Mundo Animal

Por que o gato cai em pé? Entenda tudo sobre esse hábito felino

Você já notou que seu gato cai em pé? E já se perguntou o porquê disso acontecer? Pois bem, existem algumas explicações curiosas para isso.

A gravidade determina que tudo que sobe, tem que descer. Assim como essa força que rege os principais fundamentos da natureza, parece haver outra lei não tão estudada pela ciência mas responsável por determinar que o gato cai em pé. Embora não seja necessariamente um fato científico, essa habilidade felina levanta bastante debate.

Sabemos bem que gatos contam diversas habilidades acrobáticas, além de serem super ágeis. Aliás, qual pai de felino nunca se deparou com o bichano escalando locais inapropriados? Pois é, existe até aquele clichê muito explorado pela mídia de que bombeiros sempre devem estar a postos para salvar gatinhos presos em árvores.

Mas, a questão aqui é: por que o gato cai em pé? Além disso, ele se machuca ao fazer isso? E como essa habilidade desenvolve-se? Pois bem, vamos respondemos essas e outras questões logo abaixo. Vamos lá?

Por que o gato cai em pé?

Entenda por que o gato cai em pé!
Fonte: Wired

Primeiramente, é comum muitas pessoas assustarem-se ao ver os felinos domésticos saltarem de lugares altos. No entanto, não demora para o medo dar lugar à surpresa de vê-los caindo em pé. Agora, sabe o porquê disso acontecer? Bom, acontece que os gatos possuem uma espécie de “radar” em seu organismo.

Continua após a publicidade

De acordo com o médico-veterinário Dr. Samuel Teófilo, é graças a esse mecanismo que o bichano consegue direcionar suas patas rumo ao solo e aterrissar com suavidade. A elegância dos gatos surpreende a todo momento, não é mesmo?

Contudo, isso não é uma regra. Assim como os humanos, animais também são indivíduos bem singulares e cada um responde de sua forma às situações apresentadas. Isso significa que existe o gato que cai em pé, mas também existe o gato desastrado, que pode se machucar ao saltar de lugares muito altos.

Continua após a publicidade

Visto que não dá pra saber se seu pet é ou não capaz de se garantir no salto, a melhor opção é deixá-lo em um espaço seguro e protegido por grades e telas. Afinal, ninguém quer arriscar a pele dos bichinhos, certo? É como diz o velho ditado, melhor prevenir do que remediar.

Certo, mas qual a origem dessa habilidade?

Fonte: European Wilderness Society

Bom, assim como cachorros, vacas, porcos e demais animais domésticos, os gatos vêm de uma longa linhagem de bichinhos que precisaram passar por uma socialização. Sendo assim, os bichanos de hoje eram animais selvagens que, ao longo dos anos, foram domesticados pelo ser humano.

Continua após a publicidade

Esse processo de domesticação deu-se por inúmeros motivos, os quais variam desde necessidade de companhia até a funcionalidade, afinal, eles são excelentes caçadores de pequenos roedores. Porém, apesar de domesticados, biologicamente, os gatos ainda contam com muitas características de seus ancestrais selvagens.

Então, esses instintos de predador são responsáveis por motivá-los a caçar, mesmo que de brincadeira, e também explicam porque o gato cai em pé. Na natureza, esses animais escalam árvores e saltam de galho em galho. Portanto, é comum que essas atividades radicais resultem em quedas.

Dessa forma, seguindo a lei da seleção natural, na qual os organismos mais aptos são aqueles que sobrevivem, os gatos que sabiam cair em segurança foram se adequando ao ambiente. No fim das contas, tornou-se uma habilidade comum entre os bichanos, embora, assim como dissemos acima, não seja uma regra.

Okay, mas ná prática, como isso funciona?

Entenda por que o gato cai em pé!
Fonte: Better Photography

Curiosamente, esse mecanismo de defesa funciona de forma mais simples do que parece. Então, quando vão cair, os felinos: (1) viram a cabeça até encontrar uma superfície rígida; (2) vão virando o resto do corpo até direcioná-lo totalmente para a superfície na qual vão aterrissar; (3) flexiona ligeiramente as patas para reduzir o impacto.

Continua após a publicidade

Embora seja um processo bem dinâmico e simples, a habilidade de cair em pé é crucial para a sobrevivência dos felinos na natureza. Aliás, poucos animais conseguem reproduzir esse feito, que deve ser realizado de forma ágil e em questão de segundos. Não dá pra bobear na hora do tombo, né?!

Além do senso de equilíbrio apurado, Teófilo ainda explica que a coluna dos bichanos tem um papel fundamental nesse processo. Segundo ele, as vértebrar maleáveis amortecem o impacto e, dessa forma, o gato cai em pé.

E o que acontece com o gato que não cai em pé?

Entenda por que o gato cai em pé!
Fonte: The Balance Carreers

Pois então, sendo gato ou não, cair é sempre um risco. Como resultado das quedas podemos nos deparar com fraturas e lesões que podem ocasionar grandes perigos para a saúde. Portanto, com esses animais não é diferentes. Então, quando um gato não cai em pé, cuidados devem ser tomados.

Dessa forma, se seu gato sofrer uma queda brusca, é importante buscar um veterinário. E, aliás, não se engane, as grandes alturas não são o maior risco. Só para ilustrar, um estudo realizado em 1982 revelou que a maioria dos gatos costumam se machucar caindo de pequenas alturas.

Continua após a publicidade

Logo, é importante saber manusear o felino, pois ele pode se machucar caindo até mesmo do seu colo. Vale lembrar que, quanto menor a altura, menos tempo o gato tem para se preparar para a aterrissagem.

Por último, uma curiosidade sobre a fisiologia do gato que cai em pé

Fonte: Terra

Além de tudo que já falamos até agora, é importante pontuar que o próprio sistema do gato envia um sistema de alerta para o bichano. Sabe o sentido aranha do Peter Parker? Então, os gatos tem algo parecido que os avisa semppre que estão em alguma posição desconfortável.

Quando estão em uma situação assim, ocorre um aumento de prssão na região desconfortável do felino e essa “mensagem de alerta” é enviada para o sistema nervoso. Em seguida, o cérebro manda vários sinais elétricos para o aparelho locomotor e os músculos realizam uma série de movimentos instintivos.

Em suma, essa é a explicação biológica para o instinto selvagem do animal. É assim que ele recupera seu equilíbrio de forma super ágil e cai em pé.

Continua após a publicidade

E então, o que achou dessa matéria? Se gostou, confira também: Por que fatos amassam?

Próxima página »

Escolhidas para você