Notícias

Coração de d. Pedro I no Brasil para o Bicentenário da Independência

O governo tem agenda de atividades para relembrar a trajetória do Brasil nesse período, sendo uma delas a exposição do Coração de D. Pedro I.

Nesta semana, o coração de Dom Pedro I chegou ao Brasil, onde ficará exposto, no Palácio do Itamaraty, em Brasília, em comemoração aos 200 anos da Independência do Brasil.

Segundo o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, o órgão ficará no Brasil 20 dias para a celebração do bicentenário, regressando ao Porto no dia 09 de setembro.

Chegada do coração de D. Pedro I

O avião com o coração de D. Pedro I, pousou na Base Aérea de Brasília pouco antes das 10h da manhã do dia 22 de agosto 2022. É a primeira vez que o coração sai de Portugal desde a morte de d. Pedro I, há 187 anos.

O órgão ficará em exibição “controlada” até às comemorações do bicentenário da independência, no dia 07 de setembro.

Continua após a publicidade

O coração de D. Pedro regressa à cidade do Porto no dia 09 de setembro, ficando novamente em exposição nos dias 10 e 11 de setembro, antes de voltar a ser guardado.

Como foi feita a conservação do órgão?

O Coração de D. Pedro I é preservado em um recipiente com uma solução mista de formol. De 10 em dez 10, a Prefeitura do Porto realiza a troca do líquido usado para a conservação do órgão. ´

Continua após a publicidade

Seria quase possível dizer que o órgão está guardado a sete chaves, mas na verdade são necessárias cinco delas para acessar o recipiente onde o coração está. Além disso, para garantir o máximo de cuidado com o órgão, seis pessoas participam do procedimento.

Por que o coração de D. Pedro I fica em Portugal e o corpo no Brasil?

Os restos mortais de Dom Pedro I, exceto o coração, foram transferidos para São Paulo e sepultados no Monumento à Independência, no Ipiranga, zona sul, em 1972. Contudo, o coração permaneceu em Porto após um pedido do próprio monarca.

Continua após a publicidade

“O rei Dom Pedro IV, horas antes de morrer em 24 de setembro de 1834, no Palácio de Queluz onde nascera, chamou para junto de si a Imperatriz Dona Amélia, a quem manifestou o desejo de que seu coração fosse entregue à cidade do Porto como prova de reconhecimento pelos devotados sacrifícios que os portugueses haviam feito. Ficou decidido que este importante tesouro da cidade ficaria depositado na Capela Mor da Igreja da Lapa, em um sarcófago protegido por cinco chaves”, disse Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto.

Bicentenário da Independência do Brasil

Em 2022, o Brasil comemora 200 anos da sua independência. Aliás, o país conta com a parceria dos portugueses para celebrar o Bicentenário da Independência.

Assim, o ano terá uma extensa comemoração que começou em janeiro e vai até dezembro. No calendário, eventos culturais e exposiçãos e rodas de conversa tomam o palco em terras brasileiras e portuguesas.

Por fim, as festividades incluem também os cem anos da primeira travessia aérea do Atlântico Sul feita por Sacadura Cabral e Gago Coutinho. Além disso, se comemora o centenário do nascimento do escritor português José Saramago.

Continua após a publicidade

Fontes: CNN, Uol

Então, achou este conteúdo interessante? Pois, leia também:

Moedas comemorativas dos 200 anos da Independência
Independência do Brasil – 5 segredos sobre o 7 de setembro
Por que a Independência do Brasil é comemorada no dia 7 de setembro?
A origem dos 80 sobrenomes mais comuns do Brasil

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você