Descubra o que acontece em seu corpo durante um espirro

Um dos atos mais incontroláveis do seu corpo, com certeza, é o espirro. Do nada seu nariz começa a coçar, seus olhos enchem de água e você, sem perceber, fecha seus olhos na hora de espirrar com toda vontade do mundo. Não é bem assim que acontece?

Se você se questiona porque é tão difícil controlar um espirro e como ele acontece, fique sabendo tudo se trata de uma reação involuntária de nosso organismo, quando exposto a partículas ou micróbios suspensos no ar. Interessante, não?

Limpeza do nariz

Isso ocorre porque essas tais partículas causam irritação no interior de nossa narina. O espirro, então, funciona como uma proteção, uma forma de limpar o nariz dessas impurezas, e se trata de um reflexo enviado pelo cérebro quando essa “invasão” é identificada.

Quando isso acontece, então, os pulmões se enchem de ar, os músculos responsáveis pela respiração se contraem intensamente para ter força suficiente para liberar todo o volume de gotículas e impurezas de uma vez só, pelo nariz e pela boca.

Durante um resfriado, por exemplo, os espirros são mais frequentes devido à maior sensibilidade interna da narina, resultante do processo inflamatório. Entendeu?

Espirro fótico

Mas, claro, existe também o espirro de reflexo fótico, que acontece quando se está sob incidência repentina e intensa de luz, especialmente da luz solar. Nesse caso, o nervo ótico envia sinais para o cérebro para fazer com que a retina se contraia.

O espirro, então, se trata (novamente) de um ato reflexo, já que o nervo que acabamos de citar fica bem próximo do trigeminal. Este último é o que recebe os sinais elétricos enviados ao cérebro, fazendo com que ele entenda mal o sintoma e o identifique como uma irritação nasal.

Porque não impedir um espirro

Agora, se você tiver vontade de espirrar, caro leitor, por favor, espirre. Tentar parar um espirro não é boa ideia por causa da pressão que esse ato pode causar internamente.

Só para que você tenha uma pequena noção do que pode acontecer, a velocidade de um espirro pode alcançar 160 km/h. Isso, com certeza, é o suficiente para causar problemas, como a ruptura dos tímpanos.

Viu como os espirros são muito mais complexos que a gente costuma imaginar? Agora, se você não para de espirrar, pode ser que seu problema seja rinite. Se for esse o caso, essa notícia pode ser interessante: Médico brasileiro descobre a cura da rinite alérgica.

Fontes: Revista GalileuBrasil Escola