Curiosidades

Desaparecimento das crianças Sodder: 5 irmãos somem em incêndio nos EUA

Cinco filhos do casal Sodder, com idades entre 5 e 14 anos desapareceram no natal de 1945; até hoje não se sabe o que aconteceu com eles.

Como muitos mistérios que permanecem sem solução, a história das crianças Sodder continua a assombrar as pessoas hoje. Na véspera do Natal de 1945, a casa da família Sodder em Fayetteville, West Virginia (EUA), pegou fogo.

Quatro das nove crianças que estavam em casa na época escaparam do incêndio, todavia cinco – Maurice, Martha, Louis, Jennie e Betty – sumiram sem deixar vestígios. Assim, mais de 70 anos depois, ainda restam muitas perguntas sobre o que aconteceu com as crianças Sodder.

Relatos da noite do incêndio incluem um telefonema estranho, uma escada desaparecida, carros que repentinamente pararam de funcionar e muito mais.

Além disso, a família tinha bons motivos para acreditar que seus filhos sobreviveram às chamas. Até hoje, o mistério não resolvido é envolto em dezenas de teorias da conspiração. Saiba tudo neste artigo.

Continua após a publicidade

Telefonema estranho antes da tragédia

Por volta da meia-noite da véspera de Natal de 1945 em Fayette, West Virginia, Jennie Sodder foi acordada por um telefonema. Ao atender, uma mulher perguntou por um homem cujo nome Jennie não reconheceu. A mulher do outro lado deu uma risada estranha e desligou.

Jennie então percebeu que ainda havia luzes acesas na casa. Ela foi para a cama logo depois do marido naquela noite. Ela disse ao mais novo de seus nove filhos para fazer o mesmo, mas eles haviam implorado para ficar acordados até tarde para brincar com seus brinquedos.

Jennie cedeu, mas disse-lhes para se certificarem de apagarem as luzes e trancarem a casa, antes de entrarem. Aparentemente, isso não foi feito.

Continua após a publicidade

Ela voltou para a cama, mas logo foi acordada novamente pelo que parecia uma bola de borracha sendo jogada no telhado. Logo depois disso, enquanto tentava adormecer, Jennie percebeu que seu quarto estava se enchendo de fumaça, ou seja, a casa estava pegando fogo.

O incêndio na casa Sodder

Crianças Sodder: o desaparecimento misterioso de 5 irmãos nos EUA

Ao perceber a fumaça, Jennie gritou pelo marido e o acordou. Em pânico, George e Jennie fugiram de casa enquanto gritavam para as outras crianças fugirem também.

Uma vez do lado de fora, os pais atônitos viram que a casa estava totalmente em chamas. Eles ainda estavam tentando desesperadamente salvar seus cinco filhos que estavam presos lá dentro.

Continua após a publicidade

O quarto onde as crianças dormiam ficava no sótão, então George correu para pegar as escadas e, com sorte, fazer uma rota de fuga para elas pela janela do quarto.

No entanto, quando George correu para a garagem para pegar as escadas, percebeu que elas estavam faltando, apesar de usá-las apenas no dia anterior. Mais tarde, uma investigação descobriu que as escadas haviam sido jogadas em uma vala.

Esquecendo as escadas, George decidiu ligar um de seus caminhões, dirigir até a lateral da casa e usá-lo para subir até a janela. Ele tentou os dois caminhões e nenhum deles deu partida – novamente, os dois haviam funcionado bem no dia anterior.

George também feriu gravemente o braço, ao quebrar as janelas na tentativa de salvar seus filhos, embora já não houvesse esperança de sua sobrevivência.

Continua após a publicidade

O desaparecimento das crianças Sodder

Crianças Sodder: o desaparecimento misterioso de 5 irmãos nos EUA

Os vizinhos entraram em contato com o chefe do Corpo de Bombeiros de Fayetteville um pouco depois da 1h da manhã. A essa altura, já era Natal. Os bombeiros foram informados de que crianças estavam presas lá dentro, mas nenhum caminhão de bombeiros foi enviado até as 8h da manhã – sete horas depois do incidente.

Aliás, o chefe dos bombeiros aposentado, Steve Cruikshank, tentou explicar o atraso. Ele afirmou que o corpo de bombeiros nem tinha sirene naquela época. Quando alguém ligava para relatar um incidente, uma operadora atendia a ligação e despertava um bombeiro, que então teria que falar com os outros bombeiros um por um.

Os pais de Sodder e quatro de seus filhos escaparam. Mas cinco dos filhos do casal, de 5, 8, 9, 12 e 14 anos, nunca mais foram vistos.

Continua após a publicidade

Investigação do caso

Após a tragédia, a investigação não durou muito. Os investigadores alegaram que o incêndio começou como resultado de uma falha elétrica, mas muitos afirmam que, se foi esse o caso, por que as pessoas viram as luzes da árvore de Natal ainda acesas durante o incêndio?

Por outro lado, vários fragmentos de ossos e pedaços de órgãos internos foram encontrados nas ruínas. No entanto, o fogo foi rápido e não deveria ter destruído completamente os restos mortais dos cinco filhos Sodder.

