só contar, como já ensinamos e fazer as alterações necessárias, caso um dos resultados das intersecções resulte em um número com dois algarismos.

10

Assim, depois de juntar os três números resultantes, chegamos à conclusão de que 12 x 15 é igual a 180.

Conseguiu entender direitinho como funciona o método japonês para resolver contas de multiplicação? Caso ainda tenha dúvidas, o vídeo abaixo vai saná-las.

Assista:

E, se você ainda NÃO se cansou de matemática, precisa conferir ainda: Apenas 6% do mundo acerta esse cálculo matemático. Você consegue? e O desafio matemático que adultos não conseguem resolver.

Fontes: Dave Hax, Manual do Mundo, Hypeness