Curiosidades

A origem dos 80 sobrenomes mais comuns do Brasil

Vindos de vários lugares e com os motivos mais distintos vamos ver os detalhes referentes aos 80 sobrenomes mais comuns do Brasil.

Quando o assunto é os sobrenomes mais comuns do Brasil você, com certeza, pensa no mínimo em uns três ou até mais que isso. Porém, a maioria não sabe a origem desses nomes que estampam o registro de nascimento e outros documentos obrigatórios.

Por ser um País de colonização, o Brasil teve imigrantes de diversos lugares do mundo, principalmente de Portugal durante os séculos 18 e 19. Por isso, a maioria dos sobrenomes são de origem estrangeira.

Origem dos sobrenomes

Durante o século XII e antes desta época também, apenas o nome era essencial na sociedade. Contudo, quanto mais a população crescia mais difícil ficava de reconhecer um indivíduo em meio a uma conversa.

Por exemplo, seria muito confuso pedir para um funcionário fazer a cobrança de uma dívida de uma pessoa que tinha o mesmo nome que outras 10 que moravam na mesma região. Além disso, coisas simples como assar recados também não seria fácil. Sendo assim, questões geográficas tiveram grande relevância para o sobrenome.

Continua após a publicidade

Portanto, um “Maria Oliveira” seria alguém que vivia perto de vários pés de oliva. Ou um “Joaquim da Rocha” que morasse próximo a maior pedra do local. Ademais, também levaram em conta características como “Franco” e “Severo”.

Lista de sobrenomes mais comuns do Brasil

Vindos de vários lugares e com os motivos mais distintos vamos ver os detalhes referentes aos 80 sobrenomes mais comuns do Brasil.

Continua após a publicidade

1 – Martins

No Brasil e no Portugal o sobrenome Martins é bastante comum. Com origem na Espanha, o sobrenome se destrincha em “Martim” ou “Martino”. Portanto, em latim quer dizer “guerreiro, homem marcial, belicoso”.

Além disso, significa também Marte, o deus romano da guerra. No começo da colonização no Brasil, a família Martins chegou no País. Atualmente, aproximadamente 1,5 milhão de brasileiros têm este sobrenome nas carteiras de identificação.

Continua após a publicidade

2 – Oliveira

É impossível não lembrar de Oliveira quando se fala de sobrenomes mais comuns no Brasil. Sendo assim, este sobre tem como origem Portugal. O motivo de sua existência é a quantidade de árvores de azeitona. Por isso, o sobrenome Oliveira pertencia às pessoas que possuíam grandes plantações de olivas.

O primeiro a obter este sobrenome, por exemplo, foi Pedro Oliveira. Um homem rico de Évora. Ou seja, uma Cidade famosa pela grande quantidade de olivais. Cerca de 3,8 milhões de pessoas no Brasil possuem o sobrenome Oliveira com maior número no Nordeste do País.

3 – Silva

Pode entrar um dos sobrenomes mais comuns do Brasil, Silva. Muito popular no nosso País e também em Portugal. Em latim, quer dizer floresta ou selva. Silva teve origem em uma família nobre no Reino de Leão, sendo assim, uma das antigas monarquias ibéricas  na Torre e Honra de Silva.

Já no Brasil, Silva passou a ser sobrenomes de escravos e filhos de pessoas que não sabiam sua origem. Ademais, aqueles que queriam se desvincular da Europa com uma nova vida também adotaram este sobrenome. Aproximadamente 5 milhões de pessoas usam Silva.

Continua após a publicidade

4 – Rodrigues

Com um número superior a 2,4 milhões de pessoas no Brasil que possuem o sobrenome Rodrigues, tem origem em Portugal. Portanto, significava “filho de Rodrigo”. Ou seja, o “es” de Rodrigues queria dizer filiação. Além disso, o sobrenome também é muito comum nos Estados Unidos da América (EUA) em regiões com maior concentração de pessoas hispânicas. No entanto, ao invés de Rodrigues, usa-se Rodriguez.

5 – Almeida

Almeida é de origem Árabe e quer dizer glória. Aproximadamente 1,5 milhões de pessoas usam este sobrenome no Brasil. O nome chegou ao nosso País por meio de Portugal, que era o Castelo da família Almeida.

6 – Cardoso

Famoso também por ser um dos sobrenomes mais comuns do Brasil, tem como origem Portugal desde os anos 1100. Cardoso vem de uma espécie de plantas espinhosas com o nome Cardos.

O sobrenome quer dizer na íntegra “habitante de local onde os cardos são abundantes”. Ou seja, aqueles que viviam perto de várias espécies dessa planta. Cerca de 700 mil pessoas possuem o sobrenome Cardoso no Brasil.

