Curiosidades

Semana Santa: o que é e qual o significado da celebração?

Em resumo, a Semana Santa celebra a paixão de Cristo, assim como sua morte e ressureição. Desse modo, conta parte de sua trajetória na Terra.

A Semana Santa marca os calendários anuais, mas será que você conhece a história por trás da data? Em resumo, a essa é uma celebração da paixão de Cristo, assim como sua morte e ressureição. Comumente, é comemorada entre os chamados domingo de ramos e o domingo de Páscoa.

Nesse sentido, essa é uma celebração de origem católica, porém foi incorporada no calendário nacional como outras datas semelhantes. Como exemplo, pode-se citar o Dia das Crianças em outubro, também conhecido como Dia de Nossa Senhora Aparecida.

Entretanto, apesar das raízes católicas, essa é uma data marcada por importantes elementos históricos. Desse modo, a origem da Semana Santa pode ser considerada uma narrativa histórica essencial para compreensão da sociedade atual.

A História da Semana Santa

No geral, a Semana Santa reconta a história da paixão de Cristo, assim como sua morte e eventual ressurreição. Desse modo, conta a trajetória de Jesus Cristo na figura do Messias, enviado à Terra por Deus para auxiliar os humanos.

Continua após a publicidade

Nesse sentido, é importante relembrar que Jesus Cristo teria encarnado na Terra em um período de muita hostilidade. Desse modo, os seres humanos viviam em miséria, guerras, desigualdade social e conflitos. Além disso, acreditavam na figura de um Deus punitivo.

Sendo assim, a ideia de Deus como a figura do Pai Amoroso enfrentou incontáveis dificuldades para ser aceita. Como Jesus Cristo era o maior pregador dessa mensagem, os indivíduos que sentiam-se ameaçados faziam de tudo para O impedirem. Entre esses rivais estava um de seus próprios apóstolos, Judas Escariotes.

Continua após a publicidade

Quando Jesus reuniu doze homens para levar seus ensinamentos às pessoas, Ele já sabia que encontraria um traidor no meio desse grupo. Em outras palavras, Jesus Cristo veio à Terra consciente de toda Sua trajetória, mas também da missão a ser desempenhada.

Consequentemente, quando Judas Escariotes o entregou aos romanos por duvidar que Ele era um enviado de Deus, Cristo estava ciente dos eventos que o esperavam. Assim, o processo que seguiu de Sua crucificação, morte e eventual ressurreição faziam parte de seu destino, além da sua missão de transformação na Terra.

Continua após a publicidade

Origem da Semana Santa

De maneira resumida, a trajetória da história da Semana Santa aconteceu em um período de sete dias. Sendo assim, esse é o principal motivo pela qual a celebração dura esse tempo, de modo a homenagear cada uma das etapas a qual Cristo viveu.

Entretanto, somente em 325 d.C, o Concílio de Niceia instituiu a doutrina da Igreja Católica. Eventualmente, essa instituição foi responsável por criar a Semana Santa de maneira oficial. Desse modo, esse Concílio foi presidido pelo Imperador Constantino e desenvolvido pelo Papa Silvestre I.

Por meio deste, ficou decidido quais seriam os livros sagrados e as datas religiosas. Nesse processo, estabeleceu-se a Semana Santa no período entre o chamado domingo de ramos e o domingo de Páscoa.

Ademais, esse Concílio foi responsável por instituir o Catolicismo como religião oficial do Império Romano. Como consequência, houve uma importante contribuição para a difusão dessa religião no mundo.

Continua após a publicidade

O que acontece em cada dia?

1. Domingo de Ramos

Marca o episódio bíblico da chegada de Jesus em Jerusalém. No caso, o nome está associado à saudação com ramos de palmeiras por parte dos seus seguidores.

2. Segunda-feira Santa

Representa os episódios bíblicos mais importantes para o Cristianismo. Como exemplo, pode-se citar o milagre dos peixes e da multiplicação dos pães.

3. Terça-feira Santa

Prossegue narrando a trajetória de Cristo. Em especial, é celebrado o momento que antecede a morte e a ressurreição Dele. Também, a Quarta-feira Santa narra o momento da traição por parte de Judas Iscariotes, quando ele entrega Cristo às autoridades.

4. Quinta-feira Santa

Refere-se ao processo da cerimônia que antecede a crucificação. Principalmente, é celebrado o evento do Lava-pés e a Última Ceia de Jesus Cristo com seus apóstolos. Do mesmo modo, a Sexta-feira Santa relembra a paixão e morte de Jesus Cristo.

Continua após a publicidade

5. Sexta-feira Santa

É conhecida como Sexta-feira da Paixão. No geral, o feriado nacional se inicia somente nessa data, porém há exceções em alguns municípios brasileiros. É o único dia da Semana Santa considerado feriado, em quase todos os municípios brasileiros.

6. Sábado de Aleluia

Está associada à descida de Jesus à mansão dos mortos. Apesar de não ser ponto facultativo em algumas regiões, há uma vigília na Igreja Católica.

7. Domingo de Páscoa

Na Páscoa, é celebrada a ressurreição de Cristo, concluindo a história de sua trajetória, na perspectiva do Catolicismo.

E aí, gostou de conhecer a história da Semana Santa? Então leia sobre Maktub – Significado do termo com origem na cultura árabe

Continua após a publicidade

Fontes: Brasil Escola | Calendarr | Bola Vip

Próxima página »

Escolhidas para você