História

Hidromel: o que é e qual a origem da bebida dos Vikings e nerds?

Sabia que o mel fermenta e que, disso, é possível fazer uma bebida alcoólica? Conheça a história do hidromel, a famosa bebida Viking.

Primeiramente, você já viu os seriados Game of Thrones ou Vikings? Se sim, provavelmente, você já deve ter visto os personagens bebendo o famoso hidromel. Inclusive, esta é considerada a bebida dos Vikings.

Além de ser milenar, ela era a bebida mais consumida na cultura nórdica. Porém, na contramão disso, ela está sendo considerada a mais nova tendência no Brasil.

Sobretudo, o hidromel é uma bebida alcoólica fermentada à base de mel e de água. Aliás, sua proporção, normalmente, é de uma parte de mel e duas de água.

Basicamente, sua coloração é mais clara, e contém uma graduação alcoólica em torno de 13%. Além do mais, ela possui um aspecto semelhante ao do vinho branco.

Continua após a publicidade

De modo geral, o hidromel é obtido pela transformação dos açúcares do mel em álcool. Inclusive, por ser uma bebida resultante de uma fermentação, ela é também conhecida como vinho de mel. Até porque o vinho também é um produto de fermentação. Porém, a diferença é que o vinho surge da fermentação da uva.

A origem do hidromel

Fonte: Mapingua nerd

De modo geral, o hidromel não contém uma originalidade fixa. Ou seja, não se sabe ao certo de onde ele é e quando surgiu. Contudo, alguns estudiosos afirmam que Aristeu foi o responsável por criar a primeira fórmula do hidromel.

Após isso, a bebida se popularizou na Grécia clássica. Inclusive, lá, ele era chamado de “melikraton”.

Além da Grécia, os romanos também a consumiam. Porém, o hidromel de Roma era conhecido como “agua mulsum”. Aliás, esse nome é atribuído a uma bebida variante do vinho de uva, adocicado com mel.

Continua após a publicidade

Podemos destacar também as culturas dos celtas, saxões e, como já dissemos,  dos vikings, como grandes disseminadoras da bebida. Inclusive, entre eles existia a tradição de que os casais recém-casados deveriam consumir o hidromel durante o primeiro ciclo lunar após as bodas. Assim, nasceria um filho varão.

Inclusive, vale ressaltar, que foi daí que surgiu a expressão “lua de mel”.

Técnica de fabricação do hidromel

Fonte: Lamas Brew Blog

A priori, tudo começa quando a abelha colhe o mel. O mel, portanto, é colhido “maduro”, e pode ter um teor de umidade por volta de 20%. Mas, nessa proporção, fica mais difícil de ser fermentado. Portanto, é preciso que seu teor de umidade aumente em 2%, para que a fermentação possa ser iniciada.

Em seguida, os fermentos presentes no ar, no pólen e no mel se multiplicarão. Ou seja, os açúcares do mel se transformarão no álcool.

Continua após a publicidade

Basicamente, para uma fermentação completa, que confira um teor alcoólico desejado de 12%, é necessário que se inverta as proporções de mel/ água.

Além do mais, o fermento, assim como qualquer outra criatura, necessita de oxigênio. Assim, primeiro o fermento retira o ar que se encontra dissolvido na mistura de mel e água. Então, quando o oxigênio da mistura acaba, ele começa a resistir à sufocação retirando mais oxigênio das moléculas de açúcar. Em seguida, ele transforma o açúcar em gás carbônico e em álcool.

Por isso, a produção do hidromel pode ser considerada anaeróbica. Ou seja, ela se desenvolve com a ausência do oxigênio livre, consumido pelas leveduras.

Vale ressaltar ainda que, pelo fato de o mel ser pobre em proteínas, ele não se torna capaz de suprir todos os sais minerais que os fermentos necessitam para o seu desenvolvimento. Portanto, é preciso adicionar sucos de frutas ou sais minerais na mistura do mel com a água.

Continua após a publicidade

Tendência no Brasil

Hidromel- O que é, quando surgiu, como beber e onde comprar
Fonte: Guia Chapada Diamantina

Há quem diga que o sucesso do hidromel é bem semelhante ao das cervejas artesanais. Pois, assim como elas, a bebida viking começou a se expandir a partir da produção caseira. Todavia, assim como a cerveja artesanal, o hidromel também não satisfaz o paladar de todos.

Porém, mesmo se tratando de uma bebida mais exótica, ela está em um caminho para o apogeu. Tanto é que o consumo do hidromel cresce a cada dia no Brasil e no mundo. Além disso, seus processos de produção também estão ficando mais profissionais.

Por exemplo, empresas que antes só comercializavam cervejas, hoje estão comercializando também o hidromel. Inclusive, algumas já conseguiram vender e produzir mais de seis mil litros de bebida por mês.

Inclusive, vale ressaltar que, nos Estados Unidos, o mercado de hidromel é mais comum e popular que no Brasil.

Continua após a publicidade

Onde comprar hidromel?

Fonte: Taberna Drakkar

Como já dissemos, apesar da popularidade, sua fabricação ainda não é tão comum aqui no Brasil. Por isso, sua venda ainda é precária nas lojas físicas.

Entretanto, sua venda é feita em lojas online. Inclusive, as garrafas podem custar a partir de R$ 39 cada.

Harmonização

Hidromel- O que é, quando surgiu, como beber e onde comprar
Fonte: Linkedin

Antes de tudo, vale destacar que a bebida dos Vikings, assim como o vinho, também conta com diversos tipos. Ou seja, você encontra hidromel mais seco ou mais suave. Inclusive, esse tipo de informação vem no rótulo da garrafa.

Além disso, o hidromel tem uma harmonização semelhante à dos vinhos brancos. Por isso, combina mais com carnes brancas, queijos leves, vegetais, cogumelos e até carnes curadas, como salame, prosciutto e bacon.

Continua após a publicidade

Basicamente, a temperatura ideal para ser servir o hidromel pode variar de acordo com o tipo da bebida. Contudo, de modo geral, os fabricantes indicam que ela esteja entre 4ºC e 10ºC.

Enfim, já bebeu essa bebida dos Vikings? Ficou com vontade de experimentar?

Vem conferir mais matérias do Segredos do Mundo: Ressaca, os motivos, os sintomas e como nunca mais ter uma ressaca

Fontes: Papo de bar, Gazeta do povo

Continua após a publicidade

Imagem de destaque: Tudo para homens

Próxima página »

Escolhidas para você