Continua após a publicidade

7 – Gonçalves

Com um número superior a 700 mil pessoas no Brasil que possuem o sobrenome Gonçalves, tem origem em Portugal. Portanto, significava “filho de Gonçalo”. Ou seja, o “es” de Gonçalves queria dizer filiação. Portanto, a palavra vem da era medieval que significa combate.

8 – Santos

Como o próprio sobrenome já sugere vem da palavra latina sanctus, ou seja, quer dizer santo. Sendo assim, cerca de 4 milhões de brasileiros possuem Santos na carteira de identificação. Contudo, há também a variação de “Dos Santos” que acumula um número superior a 706 mil pessoas. 

Com origem em Portugal, as pessoas que nasciam em primeiro de novembro, o Dia de Todos os Santos, recebiam este sobrenome. Com a colonização no Brasil, vários adotaram o nome por se instalarem na Bahia de Todos os Santos.

Além disso, escravos que moravam por ali depois da abolição da escravatura, em 1888, também receberam este sobrenome. Por isso, se tornou um dos sobrenomes mais comuns do Brasil. 

Continua após a publicidade

9 – Freitas

Freitas tem origem em Portugal. As primeiras famílias com este sobrenome chegaram ao Brasil por morar em locais com muitas rochas. O motivo disso é que vem do latim que quer dizer pedregulho. Com isso, aproximadamente 700 mil pessoas no Brasil possuem o sobrenome Freitas. 

10 – Ribeiro

Como o nome já sugere, Ribeiro significa passagem de rio, pequena passagem de água ou rio pequeno. Sendo assim, receberam este sobrenome as pessoas que moravam em locais com estas características. Ademais, tem como origem a Península Ibérica. Um número superior a 1,5 milhões de pessoas no Brasil tem este sobrenome.

11 – Souza

Aproximadamente 2,6 milhões de pessoas no Brasil possuem Souza no documento de identificação. Por isso, é um dos sobrenomes mais comuns no Brasil. Já a variação Sousa chega aos 830 mil brasileiros.

Os dois sobrenomes possuem o mesmo significado, que é a rocha. De origem portuguesa, representava as pessoas que moravam próximo à beira do rio Sousa, no Norte de Portugal. Uma das primeiras pessoas a obter este sobrenome foi o nobre Dom Egas Gomes de Sousa, em 1305.

Continua após a publicidade

12 – Marques

Com um número superior a 800 mil pessoas no Brasil que possuem o sobrenome Marques, tem origem espanhola. Portanto, significava “filho de Marcos ou Marcus”. Ou seja, o “ques” de Marques queria dizer filiação. 

Este sobrenome tem uso desde os primeiros anos da colonização do Brasil. Além disso, eram originários do espanhol Márquez e sua descendência.

13 – Gomes

Com um número superior a 1,6 milhões de pessoas no Brasil que possuem o sobrenome Gomes, tem origem espanhola. Portanto, significava “filho de Gomes ou de Gomo”, que significa homem de guerra. 

A maioria das pessoas com este sobrenome no Brasil se localizam na Região Nordeste do País. Ademais, Gomes possui variações que têm maior uso em países hispânicos como, por exemplo, Gomez.

Continua após a publicidade

14 – Fernandes

Com mais de 1,2 milhões de pessoas no Brasil que possuem o sobrenome Fernandes, tem origem espanhola. Portanto, significava “filho de Fernando”, que significa homem ousado para atingir a paz.  Sendo assim, também é um dos sobrenomes mais comuns do Brasil.

15 – Ferreira

Este sobrenome demonstrava aquelas pessoas que habitavam regiões cheias de ferro. Com isso, Ferreira tem origem em Portugal e existe desde o século XI.

Uma das primeiras pessoas com este sobrenome foi Rui Pires de Ferreira. Além disso, as famílias com Ferreira na linhagem colonizaram primeiro no Estado de Alagoas. Atualmente, um número superior a 2,3 milhões de pessoas no Brasil tem este sobrenome.

16 – Carvalho

Cerca de 1,3 milhões de pessoas usam este sobrenome. Carvalho representa resistência e longevidade. Ou seja, as mesmas características da árvore que possui o mesmo nome. Sendo assim, tem origem em Portugal em regiões que existem grandes quantidades de carvalhos.  

Continua após a publicidade

17 – Alves

Com um número superior a 2,2 milhões de pessoas no Brasil que possuem o sobrenome Alves, tem origem nórdica. Sendo assim, quer dizer guerreiro elfo ou exército de elfos ou filho do guerreiro elfo.

Quando o sobrenome chegou à Portugal, redefiniu o sentido devido aos filhos de Álvaro. Além disso, também era uma abreviação de Alvares. Por isso, significa o que tudo vigia, cuida, protege e defende. 

