Curiosidades

Função soneca – Por que os 10 minutos a mais de sono podem ser ruins?

Você pode até acreditar que a função soneca do seu celular veio para te ajudar, mas na verdade, esses minutos a mais podem te fazer mal.

Quantas vezes você aperta a função soneca do celular antes de levantar e começar realmente o seu dia? Ou você faz parte do time que levanta assim que o despertador toca?

Enfim, se você faz parte do segunto time, parabéns. Saiba que seu hábito é muito melhor para a saúde. Isso mesmo, ficar apertando o soneca não é vantajoso.

Isso porque escolher por dez minutos a mais de sono pode acabar causando uma inércia do sono. Ou seja, um estado de sonolência em que o indivíduo acorda rapidamente de um sono profundo.

Aliás, essa inércia do sono também pode causar uma desorientação na pessoa. Portanto, optar por poucos minutos a mais de sono pode ser uma escolha errada.

Continua após a publicidade

Função soneca

Função soneca - Por que os 10 minutos a mais de sono podem ser ruins?
Fonte: Revistagalileu

Você sabia que alguns especialistas na área do sono indicam que é melhor abrir mão do despertador para acordar de forma espontânea. Isso porque, de acordo com eles, se ainda acordamos com sono é porque o tempo dormindo ainda não foi o suficiente. Ou talvez o indivíduo tenha algum problema de sono.

Portanto, se nem o despertador é recomendado, imagine só a função soneca, né?! Em síntese, dois problemas ocorrem ao optar por esses minutos a mais de sono:

Continua após a publicidade
  • O sono adicional é fragmentado, portanto, possui pouca qualidade;
  • Ou o corpo acaba sendo estimulado a iniciar um novo ciclo de sono, contudo, sem tempo para ser completado.

O resultado disso é óbvio: sono durante o dia e lentidão cognitiva motora.

Ciclo do sono

Função soneca - Por que os 10 minutos a mais de sono podem ser ruins?
Fonte: Medium

O que acontece é que o nosso organismo costuma completar entre 4 e 6 ciclos de sono toda noite. Aliás, é preciso ter registrado que ele começa a se preparar para acordar em torno de duas horas antes de realmente acordar. Somado a isso, quando nós acordamos, o nosso corpo deve estar – em teoria – no último ciclo de REM (Rapid Eye Movement).

Continua após a publicidade

Ou seja, também deve estar em uma fase de sono mais leve, mais superficial. Enfim, durante o sono, a temperatura corporal diminui e começa a aumentar o cortisol – hormônio responsável por regular o sono – e a reduzir a melatonina.

Só que, ao apertar os famosos 10 minutinhos a mais na função soneca, todo esse processo biológico acaba sendo prejudicado, juntamente com a nossa saúde. E isso tudo só porque o nosso relógio biológico sofreu uma alteração durante o sono.

Os quatro estágios do sono

Fonte: Boaforma

Um ciclo de sono tem quatro estágios diferentes.

  • O primeiro e o segundo são estágios leves de sono;
  • O terceiro é um estágio profundo;
  • E o quarto é o REM.

Um ciclo inteiro tem, mais ou menos, de 90 a 110 minutos de duração e todas as suas fases são extremamente importantes para o corpo. As fases não REM, ou NREM, são responsáveis pela integridade do sistema imunológico e pela liberação de hormônios. Aliás, é nela que realmente descansamos.

Continua após a publicidade

Por outro lado, a fase REM é o momento em que entramos no mundo dos sonhos. Porque ela está ligada às nossas memórias afetivas e motoras, além de nosso estado emocional e do aprendizado.

Consequências da função soneca

Fonte: Partmedsaude

Além do sono durante o dia, ficar usando a função soneca aumenta a dificuldade do indivíduo de conseguir sair da cama. Contudo, outras consequências começam a surgir a médio e longo prazo, como:

  • Perda de memória;
  • Irritabilidade;
  • Dores;
  • Taquicardia;
  • Confusão mental.

Em resumo, o melhor a se fazer é ter uma noite de sono completa e levantar da cama assim que o despertador tocar. Uma opção mais saudável é aproveitar para tirar esses minutos de soneca durante a tarde, após o almoço, por exemplo.

Então, gostou da matéria? Em seguida leia: Sono depois de comer – Por que sentimos e como evitar

Continua após a publicidade

Imagens: Noticiasaominuto, Revistagalileu, Medium, Boaforma e Partmedsaude

Fontes: Uol, Pneumosono e Tecmundo

Próxima página »

Escolhidas para você