Esse é o motivo para você ter o umbigo projetado ou profundo

Seu umbigo faz o tipo clássico, aprofundado; ou é meio esquisitinho, mais para fora? Embora o formato dele, na maioria das vezes, não interfira em muita coisa e seja apenas um detalhe estético, tem muita gente por aí que não gosta muito do segundo estilo, mais projetado, e até recorre a cirurgias plásticas para correção.

Mas, afinal, por que será que existem dois tipos diferentes de umbigos? O que faz com que uma pessoa tenha umbigo para dentro ou para fora?

De acordo com especialistas, a explicação para isso é mais simples que muita gente pensa. Mas, para entendermos direitinho é preciso voltar ao início do umbigo.

Como seu umbigo se forma?

Você deve saber que o umbigo nada mais é que o resultado da cicatrização do rompimento do cordão umbilical na hora do parto. Os médicos ou a parteira costuram cortar o cordão, que servia para alimentar o bebê dentro da barriga da mãe, e  que passa a não servir mais para nada depois do nascimento.

Esse pedacinho que fica colado à barriguinha do bebê é curado durante algumas semanas, em casa, e acaba secando e caindo. Depois disso, o que fica é o umbigo, em versão menor, mas já do jeito que você tem agora.

E o formato?

Mas, ao contrário do que você possa estar pensando, não são os cuidados com a cicatrização que vão determinar o formato do umbigo de uma pessoa. Na verdade, o que faz com que o umbigo seja profundo ou projetado costuma ser a quantidade de tecido cicatricial neste local do corpo.

No caso das pessoas com umbigo projetado, essa quantidade de tecido é maior. Aliás, esse é um caso mais raro. Os umbigos profundos são os mais comuns por aí.

Hérnia umbilical

Embora seja mais raro, os especialistas explicam que existe também um segundo motivo que pode fazer com que o umbigo tenha a forma natural alterada: a hérnia umbilical.

Nesse caso, os músculos do estomago do bebê, que ainda não estão fundidos, acaba formando uma espécie de pico, que podem acabar sendo projetado através da fibra muscular.

Esse problema costuma se resolver em 1 ano, em média, mas se a hérnia não se solucionar em 4 anos é preciso uma cirurgia. Isso, por sua vez, costuma deformar o formato do umbigo.

E você, caro leitor, está satisfeito com o formato do seu? Você já pensou em alterá-lo alguma vez? Há quem diga que, nos Estados Unidos, essa cirurgia reparadora é bem comum e mais de 2 mil casos são registrados por ano. Dá para acreditar?

Agora, falando em umbigos, embora pareça estranho, essa outra matéria tem tudo a ver com o assunto: 14 segredos BIZARROS sobre pelos que você não sabe.

Fontes: Fatos Desconhecidos, Providr