Ademais, a família Alves chegou ao Brasil no século 18. Os primeiros Estados brasileiros a aderir o sobrenome foram Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Pará. 

18 – Machado

Como o sobrenome já sugere, é referente àqueles que construíam machados para as mais diversas atividades. Como, por exemplo, em batalhas ou cortar lenha. O sobrenome tem como origem Portugal e no Brasil mais de 800 mil pessoas usam Machado nas carteiras de identificação.  

Continua após a publicidade

19 – Pereira

Aproximadamente 2,2 milhões de pessoas utilizam Pereira como sobrenome no Brasil. Tem origem em Portugal. Surgiu por conta de uma terra privada famosa pelo nome de Pereira devido à quantidade de pés de pêra na propriedade.

Sendo assim, o proprietário dela, Francisco Pereira Coutinho, veio ao Brasil em 1534 depois de ganhar uma capitania hereditária na Bahia. Depois disso, o sobre ganhou força na linhagem. 

20 – Lopes

O sobrenome tem origem na Espanha com sua escrita original como Lopez. Sendo assim, significa corajoso, filho do lobo e vitorioso. Se deriva do latim, lupus, que quer dizer lobo. Um número superior a 1,2 milhões de brasileiro usam Lopes como sobrenome. 

21 – Vieira

Vieira nasceu em Portugal devido a um local bem famoso com o mesmo nome. O sobrenome ganhou força ao sair das províncias de Vieira do Minho e Vieira de Leiria. Além disso, significa molusco e concha que produz pérolas. No Brasil, mais de 1 milhão de pessoas usam o sobrenome Vieira.

Continua após a publicidade

22 – Nascimento

Este sobrenome era bastante popular em Portugal para aqueles que nasciam em 25 de dezembro devido ao nascimento de Jesus Cristo. Por isso, várias famílias possuíam este sobrenome.

Contudo, não queria dizer que poderia ter alguma relação sanguínea umas com as outras. Portanto, mais de 1 milhão de pessoas possuem o sobrenome Nascimento no Brasil. 

23 – Lima

O sobrenome veio por conta do Rio Lima, que começa na Espanha e vai até o norte de Portugal. Sendo assim, o primeiro a aderir o nome foi o português Dom João Fernandes de Lima, conselheiro do Reino e patriarca de uma das principais famílias do País, no século 15. 

Outras pessoas que nasceram perto do Rio Lima também adotaram o sobrenome. Quando o nome chegou ao Brasil, também se espalhou pelo País, ao começar pelo Paraná.

Continua após a publicidade

Portanto, um número superior a 2 milhões de brasileiros usam o Lima na carteira de identificação. Além disso, o sobrenome quer dizer aquele que pertence ao Rio Lima e aquele que atravessou o rio do esquecimento.

24 – Dias

Dias teve origem na Espanha. Um dos primeiros a usar o sobrenome foi o espanhol Diez e quer dizer “filho de Diego”. Cerca de 1 milhão de brasileiros usam Dias na carteira de identificação. Por isso, se tornou também um dos sobrenomes mais comuns do Brasil.

25 – Nunes

Teve origem em Portugal. Sendo assim, o sobrenome surgiu no País no século XIII. Porém, a escrita era distinta. Ou seja, Nunes era escrito como Nunho. Por isso, significa “filho de Nuno” e é o motivo de existir o “es” como os outros sobrenomes com filiações. 

26 – Costa

O sobrenome tem como origem a Grécia. Ou seja, um País que usa bastante o nome Kosta. Sendo assim, significa aquele que pertence à natureza de alguém constante. 

Continua após a publicidade

Porém, vários portugueses e espanhóis remeteram este sobrenome também para as pessoas que moravam no litoral. Portanto, queria dizer aqueles que vivem na costa ou que é natural da encosta. 

27 – Teixeira

O sobrenome nasceu em Portugal. Sendo assim, o nome surgiu devido a grande quantidade de teixos. Ou seja, uma árvore com folhas venenosas. Portanto, remete a lugares recheados com esta espécie de planta. 

Por isso, Teixeira significa nascido na área dos Teixos e habitante do local onde há muitos teixos. Cerca de 600 mil brasileiros possuem o sobrenome Teixeira atualmente. 

28 – Ramos

Ramos se tornou um dos sobrenomes mais comuns do Brasil. O sobrenome teve origem em Portugal. Com isso, o primeiro português a usá-lo foi Manuel Francisco Ramos em 1649.

Continua após a publicidade

O motivo foi uma homenagem ao tradicional evento religioso famoso pelo nome de Domingo de Ramos. Além disso, também possui muita utilização na Espanha. Portanto, no Brasil chega a uma frequência de 700 mil pessoas com o sobrenome Ramos.