A análise revelou que os “órgãos humanos” eram na verdade um fígado de boi. Mesmo assim os legistas consideraram o caso encerrado, as crianças morreram no incêndio, um incêndio que foi acidental, e a investigação foi finalizada.

Continua após a publicidade

Novas descobertas

O incêndio não foi a única coisa estranha que aconteceu na casa de Sodder na véspera de Natal. Um homem tentou roubar um bloco e atacar a casa, inexplicavelmente cortando a linha telefônica no topo do poste de energia como parte de seu roubo.

Embora a família não tenha conseguido ligar para o corpo de bombeiros devido à ausência da operadora, é curioso como alguém conseguiu ligar para a casa Sodder pouco antes do incêndio. O roubo – e, portanto, o corte da linha telefônica – deve ter ocorrido entre o telefonema e o incêndio, um período de cerca de meia hora.

Muitas coisas aconteceram em um curto espaço de tempo – o roubo, o barulho estranho no telhado e o objeto misterioso – então isso levantou suspeitas sobre uma possível conexão entre esses eventos. No entanto, a teoria permanece sem confirmação.

Continua após a publicidade

Ausência de corpos das crianças Sodder

Crianças Sodder: o desaparecimento misterioso de 5 irmãos nos EUA

De acordo com a família Sodder, nenhum corpo apareceu na casa queimada. O chefe dos bombeiros sugeriu que o fogo estava quente o suficiente para cremar os restos mortais , o que é improvável.

Conforme a ciência, leva de uma a duas horas a 1.400 a 2.000 graus para reduzir um corpo a fragmentos de ossos cremados, e o incêndio em uma casa média mede cerca de 1.100 graus.

Um inspetor de polícia culpou a fiação elétrica pelo incêndio, o que inicialmente não parecia incomum. Mas, no outono, um homem desconhecido parou na casa de Sodder para perguntar sobre o trabalho de transporte.

Continua após a publicidade

Depois de vagar pela casa por algum tempo, ele parou nas caixas de fusíveis nos fundos e disse a George Sodder que eles poderiam iniciar um incêndio algum dia.

Era um comportamento estranho, contudo George já havia pedido à companhia de energia que inspecionasse a casa e eles disseram que os fios estavam em boas condições.

Enquanto a família refletia sobre o incêndio, eles também perceberam que se a fiação defeituosa fosse realmente a causadora da tragédia, era improvável que Jennie Sodder tivesse descoberto as luzes acesas uma hora antes do incêndio.

Desde então, no entanto, a casa foi demolida e coberta de sujeira, dificultando a investigação, apesar de muitos considerarem “fiação defeituosa” a causa do incêndio.

Continua após a publicidade

A busca pelas crianças Sodder

Crianças Sodder: o desaparecimento misterioso de 5 irmãos nos EUA

Seis anos após o incêndio, George e Jennie Sodder ergueram um outdoor no local de sua antiga casa. O outdoor continha fotos de seus filhos desaparecidos, um resumo dos eventos e uma recompensa de US $ 5.000 dólares. Aliás, a recompensa aumentou com o tempo.

Relatos de pessoas que viram os jovens Sodders após o incêndio alimentaram a teoria do sequestro. Uma das primeiras histórias partiu de uma mulher em Charleston, que afirmou ter visto quatro das crianças em um hotel com quatro adultos desconhecidos, todos de ascendência italiana.

Segundo a mulher, os adultos não permitiam que as crianças interagissem com outras pessoas, e o grupo mudou-se no dia seguinte.

Continua após a publicidade

Uma garçonete teria servido o café da manhã para as crianças a cerca de 80 quilômetros de casa. Outra pessoa afirmou ter testemunhado as cinco crianças em um carro enquanto o fogo ainda estava queimando. Essas afirmações foram suficientes para convencer a família de que as crianças ainda estavam vivas.

Provas reais ou falsas?

Crianças Sodder: o desaparecimento misterioso de 5 irmãos nos EUA

Em 1968, Jennie Sodder recebeu um envelope pelo correio com uma nota dizendo: “Louis Sodder. Eu amo o irmão Frankie. Ilil Boys. A90132 ou 35.”

Em anexo estava uma foto com uma visível semelhança com Louis. A família contratou um segundo investigador particular para examinar a origem do envelope, que tinha carimbo do Kentucky, mas nada digno de nota se materializou.

Continua após a publicidade

Na verdade, um detetive que eles contrataram partiu para o Kentucky, mas os Sodders nunca mais tiveram notícias dele.

Por fim e diante de inúmeras tentativas frustradas de explicar o incêndio e o desaparecimento das crianças Sodder, o caso permanece sem solução.

Além disso, a casa que sucumbiu ao fogo naquela noite de natal nunca foi reconstruída. Em vez disso, eles transformaram o terreno em um jardim memorial e cuidaram das flores todos os dias.

George morreu em 1969 e Jennie em 1989. O único membro sobrevivente da família foi Sylvia, a mais nova dos filhos de Sodder, que tinha apenas 2 anos na noite do incêndio.

Continua após a publicidade

Então, achou esta história interessante? Pois, veja também: Besta de Gévaudan: o monstro que aterrorizou a França do século XVIII

Próxima página »

Escolhidas para você