Saúde

Cortisol: veja o que é e para que serve o hormônio do estresse

Veja os efeitos do cortisol em sua saúde e o que pode acontecer com níveis insuficientes ou excessivos desse hormônio.

O cortisol é liberado pelas glândulas supra-renais em um padrão rítmico ao longo do dia como parte do ritmo circadiano do corpo. Em suma, é um hormônio importante que tem grande impacto em nosso bem-estar mental e físico, nosso estresse e sono e muito mais. No entanto, poucas pessoas sabem sobre o cortisol e como isso pode afetá-las todos os dias. No post de hoje você entenderá o que é o cortisol, como ele é criado e como afeta o nosso organismo.

O que é cortisol?

O cortisol é um hormônio estimulante e alerta. É o principal hormônio do estresse do corpo – esse é o papel que mais chama a atenção do cortisol. Impulsionado por uma rede complexa que incorpora elementos do sistema nervoso central e do sistema adrenal; o cortisol impulsiona a resposta de luta ou fuga do corpo, na presença de uma ameaça ou estressor.

Embora o cortisol esteja normalmente associado ao estresse, ele desempenha um papel mais amplo no corpo, que inclui funções como regulação dos níveis de açúcar no sangue, metabolismo, memória, inflamação, equilíbrio hídrico e pressão arterial. Na gravidez , o cortisol é necessário para o desenvolvimento do feto.

Como ele é produzido?

O cortisol é produzido pelas glândulas supra-renais, que ficam em cima dos rins. Quando as glândulas supra-renais liberam cortisol, ele viaja pelo sangue por todo o corpo. Quase todas as células do corpo contêm receptores de cortisol, então seus efeitos são variados e de longo alcance.

Continua após a publicidade

Alguns efeitos físicos deste hormônio relacionados à resposta de luta ou fuga incluem:

  • Desencadeia uma liberação de glicose para fornecer energia imediata aos seus grandes músculos;
  • Inibe a produção e a digestão para que a glicose esteja disponível e não armazenada;
  • Estreita as artérias para que o sangue seja bombeado com mais força e rapidez para o coração e os grandes músculos.

O que o cortisol alto causa?

Quando o cortisol no sangue é consistentemente alto por um longo período de tempo você pode começar a sofrer consequências para a saúde. Aliás, dependendo da fonte do excesso deste hormônio, o diagnóstico pode ter um nome mais específico: síndrome de Cushing. Em suma, este é um termo que abrange várias fontes distintas de excesso desse hormônio.

Continua após a publicidade

Alguns sintomas de cortisol alto incluem:

  • Ansiedade
  • Depressão
  • Fadiga
  • Desconforto gastrointestinal, como constipação, inchaço ou diarreia
  • Dor de cabeça
  • Doença cardíaca
  • Pressão alta
  • Irritabilidade
  • Problemas de memória e concentração
  • Problemas reprodutivos como baixa libido, disfunção erétil ou menstruação e ovulação irregulares
  • Dificuldades para dormir
  • Recuperação lenta do exercício
  • Ganho de peso

Como tratar o cortisol alto?

Os medicamentos mais comuns para tratar níveis elevados de cortisol são inibidores de enzimas adrenais, agentes adrenolíticos e antagonistas de receptores de glicocorticóides. Destes, os inibidores de enzimas adrenais são os mais comumente prescritos. Outras opções incluem metirapona e mitotano.

Continua após a publicidade

Gerenciar o estresse também é importante, pois o estresse crônico aumenta os níveis deste hormônio. Isso pode ser mais desafiador do que nunca nos dias de hoje, diante de tantos fatores estressores. Além disso, atividade física regular, meditação e exercícios de atenção plena podem ajudar a reduzir o hormônio do estresse.

O que o cortisol baixo causa?

Se o cortisol alto causa problemas, ter esse hormônio em baixos níveis também pode causar estragos. Desse modo, os sintomas de cortisol baixo incluem:

  • Perda de peso
  • Fadiga crônica
  • Tontura
  • Escurecimento de cicatrizes ou determinadas partes (como cotovelos, axilas e joelhos)
  • Fraqueza muscular
  • Problemas gastrointestinais como náuseas, vômitos e diarreia
  • Perda de apetite
  • Pressão sanguínea baixa
  • Mudanças de humor

Como avaliar os níveis de cortisol?

Você deve testar os níveis de cortisol se tiver sintomas de cortisol baixo ou alto. Níveis altos podem afetar sua frequência cardíaca e níveis de energia. Os sintomas da doença de Addison (baixo cortisol) incluem fadiga extrema, perda de peso, escurecimento da pele, pressão arterial baixa (que pode causar desmaios) e mais.

Além disso, os níveis de ACTH, hormônio que estimula a produção de cortisol, podem estar elevados ou diminuídos, dependendo da causa do cortisol baixo. Outros testes podem ser necessários para diagnosticar esta doença.

Continua após a publicidade

Por outro lado, você também deve buscar um médico quando perceber sintomas da síndrome de Cushing (cortisol alto); como você viu acima, eles incluem obesidade, pressão alta e níveis elevados de glicose no sangue.

Quais os benefícios desse hormônio para o organismo?

O cortisol ajuda a ativar, proteger e defender o corpo quando o corpo está sob ataque, por exemplo, inflamação interna e estressores externos. Quando se trata de inflamação interna, ele ajuda a controlar a inflamação.

Aliás, esta é a razão pela qual medicamentos semelhantes ao cortisol (corticosteróides) são frequentemente prescritos no tratamento de condições inflamatórias como asma, colite ulcerativa, lúpus e algumas formas de artrite.

Por fim, os corticosteróides também são prescritos no tratamento ou manejo do câncer – particularmente cânceres relacionados ao sistema imunológico, como leucemia e linfoma; e durante transplantes de órgãos (para inibir a resposta imunológica do corpo, de modo que um órgão não é rejeitado); e no tratamento da doença de Addison (um distúrbio autoimune que impede as glândulas supra-renais de produzir hormônios suficientes).

Continua após a publicidade

Fontes: Tua Saúde, Vittude, Gntech

Bibliografia

ROSA, Thais G. Influência dos agentes estressores no aumento dos níveis de cortisol plasmático. Trabalho de Conclusão de Curso, 2016. Universidade de Rio Verde (UniRV) .
Seção 2 – Distúrbios Endócrinos e Metabólicos Capítulo 9 – Distúrbios Adrenais. Disponível em: <http://www.msdlatinamerica.com/profissionais_da_saude/manual_merck/secao_02/secao_02_009.html>.

Outros conteúdos sobre hormônios que podem interessar:
Hormônios da felicidade: quais são e como eles podem ser estimulados
Efeitos da adrenalina – Principais reações e funções do hormônio no corpo
Hormônio do amor – Como funciona a ocitocina no corpo humano
Bom humor, como manter? Hormônios do humor e benefícios
Anticoncepcionais com hormônios dobram o risco de depressão

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você