29 – Santana

Há registros antigos sobre este sobrenome na Itália, Espanha e Espanha. Contudo, ainda não se sabe ao certo sua real origem. Sendo assim, existe a possibilidade de ser uma homenagem para Santa Ana, mãe da Virgem Maria. 

Além disso, os bebês que nasciam no dia de Santa Ana, dia 26 de julho, também recebiam este sobrenome. Na Espanha e na Itália é bem popular Santana ser escrito como Sant’Ana ou Sant’Anna. No Brasil, mais de 700 mil pessoas usam este sobrenome. 

 30 – Moreira

O sobrenome veio de Portugal e aqui no Brasil cerca de 800 mil pessoas o usam nas carteiras de identificação. Sua origem tem relação com a freguesia de Santa Maria de Moreira. Hoje, é famosa como Moreira do Castelo. 

Continua após a publicidade

Esse sobrenome significa aqueles que vivem perto da árvore de amoras. Ou seja, Moreira conduzia a lugares com plantações destas frutas. 

31 – Mendes

O sobrenome tem como origem a Península Ibérica de Portugal e Espanha. Mendes tem relação com o nome de uma pessoa conhecida como Menendo, que quer dizer sacrifício total.

Além disso, o “es” do sobrenome pode sugerir também filiação. Ou seja, “filho de Mendo”. Na Espanha o sobrenome Mendez também é muito comum. Já no Brasil, Mendes tem um alcance superior a 700 mil pessoas. 

32 – Andrade

Andrade surgiu em uma família que morava no reino da Galiza entre a Espanha e Portugal. O sobrenome significa topônimo do reino da Galiza. No nosso País, mais de 900 mil pessoas utilizam Andrade nas carteiras de identificação. Por isso, é um dos sobrenomes mais comuns do Brasil. 

Continua após a publicidade

33 – Rocha

Este sobrenome tem como origem a França. Rocha surgiu da palavra francesa Rocque e tem o mesmo significado que conhecemos. Sendo assim, o sobrenome remete a pessoas que moravam em locais rochosos na França e ficou popular pelo mundo. No Brasil, aproximadamente 1 milhão de pessoas utilizam Rocha na carteira de identificação. 

34 – Soares

Este também é um dos sobrenomes mais comuns no Brasil. Por isso, quase 1,2 milhões de brasileiros o usam. Soares tem como origem Portugal. Além disso, o “es” do sobrenome pode sugerir também filiação. Ou seja, “filho de Soeiro”. Portanto, significa pastor de suínos. Sendo assim, remetia ao filho do pastor de suínos ou filho do protetor.  

35 – Barbosa

Barbosa tem origem espanhola e quer dizer local cheio de árvores. Ou seja, remetia as pessoas que viviam em locais bem arborizados. Como, por exemplo, alguma fazenda que era fácil encontrar a planta barbosa pseudococos. No Brasil, mais de 1 milhão de pessoas utilizam este sobrenome. Ruy Barbosa é um desses brasileiros. 

36 – Magalhães

Este sobrenome tem origem em Portugal. O primeiro a usar foi Afonso Rodrigues Magalhães. Portanto, o sobrenome de sua família foi a inspiração para a Torre de Magalhães, em São Martinho de Paço Verde, termo da Barca, na região tradicional do Minho, no norte do País europeu. 

Continua após a publicidade

37 – Amaral

O sobrenome Amaral vem de Portugal com origem no Solar do Amaral, em Viseu. Além disso, nasceu devido à grande quantidade de sálvia que em castelhano se chama amaros. O sobrenome chegou ao Brasil entre os séculos XVII e XVIII. Portanto, um dos famosos pintores com este nome é Tarsila do Amaral. 

38 – Bernardes

Um dos sobrenomes mais comuns no Brasil é o Bernardes. Tem origem Alemã. Sendo assim, vem de bern que significa urso e hard que quer dizer forte. Ou seja, se designava a quem tinha grande força física. O sobre também é bastante famoso na Espanha, mas é escrito Bernadez. 

39 – Domingues

Tem como origem a Espanha. Portanto, o “es” de Domingues queria dizer filiação. Ou seja, significa “Filho de Domingos”. Na Espanha é bastante comum o sobrenome ser escrito como Dominguez. 

Sendo assim, como o sobrenome já sugere, quer dizer “aquele que nasceu no domingo”. A ex-jogadora de futebol Milene Domingues representava esta categoria de nomes. 

Continua após a publicidade

40 – Dourado

Este até pode ser um sobrenome estranho, mas é muito comum aqui no país. Ele nasceu em Portugal por meio de uma família pequena que se mudou para o Recife, no Brasil. A expansão foi tão grande que agora é um dos sobrenomes mais comuns do Brasil. Dourado significa tronco forte. 

