Curiosidades

Galinha de estimação: como cuidar, raça mais procurada + curiosidades

Cada vez mais, pessoas buscam por algum tipo de animal de estimação mais exótico. Entre as opções, a galinha de estimação ganha adeptos.

Acredita-se que o convívio entre homem e animal começou por volta de 8.000 a 20.000 anos, sendo que essa relação veio se fortalecendo ao longo dos anos. Assim como os antigos egípcios que adoravam gatos, hoje o homem tem a necessidade de ter um animal de estimação. Entre tantas opções, porque não uma galinha de estimação?

Atualmente, criar um animal de estimação vai muito além dos cães, gatos, hamster ou coelhos. A criação de animais exóticos e raros vem ganhando força entre as pessoas. E o que era comum nas cidades do interior, vem ganhando mais adeptos nas cidades grandes com o passar dos dias.

Por isso, aves como, galos e galinhas estão sendo escolhidos como animal de estimação. Inclusive, há uma raça de galinha em especial, que é bastante apreciada pelos adeptos de Pets de aves. Trata-se da silkie, conhecida por ter penas macias que se assemelham aos pelos.

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, é possível sim criar uma galinha de estimação, pois, se criadas com carinho e paciência, elas podem ser muito amorosas e sociáveis.

Por que criar uma galinha de estimação?

Imagem: UOL

De acordo com estudos realizados, foi revelado que as galinhas possuem personalidade própria. Elas conseguem interagir e se comunicar através de gestos, movimentos e sons diferenciados.

Além de ter uma consciência coletiva e um ótimo poder de dedução, as galinhas também sentem medo, ansiedade e empatia, assim como os seres humanos.

Continua após a publicidade

Portanto, as galinhas podem ser bichinhos de estimação interativos e carinhosos com seus tutores, mas para isso, devem ser criados com os devidos cuidados. E não espere que elas ajam da mesma maneira que os cachorros ou gatos, pois elas possuem um temperamento bem diferente.

No entanto, isso não impede que as galinhas sejam carinhosas com seus tutores, e possam interagir e participar de brincadeiras. Da mesma forma, elas podem ser bem úteis em manter a casa longe de pragas como, escorpiões e lacraias.

Como criar uma galinha de estimação

Ter uma galinha de estimação não difere da criação de qualquer outro tipo de animal: é preciso cuidados e carinho. Certamente, ela exige uma atenção diferenciada, assim como cuidados únicos. Por isso, separamos os principais pilares de como criar uma galinha de estimação para você!

Cuidados

Imagens: Mega Curioso

Normalmente, as galinhas são criadas em fazendas, chácaras ou casa com quintal. Apesar disso, a galinha de estimação também pode ser criada em apartamentos, desde que seja adaptado para suas necessidades, tais como:

  • Um pequeno quadrado ou canteiro com grama para ela ciscar, ou suas patas podem criar calos;
  • Se optar por um galo, como animal de estimação, para evitar que incomode vizinhos, mantenha as janelas fechadas no início da manhã;
  • Manter a luz natural dentro do apartamento ao longo do dia;
  • Evite deixar seu bichinho exposto à luz de lâmpadas até muito tarde, pois pode deixar eles estressados, além de afetar seus hormônios.

Saúde e alimentação

Imagem: A senhora do monte

Com relação às vacinas, os pintinhos a recebem logo quando nascem. Depois de crescidos, não há a necessidade de aplicar vacinas ou antibióticos. Pois como seu Pet não vai viver em granjas, juntamente com outras galinhas, não há risco de contrair doenças.

Quanto a alimentação, não dê restos de comida e nem muita ração, pois podem fazer com que acumulem gordura no fígado, já que as rações são ricas em proteínas, para que as galinhas criadas em granjas engordem.

Continua após a publicidade

O ideal é intercalar a alimentação delas entre, ração, folhas verdes rasgadas, milho e quirera, além de manter sempre uma vasilha com água fresca.

Assim, tomando esses cuidados, a saúde de sua galinha de estimação estará segura.

Raça mais procurada de galinha para estimação

Imagem: Hypescience

A raça de galinha mais procurada para ser animal de estimação no mundo é a Silkie, também conhecida como Sedosa. Pois sua plumagem é macia e se parece com pelos. Além disso, costuma botar até três ovos por semana.

A Silkie pode ser encontrada nas cores vermelha, dourada, azul, preta, branca e perdiz. Se bem cuidada, ela pode viver até os 9 anos de vida.

Além de sua aparência exótica, as Silkies são inteligentes, dóceis, calmas, amigáveis e super protetoras, além do costume de adotar filhotes de outros animais como, patos, perus e outras galinhas.

Portanto, as Silkies são animais fáceis de criar e não costumam dar trabalho aos tutores, pois são silenciosas. Com treinamento, conseguem aprender onde fazer suas necessidades.

Continua após a publicidade

Além de serem baratas para manter, são resistentes tanto em tempo quente, quanto frio. No entanto, elas não são fáceis de encontrar.

Um caso curioso

Imagem: Folha Vitória

Tem uma história bem interessante da jornalista Camila Bellon, que mora em um apartamento em São Paulo. Ela adotou uma galinha, a Xixá, quando tinha apenas um mês de nascida. Hoje, Xixá tem um ano, e vive bem com sua tutora e com sua irmã, uma cachorrinha chamada Rosquinha.

Xixá é muito bem cuidada, com uma alimentação saudável, tem seu poleiro e um canteiro gramado na varanda, porém, anda livremente por todo o apartamento.

E para não sujar o apartamento com suas necessidades, Xixá usa uma fralda que sua tutora Camila encomendou direto de uma fazenda nos Estados Unidos. Assim, no final do dia, é só trocar a fralda de sua Pet e o apartamento fica sempre limpinho e cheiroso.

Além de não dar trabalho para sua tutora, ela é bem silenciosa, bota um ovo por dia e se dá super bem com a Rosquinha. Mesmo com pequenas brigas às vezes, elas são muito unidas e passam o dia juntas no apartamento, enquanto Camila trabalha.

De acordo com a própria Camila, ela tem uma paixão por aves, pois cresceu em uma fazenda, em Castelo, Espírito Santo. Por isso, ter uma galinha de estimação foi um sonho realizado.

Continua após a publicidade

Se você gostou dessa matéria, veja também: Como ensinar seu cachorro a fazer xixi e cocô no lugar certo.

Fontes: Globo, Falando de Pets, Folha Vitória

Imagens: Estadão, UOL, Mega Curioso, A senhora do Monte, Hypescience

Próxima página »

Escolhidas para você