Efeito colteral recém-descoberto do Tylenol deixa médicos em alerta

Você, com certeza, toma esse medicamento para tudo e sua mãe ou avó sempre têm uma cartelinha desses comprimidos na bolsa. Mas, apesar de ter o consumo popularizado, ser barato e de fácil acesso nas farmácias, os médicos recomendam que as pessoas tomem mais cuidado com o consumo de Tylenol, remédio a base de paracetamol que, com certeza, todo mundo conhece.

Isso porque, apesar de ser bastante eficiente contra a dor, o Tylenol apresenta outros efeitos colaterais poucos desejáveis, como o comprometimento de nossa capacidade de identificar erros e detomar de decisões, como já mostrou um estudo conduzido pela Universidade de Toronto, no Canadá. Isso tudo, sem falar na possibilidade desse medicamento afetar o funcionamento do fígado.

Mas, ao que tudo indica, existe um novo efeito colateral do Tylenol, tão ou mais preocupante, que está deixando os médicos impressionados. Segundos testes recentemente aplicados em voluntários, o remédio tende a deixar as pessoas mais insensíveis a emoções positivas e negativas.

Tylenol x emoções

Para chegar a esta conclusão, os pesquisadores observaram o comportamento de 85 voluntários. Parte deles ingeriram 1.100 miligramas de Tylenol e, os demais, tomaram um placebo qualquer.

Depois de uma hora da ingestão dos comprimidos, os voluntários tiveram que analisar 40 imagens em ordem aleatória, que poderiam ser muito agradáveis, como fotos de gatinhos e crianças; neutras, como um rolo de macarrão sobre a mesa; ou muito desagradáveis, como um vaso sanitário sujo.

Segundo os estudiosos, as pessoas que ingeriram o Tylenol se mostraram 20% menos propensas a classificar as imagens como desagradáveis e 10% menos propensas a classificá-las como bastante agradáveis.

Por que isso acontece?

Os cientistas ainda não sabem afirmar, ao certo, porque o Tylenol tem um efeito tão impactante sobre nossas emoções e porque pode nos deixar insensíveis. Entretanto, eles apostam que a resposta esteja em pesquisas anteriores, que afirmam que o remédio reduz a dor por agir na ínsula, parte do cérebro que influencia as emoções sociais e outras funções relacionadas.

Então, caro leitor, pare de “tomar um remedinho” a cada segundo que sente uma dor. E, se for fazer uso do Tylenol, siga as prescrições do seu médico, não tome este (ou qualquer outro) medicamento por conta própria!

E, falando em médicos e efeitos colaterais de remédios, não deixe de ler também: 5 drogas usadas como remédio no passado.

Fonte: Uol, Exame