41 – Feitosa

O sobrenome tem como origem Portugal. Feitosa significa terra de muitas plantas. Sendo assim, remetia às pessoas que viviam em locais com esta característica. Também é um dos sobrenomes mais comuns no Brasil.

42 – Tavares

Tavares nasceu em Portugal como vários de outros já citados acima. Portanto, também possui um significado, que quer dizer origem geográfica. 

43 – Castro

Este sobrenome tem como origem a fronteira entre Portugal e Espanha. Do latim castrum, a palavra Castro significa castelo, forte ou fortaleza. Com isso, se tornou um dos sobrenomes mais comuns do Brasil ao chegar no País. 

Continua após a publicidade

44 – Reis

O sobrenome tem origem religiosa e veio de Portugal. Sendo assim, possui relação com os 3 reis magos que visitaram o menino Jesus logo após nascer. Surgiu entre os séculos 16 e 17. Devido a essa homenagem aos reis, várias pessoas com este sobrenome não possuíam ligação sanguínea. 

Portanto, várias famílias Reis foram para o Brasil. Em 1749, por exemplo, o capitão Domingos dos Reis e Silva se casou em Minas Gerais. Um dos famosos da atualidade com este sobrenome é o cantor Nando Reis.

45 – Duarte

Duarte tem origem francesa com o nome francê Edouart, que era a forma antiga de Eduardo. Sendo assim, significa guardião de riquezas.

Eduardo foi o nome do rei de Wessex, na Inglaterra, em 874. Contudo, ficou popular em Portugal com o rei Dom Duarte I, em 1391. O sobrenome passou para o reino de Aragão, na Espanha. Em seguida, foi para as Astúrias. 

Continua após a publicidade

O sobrenome veio para o Brasil através de colonizadores espanhóis e portugueses no século 18. A atriz Regina Duarte é um ótimo exemplo desta descendência. 

46 – Fonseca

Este sobrenome veio de Portugal devido ao senhorio da Fonseca, em São Martinho de Mouros, próximo do Rio Douro. Como o nome já sugere, quer dizer Fonte Seca. As famílias Fonseca vieram para o Brasil no século XVI.

O maior número de registros com este sobrenome foi no Rio de Janeiro nos dois primeiros séculos de colonização. O marechal Manuel Deodoro da Fonseca é um desses descendentes.

47 – Mendanha

Tem como origem a Espanha. No entanto, no País Mendanha é escrito como Mendaña. Sendo assim, ficou muito popular entre os séculos 9 e 12. Mendanha possui vários significados como, por exemplo, advertir, lembrar ou aquele que há de ser merecedor. 

Continua após a publicidade

Um dos primeiros a possuir este sobrenome foi João de Mendanha. Ele morou em Biscaia, na Espanha, em 1430. Porém, o sobrenome veio para o Brasil somente no século 17. 

48 – Siqueira

Um dos sobrenomes mais comuns do Brasil, Siqueira ou Sequeira veio de Portugal. Por isso, significa sequeiro, lugar seco ou com pouca água. Sendo assim, se referia às pessoas que viviam em regiões com estas características. 

Um dos primeiros a possuir este sobrenome foi Raimundo Viegas de Sequeira. Portanto, o registro foi do século XIII. Contudo, o sobrenome só chegou no Brasil no século seguinte através de Antonio de Siqueira.

Ele era dono dos trabalhos de tabelião, de escravidão da câmara e de órfãos da Vila de Santos.  O maior número de registros com este sobrenome foi no Rio de Janeiro no século XV. 

Continua após a publicidade

49 – Garcia

O sobrenome tem descendência espanhola e portuguesa por surgir entre os dois Países. Garcia possui várias traduções como, por exemplo, urso, menino, príncipe de visão graciosa, penhasco ou rapazote. 

Quando as primeiras famílias Garcia chegaram ao Brasil, povoaram o Estado do Rio de Janeiro e também São Paulo entre os séculos XVI e XVII. 

50 – Novaes

Novaes veio de Portugal escrito inicialmente como Novais. Portanto, o sobrenome significa repouso, que se deixa em pouso durante um ano, ou então, terra nova. Sendo assim, um dos primeiros a usá-lo foi Afonso Fernandes de Novais.

Outras pessoas, parentes de Afonso, tiveram descendência pela Espanha. O sobrenome também foi parar na América do Sul e na África. Com essa amplitude, ficou como um dos sobrenomes mais comuns do Brasil.

