Viagem

Como tirar o visto para os Estados Unidos [passo a passo]

Tirar o visto para os Estados Unidos não é nenhum "bicho de 7 cabeças", mas muita gente não sabe por onde começar. Conheça o passo a passo.

Atualizado em 23/01/2019

Viajar para “terra do Tio Sam” é o sonho de muita gente. No entanto, para visitar o país não é só fazer as malas e partir. Antes de mais nada, é preciso fazer a solicitação do visto para os Estados Unidos, uma etapa que deixa muita gente morrendo de medo.

Como você já deve saber, é somente com o visto que se tem permissão para entrar e permanecer no país. Mesmo que sua viagem seja só por alguns dias, de férias, por exemplo.

O problema é que, além da fama de ser algo difícil de se ter acesso, muita gente nem imagina por onde começar para correr atrás do visto para os Estados Unidos. É por isso que preparamos a lista abaixo com o passo a passo para conseguir essa autorização legal das autoridades americanas.

Rascunho automático

Novas regras

As regras listadas abaixo estão todas de acordo com o novo sistema de emissão de vistos para os Estados Unidos. A regra entrou em vigor em 2012, com a intenção de tornar o processo mais rápido, menos difícil e de reduzir as longas filas de espera.

Basicamente, a solicitação do visto consiste em duas etapas presenciais: o recolhimento de dados biométricos no CASV e a entrevista no consulado ou na embaixada. A seguir você entende como funciona cada uma dessas etapas.

Como tirar o visto para os Estados Unidos:

1. Formulário DS-160

Rascunho automático

Se você quer tirar o visto para os Estados Unidos, o primeiro passo é preencher o formulário DS-160. Ele está sempre disponível online, nesse link.

Ele deve ser preenchido em inglês e as informações devem ser atualizadas. No caso de algum dado irreal ou incorreto, o processo de retirada do visto volta ao zero.

Embora todas as perguntas sejam feitas também em inglês, o site conta com um mecanismo de tradução das perguntas. Isso facilita muito a compreensão de quem não domina a língua estrangeira.

A dica, nessa etapa, é sempre salvar cada uma das etapas concluídas do formulário. Isso evita que a página expire e que você tenha que preencher tudo novamente, desde o início.

2. Taxas a serem pagas

Rascunho automático

Para o visto de visitante sem a exigência de petição (mais exatamente dos tipos B1/B2, C1/D, F, M, J, I, TN, TD), a taxa a ser paga pela solicitação (MRV) é de 160 dólares. Aqui você consegue se informar melhor sobre as taxas de outras modalidades de visto.

O pagamento da taxa pode ser feito com cartão de crédito pelo site do agendamento. Também é possível pagar por telefone ou em dinheiro, em qualquer agência do Citibank ou por boleto bancário.

Com o novo sistema, essa é a única taxa a ser paga. Não existe mais cobranças por agendamento ou pelo envio do passaporte.

3. Agendamento de entrevista

Rascunho automático

Depois de confirmado o pagamento da taxa de solicitação do visto para os Estados Unidos, já é possível agendar a entrevista. Normalmente, essa confirmação leva uns dois dias.

Para o agendamento, é preciso ter em mãos o número de identificação do boleto do DS-160, chamado “nosso número”;  e o recibo de pagamento da taxa MRV. É possível marcar a entrevista pelo telefone, no call center; ou pelo site.

Caso você opte por agendar pelo site, é preciso fazer seu cadastro antes. Nele é preciso incluir seus dados pessoais, informar o número do passaporte e escolher a forma de entrega do passaporte. O tempo de espera depende muito do local escolhido.

Você também precisa agendar a data para a coleta dos dados (foto e impressões digitais) nos Centros de Atendimento ao Solicitante de Visto USA (CASV). Essa etapa, aliás, é feita antes da entrevista.

4. CASV

Rascunho automático

O passo seguinte, então, é comparecer – da data marcada – em um dos CASVs (veja aqui alguns endereços) para a coleta dos dados biométricos. Eles vão completar a solicitação do seu visto para os Estados Unidos.

Para isso, você precisa levar o passaporte válido e a página de conformação do formulário DS-160 impressa.

Pessoas maiores de 66 anos ou menores de 15 anos estão dispensados dessa etapa. Nesses casos, é possível levar uma fotografia 5×7 e a página de confirmação do formulário impressa no centro de atendimento.

5. A entrevista

Rascunho automático

A entrevista é feita na embaixada ou em um dos consulados americanos. No dia, é preciso apresentar o passaporte válido e a página de confirmação do formulário, com o código de barras, impressa.

Novamente, solicitantes até 16 anos ou com mais de 65 anos também não precisam passar por essa etapa. No entanto, eles podem ser convocados, caso a embaixada ou o consulado julguem necessário.

Com relação à entrevista, a dica é para que se mantenha a calma e diga a verdade sobre o que for questionado. Os dados informados também devem bater com o do formulário.

A boa notícia é que cada vez um número menor de brasileiros tem o visto para os Estados Unidos negado. Aliás, dados apontam que aproximadamente 96% dos pedidos hoje em dia são atendidos.

OBS: Caso você esqueça de levar o formulário DS-160 impresso ou o comprovante de pagamento da entrevista, é possível fazer a impressão em comércios próximos ao Consulado. O problema é o preço exorbitante da impressão: 20 reais por página impressa.

Ou seja, contando que o formulário tenha duas páginas e o comprovante de agendamento da entrevista tenha três, é possível que você gaste cerca de 100 reais pelas impressões. Então, cheque sua documentação antes de sair de casa nesse dia.

6. Entrega do passaporte

Rascunho automático

Caso seu pedido seja aprovado – e, como vimos, a maioria é -, você poderá receber o passaporte com o visto para os Estados Unidos em casa. Também é possível recolhê-lo no CASV escolhido, dependendo da opção apontada na hora do agendamento da entrevista.

A entrega do passaporte também pode ser feita por transportadora. Nesse caso o tempo costuma ser bem menor.

Nesse link aqui você confere outras informações sobre o assunto.

Mais dúvidas?

Caso a gente não tenha respondido todas as suas dúvidas, o governo americano mantém centrais telefônicas que ajudam os solicitantes. Nessa página (clique), você tem acesso aos números para os quais é possível ligar e saber mais sobre pagamento de taxas, realização de entrevistas e assim por diante.

Rascunho automático

Também é possível obter mais informações sobre a retirada do visto para os Estados Unidos pelo Skype. Basta você procurar pelo usuário USVISABRAZIL.

Existem também uma página com as perguntas mais frequentes sobre o assunto, na internet. Você pode acessar o link aqui.

Agora que você já sabe o que fazer, o que está esperando para tirar seu visto americano? Ou conhecer os States não está em seus planos? Comente!

E, falando em vistos, caso você queira viajar por outros lugares antes de ir aos Estados Unidos, esse outro post pode trazer uma boa notícia: 103 países para onde você pode viajar sem visto por ser brasileiro.

Fonte: Melhores Destinos

Por <a href='https://segredosdomundo.r7.com/author/renata/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Thamyris Fernandes</a>
Por Thamyris Fernandes
Jornalista pela PUC Goiás. Já flertou com assessoria de imprensa, passou um tempo em jornais impressos e encontrou na internet seu habitat natural. Basicamente, uma taurina curiosa. Gosta de vinho, café, livros, um bom papo e aconchego. Ama o que faz e faz o que ama por aqui. Instagram: @thamyriscf