Continua após a publicidade

51 – Godoy

Godoy ou Godói surgiu na Espanha e também possui diversas variantes de significado. Como, por exemplo, Deus, Santo, gótico ou godo. O sobrenome só chegou ao Brasil no século 16. Foi Baltazar de Godoy que o trouxe para São Paulo, em 1951.  Uma das personalidades com este sobrenome é o jornalista e ex-árbitro Oscar Roberto Godói. 

52 – Chaves

O sobrenome tem descendência portuguesa. Surgiu devido a Vila de Chaves, em 1160, com o cavaleiro Lourenço Pires de Chaves no século XIII. O sobrenome também chegou à Espanha, no entanto, a escrita é Chávez. Os primeiros registros deste sobrenome no Brasil são de 1732, na Paraíba. 

53 – Leal

Este pequeno sobrenome nasceu entre Portugal e Espanha. Como o nome já sugere, veio devido a algumas ações que representavam uma verdadeira lealdade em batalha ou atividade política.

Sendo assim, significa em conformidade com a lei. Há registros deste sobrenome desde o século 15. Como as pessoas recebiam este sobrenome devido suas ações, naquela época não era necessário ter ligação sanguínea para obtê-los.

Continua após a publicidade

No Brasil, várias famílias Leal chegaram no século 18 em São Paulo, na Bahia e também na Paraíba. Uma atriz famosa que representa este sobrenome é Leandra Leal. 

54 – Aguiar

Aguiar é de origem portuguesa e se tornou um dos sobrenomes mais comuns do Brasil. Sendo assim, significa águia. Ou seja, pessoas que moravam próximo destas aves ou as criavam recebiam este sobrenome.  

Um dos primeiros a usá-lo foi Dom Mendo Peres de Aguiar. O sobrenome chegou ao Brasil por meio de Antônio Coelho de Aguiar, que foi governador-geral do Brasil de 1587 até 1591. 

55 – Mendonça

O sobrenome teve origem na Espanha. Mendonça significa montanha fria. Por isso, surgiu devido a moradores de lugares com esta característica. O sobrenome veio para o Brasil no século 15 através de João Henrique Furtado Mendonça. A cantora Marília Mendonça representa bem esta descendência. 

Continua após a publicidade

56 – Alvares

Teve origem em Portugal. Alvares também possui influência árabe com albâri que quer dizer “o brilhante”. Além disso, tem um pé também na Alemanha com Altwar, que significa casa velha. As primeiras famílias Alvares chegaram em Recife, no Brasil, em 1648. 

57 – Gouveia

O sobrenome veio de Portugal, na vila de Gouveia, província da Beira Alta. O primeiro a possuí-lo foi Nuno Mendes de Gouveia, um senhor de muitas vilas na Beira.

No Brasil, quem trouxe o sobrenome foi Pedro Álvares Cabral, em 1467. Ele era filho de Isabel de Gouveia. Quem ajudou a espalhar também foi Cristovão de Gouveia, em 1583, e Pedro Mendes de Gouveia, em 1631, no Rio Grande do Norte. 

58 – Cabral

Já que falamos em Pedro Álvares Cabral…não podemos deixar de lado este sobrenome que também é um dos mais comuns do Brasil. Com origem em Portugal, significa cabra ou bode.

Continua após a publicidade

Sendo assim, se referia às pessoas que viviam em locais de criação ou pastagem desses animais. Uma das primeiras pessoas a ter este sobrenome é Gil Alvares Cabral. O nome saiu de Portugal e veio para o Brasil no século 15. 

59 – Figueiredo

Figueiredo o Figueredo tem origem em Portugal. Um dos primeiros a obter este sobrenome foi Soeiro Martins de Figueiredo, em 1185. Sendo assim, só chegou ao Brasil no século 17. Portanto, José Álvares de Figueiredo, fundador da Cidade de Boa Esperança, em Minas Gerais. Além disso, veio também o governador-geral do Brasil, Caetano de Brito e Figueiredo. 

60 – Azevedo

O sobrenome surgiu entre os Países, Portugal e Espanha. Sendo assim, Azevedo significa arbusto espinhoso. A pessoas mais antiga a possuir este sobrenome é o Dom Pedro Mendes de Azevedo. Portanto, veio para o Brasil por meio do Dom Gaspar de Zúñiga y Acevedo, em meados de 1595. Ele era o rei da Nova Espanha.

61 – Torres

Torres tem origem espanhola. Como o sobrenome já sugere, significa edifício elevado, mais alto do que largo e lugar fortificado. Também se expandiu para Portugal, em 1528.

Continua após a publicidade

O sobrenome chegou ao Brasil durante o inicio de sua colonização. Os primeiros registros com Torres como identificação foi em Recife. É impossível dizer este sobrenome e não lembrar da atriz brasileira Fernanda Torres.

62 – Araújo

O sobrenome tem origem espanhola após franceses povoarem a vila de Araújo, no reino da Galícia, em 1150. Araújo chegou no nosso País no século 18 por meio de judeus, indígenas, e escravos africanos.

Por isso, se tornou um dos sobrenomes mais comuns no Brasil. Um exemplo de pessoa famosa seria a atriz global, Thaís Araújo.

63 – Queiroz

Queiroz veio da Espanha. O sobrenome apareceu pela primeira vez no solar de Queirós, nas Astúrias. Ou seja, após o filho do príncipe Constantino nascer na região com o nome Pedro Bernardo de Queirós.

Continua após a publicidade

O sobrenome chegou ao Brasil no século 18. Um dos nomes famosos é da escritora Rachel de Queiroz. Sendo assim, se tornou um dos sobrenomes mais comuns do Brasil.

64 – Correia

Correia ou Corrêa tem como origem Portugal. Como o sobrenome já sugere, quer dizer correia, pulseira de couro, cinto, rédea, açoite ou cadarço de sapato. Geralmente, possuíam este sobrenome fabricantes ou comerciantes destes objetos.

O sobrenome chegou ao Brasil no século 17, no Rio de Janeiro, por meio de Salvador Correia de Sá, o “Velho”, Martim Correia de Sá e Salvador Correia de Sá e Benevides.

65 – Pedroso

Pedroso também é um nome estranho e ele teve origem em Portugal. O surgiu devido ao senhorio de Pedroso, na Cidade de Porto. Ou seja, um local cheio de pedregulhos. Na Espanha, o sobrenome ficou popular como Pedrozo ou Pedroza.

Continua após a publicidade

Já no Brasil, chegou primeiro no Rio de Janeiro. Também há registros de escravos no Rio Grande do Sul com este sobrenome como, por exemplo, Belchior Pedroso.

66 – Barros

Barros também é um sobrenome que surgiu em Portugal. O nome veio devido a outra cidade com o mesmo nome. O nome chegou ao Brasil por meio do governador-geral, Cristovão de Barros, em 1572.

Sendo assim, era filho de Antônio Cardoso de Barros que foi morto e comido por índios caetés com o bispo Dom Pedro Fernandes Sardinha. Houve vários registros de pessoas com este sobrenome na Bahia e também no Rio de Janeiro, no século 18.

67 – Alvarenga

O sobrenome veio de Portugal. Os primeiros a usá-lo foi Dom Lourenço, Dom Paio e Dom Pedro Viegas de Alvarenga. O motivo é que eram do concelho que tinha o mesmo nome.

Continua após a publicidade

O sobrenome chegou ao Brasil por meio de Antônio Rodrigues de Alvarenga, em 1531. Portanto, foi um dos primeiros a chegar em São Vicente. Ele teve 10 filhos.

68 – Fagundes

O sobrenome é ibérico. Ou seja, veio tanto de Portugal como da Espanha. Fagundes significa fecundo, eloquente ou aquele que tem facilidade em falar. O sobrenome chegou ao Brasil no século XIX através de família lusitanas.

Fagundes também fez parte de famílias de escravos africanos e judeus convertidos. Uma pessoa famosa com este sobrenome é o ator global Antônio Fagundes.

69 – Bezerra

Bezerra também é ibérico. Sendo assim, veio tanto de Portugal como da Espanha. Como o sobrenome já sugere, é o filhote de uma vaca. Surgiu durante o século 12. Porém, chegou ao Brasil somente no século 16.

Continua após a publicidade

Uma das primeiras pessoas brasileiras a ter este sobrenome foi o pernambucano Luís Barbalho Bezerra, que esteve na batalha contra holandeses no Nordeste e também foi governador do Rio de Janeiro. Descendentes deste sobrenome são os 3 irmãos e dubladores Ulisses, Wendel e Úrsula Bezerra.

70 – Brito

O sobrenome surgiu em Portugal. Brito veio com várias hipóteses de sua existência. Como, por exemplo, a alusão do nome com o de Beatriz, ou nome de Rios, ou até mesmo a ação de britar e quebrar. Uma das primeiras pessoas a possuir este sobrenome foi Aires de Brito, em 1033.

O sobrenome veio para o Brasil através dos bandeirantes Brito Peixoto no século 17, em Santa Catarina. Famosos também o possuem como o pintor Romero Britto e os atores Kayke e Stéfani Brito.

71 – Viana

Há várias teorias do surgimento deste sobrenome. A primeira seria de que teve origem na Espanha. Sendo assim, significa Bosque ou arvoredo. Em seguida, teria surgido em Portugal. Portanto, quer dizer Viana do Castelo e Viana do Alentejo.

Continua após a publicidade

Além disso, pode ser também que tenha vindo da França por causa da Cidade de Vienna. Ademais, há a possibilidade de ter sido criado na Grécia com significado de coisa de dois dias. Ou seja, foi a mesma quantidade de tempo que levou para construir o tempo da Deusa Ártemis.

Veio para o Brasil no século 18 através de Manuel Nunes Viana. O primeiro Estado brasileiro a receber o sobrenome foi a Bahia. Em seguida, Minas Gerais.

72 – Vasconcelos

O sobrenome é ibérico. Ou seja, veio tanto de Portugal como da Espanha. Chegou ao Brasil, em 1740, por meio do Jerônimo de Ornelas Menezes e Vasconcelos.

Sendo assim, ele foi o primeiro proprietário da sesmaria onde seria construída Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Vários escravos africanos também utilizaram o sobrenome.

Continua após a publicidade

73 – Medeiros

O sobrenome tem origem portuguesa. É bastante comum Medeiros ser seguido pela preposição “de”. O sobrenome significa um monte de feixes de trigo ou palha.

Chegou ao Brasil durante o século 17. Um dos brasileiros com este sobrenome é o cantor Paulo Ricardo Oliveira Nery de Medeiros, o Paulo Ricardo.

74 – Peixoto

O sobrenome veio de Portugal. Peixoto surgiu após uma águia deixar uma truta cair de suas garras próxima as muralhas do castelo de Celorico durante uma falta de mantimentos.

Sendo assim, foi feito o peixe na cozinha para as pessoas comerem e surgiu a lenda da truta. Portanto, as pessoas que encontraram o animal e viram toda a situação receberam nomes como Peixão, Peixoto, Peixota, Pixota e Pexota.

Continua após a publicidade

O sobrenome veio para o Brasil através do Domingos de Brito Peixoto, em Santa Catarina, em 1676. Ele era bandeirante e fundador de Laguna. Em seguida, seu filho, o capitão mor Francisco de Brito Peixoto, começou o processo de exploração e povoamento do Rio Grande do Sul, em 1720.

75 – Freire

Freire tem origem na França e também na Espanha. Sendo assim, significa irmão e teve sua primeira aparição em 1265. Chegou no Rio de Janeiro, no Brasil, por meio de 21 famílias de Freire no fim do século XVII.

76 – Pires

O sobrenome é ibérico. Ou seja, veio tanto de Portugal como da Espanha. Sendo assim, se deriva do nome Pedro, que quer dizer Pedra. Contudo, o uso de Pires é de Portugal, mas Peres e Perez é uma variação na Espanha.

O sobrenome chegou ao Brasil no fim do século 15, em Recife. Um exemplo de artista seria a cantora e dançarina Carla Perez.

Continua após a publicidade

77 – Campos

Campos também é ibérico. Ou seja, veio tanto de Portugal como da Espanha. Portanto, significa campo dos godos e terra de campos. Veio para o Brasil no século 17 por diversas famílias que habitaram os estados do Rio de Janeiro, Bahia, São Paulo e o Mato Grosso.

78 – Pinto

O sobrenome nasceu Portugal. Pinto surgiu devido as grandes batalhas. Sendo assim, pintado ou sujo com sangue. O sobrenome veio para o Brasil chegando primeiro no Rio Grande do Sul, em 1763. Depois se expandiu também na Paraíba, em 1644.

79 – Borges

Borges surgiu em Portugal. Rodrigo Annes ficou famoso por salvar Bourges dos cátaros. Portanto, o povo passou a chama-lo de cavaleiro de Bourges. Em seguida, o chamavam de Burgues e só depois o conheciam como Borges. O sobrenome significa vila ou colina.

Borges chegou no Brasil, em 1760, no Rio Grande do Sul, através de diversas famílias com o mesmo sobrenome. Um exemplo de famoso seria o ator Alexandre Borges.

Continua após a publicidade

80 – Leite

O sobrenome surgiu porque Álvaro Peres gostava bastante de leite fervido e recebeu o apelido de Leite Coito. Ele foi o alcaide-mor de Monforte de Rio Livre, na freguesia de Águas Frias, em Portugal.

Portanto, o sobrenome veio realmente a tona com o neto de Álvaro Peres, o Álvaro Annes Leite. Além disso, algumas pessoas recebiam o nome devido a cor clara da pele.

O sobrenome só chegou ao Brasil em 1531 por meio do explorador e capitão português, Diogo Leite, na Amazônia. Depois seguiu para Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A cantora Cláudia Leitte é um exemplo da fama do sobrenome.

Se você curtiu esse post, leia também sobre: Por que Senor Abravanel mudou o nome de Silvio Santos

Continua após a publicidade

Fontes: Super Abril, Revista Bula, Maiores e Melhores

Próxima página »

Escolhidas para você